Início Acomodação Apartamento Leitora pede ajuda em Firenze

Leitora pede ajuda em Firenze

Leitora escreve:

Td bem? Bom, primeiro queria dizer q foi um achado seu site. Pretendo ir embreve pra Itália (provavelmente abril). Sou cidadã italiana e vou commeu marido.Coincidentemente decidimos ir pra Firenze, por ser uma cidade de médioporte, acima de Roma, universitária, etc…Pretendo estudar e trabalhar. Meu marido é formado em Design Gráfico eestá convalidando o diploma para poder trabalhar aí como tal.Vivo procurando alguém para nos dar uma força, umas dicas, sei lá….mas é difícil achar alguém justamente em Firenze.Vc teria alguma dica de casa, pensão, para ficarmos no início?? Pelomenos até eu tirar meu Codice Fiscale. Depois vamos procurar ummonolocale ou algo parecido para alugar.Bom, é isso…Se puder me ajudar serei eternamente agradecida….

Cara leitora,

Obrigada pelo e-mail. Seja bem vinda a Italia quando você vier. Apesar do seu entusiasmo em encontrar o blog de alguém que mora em Firenze, devo ser honesta com você: não posso te ajudar a encontrar uma casa no início.

Primeiro porque não tenho tempo para ir atrás de casa para você.
E também por uma questão ética: geralmente os brasileiros que arrumam uma acomodação “temporária” através de outros brasileiros, acabam ficando em uma casa só com brasileiros. A acomodação temporária às vezes dura mais do que o temporário e o resultado é uma comunidade de brasileiros na Italia,que só falam português e comem arroz com feijão. Muito brasileiro para o meu gosto. Acho que brasileiros devem vir sim para a Italia, mas o bacana é quando se inserem na comunidade italiana. Me dá um arrepio pensar em ghetos como o dos chineses… Ai!

O que posso fazer por você: te conto como achar o caminho das pedras. Não é complicado: eu fiz, todo mundo faz, e você se sairá bem também. Sozinha, sem precisar da ajuda de ninguém.

Antes de vir para a Italia procure um hotel baratíssimo para você ficar. Eu reservei apenas a primeira noite em um site (se chamava http://www.cheapesthotels.com/ , ultimamente ficou decadente, mas você pode procurar outro online). As noites posteriores fui prorrogando uma a uma. Você pode reservar já as primeiras 5 noites, o mínimo necessário para se ambientar e quantidade de noites em que hotéis fazem desconto por longa estadia.

O seu código fiscal é uma coisa rapidíssima. Você vai até uma Agenzia delle Entrate, e sai de lá já com o recibo com o “número” oficial que é aceito para fazer um contrato de locação, tenha você cidadania ou não.

O seu monolocale você acha através de anúncios em jornais como o La Pulce (giornalaio) e o La Locandina (distruibuído gratuitamente nas ruas). Ou pode entrar no prédio de alguma universidade ou escola de italiano: sempre têm anúncio nas paredes.

Com quanto tempo de antecedência você deve reservar o hotel? Uma semana antes da viagem é mais do que suficiente. Quando mais último minuto, melhores os preços. Lógico que início de abril ainda tudo bem. Se você vier em maio, será mais complicado achar onde ficar porque é altíssima temporada. A alta temporada em Firenze é primavera e outono, além do período de desfiles do Pitti, quando todos os hotéis e restaurantes da cidade ficam lotadíssimos e os preços nas alturas.

Quando procurar uma casa oficial, bem você já terá o seu número de celular, que é a primeira coisa que deve fazer, para poder ter o seu número de contato. Vá visitar uma a uma e veja qual parece interessante. Veja se condomínio e despesas são inclusas ou não para fazer as suas contas. Para quem é casado, um monolocale vale a pena: sairá uns 700 ao mês, mais despesas.

Se optarem por dividir uma casa, eu escolheria dividi-la com outros italianos. Pelo menos na convivência do dia-a-dia vocês poderão viver melhor os costumes locais. :)

Bem, boa sorte para você e continue visitando o site porque dou sempre umas dicas sobre Firenze. Ciao ciao!

Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas; em janeiro de 2007 criou o BRASIL NA ITALIA. Em 2010 foi a responsável pelo blog oficial da Região Toscana escrito em inglês (http://www.turismo.intoscana.it/allthingstuscany/aroundtuscany) e atualmente trabalha com comunicação digital e tradicional. Dúvidas sobre a Italia são respondidas exclusivamente online. Escreva um comentário abaixo ou publique sua pergunta aqui.

