Hoje vou compartilhar com vocês a minha opinião sobre a nossa estadia no Hotel Filippo II, em Porto Santo Stefano, Argentario. Digo “nossa”, porque viajei na semana passada com meu marido e minha filha que acaba de completar 10 meses.

A idéia dessa viagenzinha acabou surgindo poucos dias antes de partir. A verdade é que depois de passar diversos aniversários ou trabalhando, ou cuidando de probleminhas chatos ou simplesmente entediada, decidi que neste 2013 queria fazer algo interessante, diferente, agradável neste 06 de junho. Obviamente o programa deveria incluir a nossa querida bebê. Foi assim que marido decidiu me levar para o Monte Argentario e reservou duas noites no Hotel Filippo II, um hotel 4 estrelas bastante confortável com vista para o mar.

O hotel Filippo II visto de longe
O hotel Filippo II visto de longe

Sobre a nossa estadia no Hotel Filippo II

A recepção

Nós chegamos no hotel por volta das 12:30, após quase três horas de viagem de carro de Florença. A Gaia nossa filhinha já estava um pouco impaciente porque era hora do seu almoço e tudo que nós queríamos era a chave do quarto. Assim que nos aproximamos a recepção, fomos muito bem recebidos, nem precisamos mostrar a folha com a confirmação de reserva. O senhor que nos recebeu (ops, esqueci o nome dele) já sabia quem éramos e, para nossa felicidade, pediu simplesmente para deixarmos nossos documentos e nos acompanhou diretamente até o quarto.

Com muita cordialidade e gentileza, ele abriu a porta do quarto para gente e nos mostrou como funcionavam as coisas: onde eram as luzes, abriu a porta do terraço e fez entrar a luz, deu algumas sugestões turísticas interessantes sobre os arredores, mostrou disponibilidade para eventuais necessidades especiais (agora com a bebê, sempre temos algumas!). Ficamos até surpresos porque ultimamente é cada vez mais raro encontrar esse estilo agradável e atencioso de recepção.

Lembrando que o horário de checkin do hotel era às 14:00 e, apesar de ser um pouco mais cedo, o quarto estava livre e prontíssimo. Pode parecer uma coisa óbvia, dar um quarto livre a um casal com filhos antes do horário de checkin oficial, mas já aconteceu em um outro hotel de termos que esperar inclusive depois do horário porque o funcionário da recepção era um pouco atrapalhado.

Da sala/cozinha olhando pela janela para o terraço
Da sala/cozinha olhando pela janela para o terraço

O quarto

O nosso quarto era tão grande quanto esperávamos (talvez até um pouquinho mais). Assim que entramos, tinha o primeiro ambiente, a sala/cozinha. Praticamente à esquerda tínhamos geladeira, pia de cozinha e um fogão elétrico; à direita tinha uma mesa de almoço; mais em frente tinha a área living com sofá, poltrona e mesinha e em seguida a janela que dava para um amplo terraço externo de frente para o mar, também com uma mesinha e cadeiras.

O segundo ambiente ficava à direita e era o quarto propriamente dito: tinha a cama de casal (eram duas camas de solteiro unidas) e a caminha da Gaia (aquelas caminhas de acampamento). O nosso quarto também dava para esse mesmo terraço, amplo com vista para o mar.

Eu só fui lembrar de tirar foto do quarto à noite...
Eu só fui lembrar de tirar foto do quarto à noite…

O banheiro era bem grande e dava para perceber que tinha sido construído para pessoas com cadeiras de rodas porque tinha todos aqueles apoios típicos dos banheiros especiais e além disso não tinha box, mas uma tendinha. De qualquer modo, era bastante amplo e tinha tudo que precisávamos.

Aproveitamos para esquentar rapidamente a comidinha da Gaia e ela almoçou no terraço. Como também estávamos com fome e já era tarde, decidimos experimentar o restaurante do hotel.

A vista do nosso quarto de dia
A vista do nosso quarto de dia

O restaurante

O restaurante do hotel também encontrava-se em uma área panorâmica, com vista para o mar. Quem se hospedava, tinha direito a um preço especial de 25 euros por pessoa que incluía entrada, primeiro prato, sobremesa, água e vinho. Assim que decidimos que mesa queríamos com a melhor vista, nos deram o cardápio para escolher o que gostaríamos. Bem, olhando o cardápio os preços eram bem salgadinhos para quem não tinha essa promoção: entradas por volta de 14 euros, mesmo preço para os primeiros pratos… seria fácil gastar 50 euros por pessoa para comer a mesmíssima coisa sem essa promoção para hóspedes.

O prato de entrada: capensante e funghi
O prato de entrada: capensante e funghi

Optei por capesante (não tenho idéia como se chame em português, mas a foto está aí em cima) e funghi de entrada e um spaghetti com ouriços como primeiro prato. A comida era Ok, mas não era Uau. Voltamos ao restaurante simplesmente para tomar o café da manhã, que estava incluído na nossa reserva.

Tomando café da manhã no hotel
Tomando café da manhã no hotel

Achei um pouco limitado o horário do café da manhã – das 08:00 às 10:00. Nas férias, não gosto de ter horário, se o café fosse servido até às 11 seria perfeito. Mas é um pequeno detalhe. A qualidade e opções também eram Ok.

 O acesso ao mar

O fato de o hotel oferecer acesso ao mar foi um dos pontos decisivos na hora da reserva. É preciso descer uma pequena ladeira (ou escadaria, existem as duas opções) para chegar até o mar, mas não leva mais do que 3 minutos. Levamos o carrinho de bebê, afinal sempre aproveitamos para tomar sol e nadar enquanto a Gaia faz o seu soninho. Assim que chegamos, lá tinha o salva vidas, que nos trouxe cadeiras e guarda-sol.

E finalmente fiz o primeiro mergulho no mar do ano. Dei um pulo lá da ponta dessa plataforma. A água ainda estava fria, mas uma delícia. Saí revigorada. Para subir na plataforma novamente tinha uma escadinha.

Nós adoramos o acesso ao mar do hotel, é bastante reservado, do nosso lado tinham apenas alguns barcos, tudo muito relax e agradável. A única coisa é que lá pelas 17 não tem mais sol na área, já que tem a sombra da colina. Mas você tem do amanhecer até às 5 da tarde para tomar sol. Dá e basta, né?

O acesso particular ao mar
O acesso particular ao mar

Vale a pena se hospedar no hotel Filippo II no Argentario?

O amanhecer visto do terraço do nosso quarto
O amanhecer visto do terraço do nosso quarto

Sim, eu adorei a nossa estadia e voltaria com certeza.

Os pontos fortes do hotel são:

  • vista para o mar
  • quartos com fogão e geladeira, ideais para quem viaja com criança
  • quartos amplos, limpos e agradáveis
  • serviço na recepção excelente
  • acesso ao mar particular

 

Se alguém aí já ficou nesse hotel, compartilhe sua experiência. Ou então dê a dica de algum outro lugar bacana para se hospedar no Argentario! 🙂

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA