Antes de decidir o destino da minha viagem, eu comecei a pesquisar preços de hotéis e a opinião de outros viajantes. Depois de passar horas na frente do computador decidi ir a Rimini, como contei aqui para vocês, e um dos motivos da escolha da cidade foi o custo x benefício dos hotéis.

Eu estava procurando um hotel confortável, onde pudesse realmente descansar, e que ficasse próximo a praia. Acabei optando por Rimini porque, a paridade de preço com outras cidades, encontrei um hotel delicioso onde passei 5 noites: se chama Atmosfere Suite Hotels.

O quarto era fantástico, exatamente como nas fotografias de divulgação que encontrei na internet: decorado em estilo moderno, tudo novinho e principalmente: grande (pelo menos para os padrões italianos!).  Para comprovar tirei minhas próprias fotos que vocês podem ver abaixo (todas de minha autoria).

O quarto: amplo e luminoso

O Atmosfere é um mixto de hotel e residence. Nós recebemos tratamento de hotel, ou seja, com arrumadeira que faz o quarto, café da manhã incluído, e todos os benefícios típicos de um hotel 4 estrelas italiano. Mas a diferença é que o quarto incluía uma mini-cozinha: um espaço com frigobar, fogão elétrico, todo o kit para cozinhar – das panelas até copos e talheres. Um diferencial interessante – seja porque dá a possibilidade de economizar, como de preparar aquela sua dieta especial.

Honestamente a nossa vontade de cozinhar durante as férias era praticamente zero, mas a cozinha acabou sendo útil. Descobrimos um supermercado Coop ali perto do hotel e compramos algumas mozzarelas, presunto e tomates fresquinhos para um almoço leve durante as pausas da praia. Uma alternativa fácil e rápida de preparar, além da qualidade garantida. Digo isso porque passamos pela experiência de comer a mesmíssima coisa em um restaurante, a única diferença é que gastamos o triplo e o presunto servido já estava quase marrom (quando é fatiado na hora é vermelhinho) e devia ser de uma marca meia-boca porque o sabor não era lá essas coisas. Abaixo a foto da cozinha:

Vista do quarto

Uma outra coisa que adoramos foram os dois terraços do nosso quarto com direito a vista mar. Bem, tinha um prédio na nossa frente, mas dava para ver um pedacinho da praia e do mar, para dar aquela certeza que estávamos na praia. 🙂 Em um dos terraços tinha um pequeno varalzinho onde podíamos estender as roupas de praia molhadas ao final do dia. Realmente muito prático.

Outros pontos a favor do hotel: ar condicionado silencioso e potentíssimo (que você pode regular como quiser), internet wi-fi grátis (quer dizer, incluída no preço da diária), um bom secador de cabelo e produtinhos para o banho de qualidade (em alguns hotéis dá até medo de usar o sabonete do hotel, não é verdade?). Só não tinha shampoo e condicionador, mas esses eu sempre levo os meus.

Da sacada do meu quarto dava para ver o mar

O café da manhã, incluído na tarifa,  era servido em uma sala pequena dentro do próprio hotel e era gostoso. A começar pelo cappuccino ou café que eram feitos na hora pelo garçom, que depois de fazer amizade conosco, a cada nova manhã fazia desenhinhos diferentes no cappuccino, um charme! De comer tinha o tradicional: croissants, bolos, pães, queijo, frios, ovo mexido, geléias, nutella…

Existia também a possibilidade de optar por meia pensão ou pensão completa – o almoço e/ou jantar era servido no hotel em frente ao Atmosfere, que se chama Adriatic e é dos meus proprietários. Honestamente? Não vale a pena. Nós experimentamos jantar no Adriatic duas vezes: o primeiro dia, um sábado, foi razoável. O segundo dia o menu foi bem meia-boca e por isso decidimos não voltar nos outros dias. Não era uma questão de menu elaborado ou não, mas simplesmente de comida de qualidade. Já fiquei em hotéis mais simples, com comida caseira que era  uma delícia. Não foi esse o caso. Mas felizmente existem outras opções para almoçar e jantar, né? Não deixaria de me hospedar novamente lá por causa disso. Na foto abaixo você vê um hotel com luz lilás: era o Adriatic. Do outro lado da rua, à direita, estava o Atmosfere. Essa foto eu tirei enquanto esperava o ônibus para ir até o porto de Rimini.

Vista da fachada do hotel

A localização do hotel é muito boa: fica a dois passos da praia; para ir até o porto de Rimini ou para Riccione (a próxima cidade) era preciso pegar um ônibus, mas o ponto era em frente ao hotel. Ah, sim, o quarto era à prova de som, ou seja, não escutávamos nenhum barulhinho da rua com as janelas fechadas. Maravilha!

Ponto positivo também para a gentileza – seja das moças na recepção, dos proprietários e do garçom – todos muito disponíveis, fizeram o possível para nos ajudar, sugeriram dicas do que fazer nos arredores, como chegar…

Ponto positivo também para o estacionamento: incluído no preço da diária, em um lugar onde o carro ficava super protegido (a recepcionista tinha que abrir o portão com um controle remoto). Nós só usamos o carro para chegar e para ir embora, todo o resto fazíamos a pé ou com os ônibus públicos, que surpreendentemente existem com frequência até altas horas!

Bem, espero que a dica seja útil. E se você ainda não leu, confira o artigo com dicas de  Rimini.

2 COMENTÁRIOS

  1. Ótima dica de viagem. Realmente deu vontade de conhecer e se hospedar.

DEIXE UMA RESPOSTA