18 COMENTÁRIOS

  1. Que mulher besta gente!!!que Italia que ela mora? uiui, completamente fora da real, è a tipica brasileira que vem pra cà e quer dar uma de “europeia”, cm vc eu ja vi tantissimas, entendi tudo qdo vi o teu livro pra “espairecer”…uiuiui

  2. Besta por que? Por perder o meu tempo escrevendo para gente como voce?
    Não sei o que você quis dizer com querendo dar uma de européia. Talvez porque seja contra viver rodeado de brasileiros defendendo que o Brasil é o melhor lugar do mundo. Se é o melhor lugar do mundo, more no Brasil!!!
    Ninguém obriga ninguém a mudar de país. Ridículo sim é vir para um país para ficar isolado, quando justamente União Européia significa inclusão.

  3. Olá!

    nao sei seu nome, mas foi ótimo seu post.
    E se a pessoa ficou brava por vc nao poder ajudar, saiba vc que está brava, que é muito melhor levar um não antes do que chegar aí e nao ser ajudada, pelo menos foi sincera e todos nós sabemos que ngm pode parar o mundo por um estranho, aliás, ele já parou o tempo pra escrever pra voce, mal agradecida!

  4. Olá, boa tarde.
    Primeiramente, venho parabenizá-la(o) pelo blog, o qual estou sempre entrando e lendo posts.
    Achei ótimo seu post, apesar da rispidez inicial com que tratou a leitora acima. Concordo que para imigrar prá Itália ou prá qualquer outro país, deve-se caminhar com as próprias pernas e pesquisar o máximo de informações à respeito de onde será seu lar.
    Conheço muitos brasileiros aqui, com dupla nacionalidade.. Alguns vivem há anos, outros décadas na Europa.
    Sinceramente, pasmei ao ler um comentário deveras preconceituoso, e sinceramente não compreendí qual o nexo do mesmo. Sou brasileira e italiana, amo minhas duas pátrias, tenho orgulho de minhas duas nacionalidades, e, acho repugnante alguém nas mesmas circuntâncias dizer que “brasileiros se juntam prá comer arroz e feijão” e logo após dizer que “É muito brasileiro prá mim”.
    Entendi perfeitamente q mensagem que quis passar, mas realmente concordo em parte com o primeiro comentário.
    Enfim, é triste ver compatriotas perderem suas raízes ou querer perdê-las.
    Mas continuo seguindo o blog e agradeço por tantas outras informações que são compartilhadas no mesmo.
    Abraço!
    Giovanna Mannarino

  5. @Giovanna Mannarino
    Obrigada pela mensagem, acho bacana dialogar e trocar opiniões.
    Não tenho nada contra brasileiros que se juntam para comer arroz e feijão, cada um se reúne para fazer o que mais gosta.
    Simplesmente acho exagerado quem vai morar em outro país e simplesmente não experimenta novos sabores, quem não experimenta a nova cultura.
    Neste caso, para quê mudar de país? A menos que estejamos falando de refugiados ou pessoas que foram obrigadas a transferência. Mas eu, no meu mundo de Alice, acho que podemos escolher a cada momento onde queremos estar.

    O objetivo do artigo acima foi “ensinar a pescar” porque chegavam muitos e muitos emails de pessoas pedindo ajuda do tipo “me encontre uma casa”. Oras, imagine uma blogueira que uma vez por semana começa a procurar uma nova casa para alguém. Eu não faria mais nada da vida, só esse tipo de voluntariado.

    Espero vê-la por aqui novamente.

    Um abraço,

    Barbara

  6. como poderia localizar minha prima de mora em firenze, tenho alguns dados dela.
    cleide santi

  7. Bom dia. Gostaria primeiramente de parabenizá-los pelo conteúdo do vosso site.
    Vou para a Itália com frequência pois tenho parceria com empresas desse país e gostaria de verificar a possibilidade de me indicar uma pessoa que tenha interesse em bucar empresas que tenham interesse em distribuir seus equipamentos aqui no Brasil através da minha empresa.Preciso de uma pessoa com disponibilidade e com veículo para percorrer comigo durante o período que aí eu estiver para me acompanhar nas negociações ora por essa indicada ou não.Pago comissão sobre as negociações concretizadas.
    Estou com embarque programado para o dia 05/01. caso tiver uma pessoa com essa disponibilidade favor me contatar via e-mail contato@lopesylopes.com.br Costumo ficar em Milão, Bologna e Roma.Falo Italiano porém não fluentemente.Essa pessoa deve ser brasileira ou mesmo italiana que fale português.
    Grato
    Wallace

