Comer bem em Budapeste não é assim tão difícil: a capital da Hungria oferece uma grande variedade de restaurantes, bares e afins com pratos de cozinha local e internacional. Você vai poder tomar a sua goulash soup e experimentar outros pratos típicos sempre com muita páprica, o tempero que faz parte da maioria das receitas. E quem sabe comer também uma pizza para variar ou experimentar um medalhão dos sonhos.

Depois de passar seis dias deliciosos em Budapeste em janeiro deste ano e frequentar alguns lugares, fiz uma seleção de 3 restaurantes de estilos bem diferentes para você já partir para a sua viagem com algumas cartas na manga.

Ah, antes de começar, leia também a nossa dica de hotel em Budapeste!

1. Trofea: para comilões

A entrada do Trofea
A entrada do Trofea

O Trofea é um lugar para os comilões de plantão: aqui por um preço fixo você come e bebe o quanto quiser! Você leu direitinho: não apenas a comida, mas a bebida são ilimitados. Uma coisa dessas simplesmente não existe na Itália e meu marido ficou louco quando descobriu esse lugar. No Brasil, até existe algo parecido, em geral apenas a comida é ilimitada, mas aqui também tinha a bebida. Cerveja, vinho branco, tinto, espumante, água mineral, sucos e bebidas soft, café e cappuccino: você pode pedir ao garçom quantas bebidas conseguir beber!

O buffet era bem variado: tinha uma área para salada, outra para pratos quentes típicos de Budapeste, uma seção de sopas incluindo a famosíssima goulash soup, um setor onde grelhavam carne e peixe para você na hora, além de pizza margherita! Ah, uma dica: se você for depois das 5 da tarde ou nos finais de semana vai pagar um pouquinho mais, mas o buffet de grelhados oferece mais opções com camarões, lulas, salmão e vários peixes gostosinhos!

O lugar tem uma atmosfera animada: existem muitas mesas, em geral o restaurante está sempre cheio, com famílias, casais, jovens e velhos, turistas e locais (eu fui lá 3 vezes em horários diferentes, nos sentíamos muito a vontade com a bebê). A comida é gostosa, mas digamos de qualidade média. Não espere encontrar o melhor pedaço de filé mignon, por exemplo e nem um vinho tinto de qualidade. Mas se você não está muito aí para isso, com certeza você não vai se arrepender!

Um dos meus pratinhos...
Um dos meus pratinhos…

 

Os preços são os seguintes:

  • De seg. à sex na hora do almoço: 3899 HUF (cerca 35 reais)/ pessoa – crianças menores de 12 anos pagam metade
  • De seg. à sex no jantar, durante os finais de semana e feriados: 5499 HUF (cerca 50 reais) /pessoa – crianças menores de 12 anos NÃO pagam!
  • Após às 21 horas existe um desconto de 1000 HUF (mas a variedade do buffet de grelhados é um pouco menor).

Existem três endereços do restaurante Trofea em Budapeste (eu fui naquele próximo a Opera):

  • II. Margit Krt. 2. tel. +3620 999 7708 + 36 1 438 9090 (Do lado Buda ao lado da Margaret Bridge)
  • VI Király u. 30-32 tel. +3620 999 8797 36 1 878 0522 (a 3 min. da Deak square e da Opera, no coração da cidade)
  • XIII. Visegrádi u. 50/a. tel: +3620 949 4206  + 36 1 270 0366 (no centro da cidade próximo a Nyugati square)

Para mais informações, confira o site oficial do restaurante Trofea de Budapeste.

2. Ruben: para casais

O Ruben é um restaurante ideal para casais: a decoração é moderninha, as mesas são próximas umas das outras, com velinha e meia-luz. Apesar de cheio, o restaurante não era barulhento. Assim que coloquei os pés lá dentro empurrando o mega enorme carrinho de bebê a primeira sensação foi de pânico: “e agora, onde eu coloco essa nave espacial?” – pensei. Felizmente o garçom me indicou um cantinho no caminho para o banheiro, que não era muito longe da nossa mesa.

O ambiente: perfeito para casais
z O ambiente: perfeito para casais

Em Budapeste eu praticamente tomei sopinha todos os dias da minha viagem. Elas são saborosas e ajudam a esquentar o corpo durante o inverno – e Budapeste é bastante gelada em janeiro, em pleno inverno europeu.

Aliás, uma pequena anotação pessoal: as sopas estão presente em praticamente todos os cardápios de Budapeste, uma coisa incrível. Já aqui na Itália é mais difícil encontrar sopas: eu lembro que passei uma semana sem fogão em casa e estava desesperada por uma sopinha, mas o máximo que encontrei foi um prato de cappelletti in brodo…

Como entrada, uma sopinha...
Como entrada, uma sopinha: em Budapeste elas são deliciosas e estão sempre no cardápio
Carne, fritas e um tempero forte com páprica
Carne, fritas e um tempero forte com páprica

É sempre uma boa idéia reservar uma mesa. Você encontra o cardápio disponível no site oficial do restaurante Ruben em Budapeste.