  8. Bom Dia, meu nome é Guilherme e estou com um problema e gostaria de saber se há de alguma forma como me ajudar.

    Já estou com praticamente toda a documentação para dar entrada na cidadania italiana, faltando apenas uma certidão que se encontra na Itália onde eu já possuo o endereço e telefone do local. Simplismente é só ligar lá e solicitar-la, porem tem que falar em Italiano e eles não tem tradutor e eu nao conheço ninguem aqui que fale, eles entregam sem custo algum essa certidão, apenas cobram a taxa dos Correios. Nesse processo estou gastando muito ja e estao me cobrando entre 400 e 1500 reais que eu acho realmente um absurdo, se tratando apenas de uma ligação, concordo em pagar alguma coisa mas não esse valor estupendo.
    Então, ficarei muito grato se alguma alma boa me ajudasse com essa ligação e falando em Italiano solicitarem essa certidão. Ficarei no aguardo de alguma resposta.
    Obrigado.

  9. @Cleide Santi
    Firenze é uma cidade bem grande para localizar uma pessoa. Se existe uma razão especial para procurar a sua prima, tipo ela estar desaparecida, você pode pedir ajuda para a polícia local. Mas se a sua prima não entra em contato, talvez ela não queira manter contato?

    @Guilherme
    Antigamente (na minha época) usava-se enviar uma carta pelo correio com um envelope e dinheiro para o selo dentro. O modelo de carta certamente você encontra na internet. Mais barato que isso….
    Depois conta aqui se deu certo.

  10. Olá,sou Ítalo brasileiro,advogado,e estarei indo a FIRENZE em março de 2011. Cidade que já morei. Pretendo trabalhar com, direito internacional, entre os dois paises.
    Gostaria de fazer contatos com advogados brasileiros e italianos na ítalia, interessados em parceria.
    ernuccio@hotmail.com

  11. Ola, ja estive por 2 vezes em Roma, amo a Italia, minha decendencia é Japonesa, e atualmente moro em Tokyo, concordo plenamente com vc, todo imigrante deve ao maximo se mesclar com a cultura, costumes e lingua do novo País, aqui por ex…tem comunidades de brasileiros para tudo, vivem no Japao mas parecem que permanecem no Brasil, muitos ja estao aqui ha mais de 10 anos e com um japones basico de dar vergonha.
    No momento estou precisando de alguem em Roma que possa me ajudar a ter noticias de uma pessoa muito amiga do qual estou sem noticias.
    caso alguem seja de Roma e possa me ajudar ficarei grata *lia

  12. preciso de um lugar pra morar em roma,pois so tenho 3 dias pra ficar no hotel e quero ficar em roma,eu e meu marido,deixo nosso email,se alguem souber de alguma coisa por favor envie pro nosso email: elciosimon@yahoo.com.br

  13. olá meu nome é Adriano e sou brasileiro,tenho 25anos,casado e tenho um filho.Vou pra italia em março de 2012.O pior é que eu não conheço ninguem, sei falar pouquissímo italiano, só vou com dinheiro pra uma semana de hotel.Vou eu e meu irmão, com a cara e a coragem é muito difícil arrumar emprego.De qualquer coisa, mas minha profsisão e do meu irmão é operador de pá carregedaira,retro escavadeira e empilhadeira.Estamos sendo muito doidos? Se tiver alguem para nos dividirmos o aluguel me avisem.adriano-merhy@hotmail.com

  14. Estou com SORTE! Ao chegar aqui me senti descobrindo ou encontrando o caminho das pedras, rsss…será que poderia, também, me ajudar com dicas a respeito de Firenze? Estou passando por Firenze dois dias (3 e 4/08/2012) e por não falar

  15. Estou com SORTE! Ao chegar aqui me senti descobrindo ou encontrando o caminho das pedras, rsss…será que poderia, também, me ajudar com dicas a respeito de Firenze? Estou passando por Firenze dois dias (3 e 4/08/2012) e por não falar muito bem o italiano, pensei se conseguiria um B&B, albergue ou pensão de algum brasileiro(a) que morasse em Florenza, você conhece algum?Senão que dicas poderia me dar, já que ficarei tão pouco tempo e gostaria de ficar em um local estratégio, porém barato, para não perder muito tempo em deslocamento. Aguardo seu contato e obrigada! Um abraço, Célia Melo

Responder