Endereço: 1053 Budapest Magyar utca 12-14
Tel. 06.1.266.3649
E-mail: ruben@rubenrestaurant.hu

3. Rosenstein: para gourmets

Quando penso no Rosenstein, me vêm em mente a palavra “qualidade“. Qualidade no atendimento, do momento que fomos recebidos na entrada do restaurante até a hora de ir embora, qualidade dos ingredientes, dos sabores. Um lugar nota 10!

Quem fez a reserva foi meu marido, que me disse: “hoje vamos em um restaurante familiar um pouco longinho do centro”. O que você imagina por restaurante familiar? Eu imaginava uma espécie de “trattoria”, um lugar bem low profile, despojado, daqueles com toalha de papel em cima da toalha de pano, sabe? E no entanto… no entanto o Rosenstein é um restaurante bastante elegante, com serviço atencioso aos mínimos detalhes.

O restaurante não estava lotado: além de nós tinham outras 3 mesas ocupadas, o que nos garantiu bastante espaço e privacidade (era uma segunda-feira, se não me falha a memória). Ao contrário dos outros dois restaurantes que mencionei neste artigo, a sala do Rosenstein é bem iluminada (se você está procurando aquele lugar a luz de velas, este não é o local). Abaixo você vê uma foto minha com a nenê. Eu levo a pequena Gaia para todos os lugares, admito que não tenho coragem de deixá-la com uma babá desconhecida, especialmente quando estou viajando.

Eu com a nenê em uma área bastante reservada
Eu com a nenê em uma área bastante reservada

Agora vamos falar do que é bom: a comida! Bem, o cardápio do Rosenstein oferece uma grande variedade de opções e preços – e está disponível em várias línguas, infelizmente não em português. É possível gastar 50 euros ou 150 euros por casal, tudo depende do que você pedir (óbvio que é sempre mais fácil gastar muito do que pouco).

Nós optamos por uma sopa de entrada, já que estava o maior frio lá fora e as sopas são bastante frequentes nos restaurantes de Budapeste. A idéia era partir com uma goulash soup, mas o maitre sugeriu uma sopa com carne de corço: primeiro acerto! Ela estava uma delícia. Depois partimos para o prato principal, bem, eu só me lembro que o Chateaubriand do meu marido estava fantástico e eu obriguei ele a fazer metade-metade (eu só faço metade-metade quando me convém.. hehehe).

A carne não era macia, era super macia! E o molhinho a base de funghi simplesmente o máximo. Acompanhado com o vinho sugerido pelo maitre… Oh, paraíso! De vez enquando ainda sonho com aquele jantar…

Um chateaubriand com molhinho a base de funghi inesquecível!
Um chateaubriand com molhinho a base de funghi inesquecível!
Um vinho local delicioso para acompanhar o chateaubriand
Um vinho local delicioso para acompanhar o chateaubriand sugerido pelo maitre

Na hora da sobremesa, acabamos pedindo 3 doces! Uma em homenagem a Gaia, que comemos por ela, é claro! Não foi nada de muito exótico, mas tudo muito gostoso: crepe de chocolate, sorvete de creme com frutas vermelhas, e um outro doce que eles descreviam como biscoito mas parecia mais um pavê de chocolate. De qualquer modo, tudo estava uma delícia.

Crepe com chocolate
Crepe com chocolate

 

A segunda sobremesa
A segunda sobremesa
A terceira sobremesa
A terceira sobremesa

Depois de um jantar no Rosenstein, a frase do início do cardápio faz todo sentido: ’Un pasto squisito arreca definitivamente al corpo e all’anima una sensazione di benessere particolare.’ (Brillat-Savarin) (que traduzindo seria algo como: “Uma refeição deliciosa oferece definitivamente ao corpo e a alma uma sensação de bem estar especial”).

Se você quiser ir ao Rosenstein, é sempre recomendável fazer uma reserva. O restaurante fecha aos domingos, em compensação de segunda à sábado fica aberto das 12 às 23 horas.  Mais informações no site oficial do restaurante Rosenstein.

Endereço: 1087 Budapest, Mosonyi utca 3.
Tel: +36-1-33 33 492 Fax: +36-1-33 33 492
E-mail: rosenstein@t-online.hu
*De vez enquando o BRASIL NA ITALIA gosta de atravessar as fronteiras e visitar outros países além do Brasil e da Itália. E por que não compartilhar as dicas aqui, né?

4 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Babi! Muito legal as dicas dos restaurantes, fiquei morrendo de vontade! Bom saber também que casais com bebês são bem tratados (também não deixo a minha Giulia com ninguém)! Faz tempo que queremos ir a Budapeste, mas nunca deu certo. Com que cia. aérea vcs foram?
    Bjs!

  2. OI Dani,
    Nós fomos com a Wizz Air (http://www.brasilnaitalia.net/2013/01/wizzair-se-todas-as-low-cost-fossem-boas-assim.html )e ficamos em um excelente hotel (o Intercontinental) pagando pouquíssimo em uma promoção deste site: http://www.brasilnaitalia.net/2013/01/site-ajuda-a-economizar-ate-65-nas-tarifas-de-hotel.html

    Descobri que viajar com crinaça é tranquilo, desde que seja com conforto. Lá tb tem a vantagem do taxi ser barato, então dá para fazer uma viagem super por um preço razoável.

    Bjs,

    Babi

DEIXE UMA RESPOSTA