Visitar a Sicília não é só curtir sol, mar e boa comida. A maior ilha da Itália é também rica de tesouros arqueológicos, como a bela Segesta, uma cidade construída a 400 metros acima do nível do mar por um povo chamado “Elimi” no IV século a.C.

Índice do artigo:
– Área Arqueológica de Segesta na Sicília
– A história de Segesta
– O que ver em Segesta
– O teatro
– O Castelo
– O templo
–  Horário de abertura e ingressos

Área Arqueológica de Segesta na Sicília

A antiga cidade de Segesta faz parte do município de Calatafimi-Segesta e fica a uma dezena de quilômetros de Alcamo e de Castellammare del Golfo, 78 km de distância de Palermo e 33km de Trapani.

O templo de Segesta, na Sicília, Itália
O templo de Segesta, na Sicília, Itália

Eu tive o prazer de visitar esta área arqueológica em pleno verão siciliano: era 07 de agosto de 2013, um dia tórrido, com temperatura por volta dos 35ºC, por isso decidimos ir bem no finalzinho do dia, duas horas antes que a bilheteria fechasse.

Eu (Barbara Bueno) no teatro de Segesta
Eu (Barbara Bueno) no teatro de Segesta

Eu estava com meu marido e minha filha de 1 ano: óbvio que passamos protetor 50 na pequena e eu aproveitei para comprar um chapéu amarelo, que estava a venda ali na lojinha por 5 euros, porque estava com a cabeça fervendo de calor. Máquina fotográfica no pescoço e garrafinha de água gelada na mochila, começamos a explorar o local.

A história de Segesta

Diz a lenda que a cidade de Segesta teria sido fundada pelos sobreviventes da guerra de Troia, comandados por Eneas: antes de chegar em Roma, ele teria deixado uma grande colonia de cidadãos, incluindo o seu velho pai. Na verdade não existem provas sobre a origem da cidade, embora indícios apontem para o século IV a. C.

Os lugares mais significativos para você visitar são o teatro, o templo e o santuário de Mango, que representam as funções de culto, representações e da política.

O que ver em Segesta

Existem basicamente duas áreas que você pode visitar.

O ônibus que leva da bilheteria até o Teatro, em Segesta
O ônibus que leva da bilheteria até o Teatro, em Segesta: muito confortável para quem viaja com crianças

À esquerda da bilheteria, bem no alto do Monte Barbaro, após uma dura subida a pé ou uma confortável corrida de ônibus (à pagamento), estão o teatro e algumas construções mais recentes como o Castelo e a Igreja.

A vista de Segesta
A vista de Segesta no caminho para o Teatro

A segunda área, à direita da bilheteria, é a do templo, que você chega após uma breve caminhada subindo degraus largos.

O teatro

O teatro foi construído aproximadamente na metade do século IV a.C ou no século II a.C (existem duas teorias a respeito). O local foi escolhido devido a sua característica panorâmica. Na área foi encontrada uma gruta com material da idade do bronze, sucessivamente usado na construção. É interessante notar que o mesmo fenômeno aconteceu na construção do teatro de Siracusa.

O teatro de Segesta: hoje é palco de espetáculos na Sicília
O teatro de Segesta: hoje é palco de espetáculos na Sicília

O teatro de Segesta é um dos exemplos mais bem sucedidos de arquitetura teatral inserida na passagem entre os tipos grego e romano. Uma parte dele teria sido esculpida nas rochas, outra usava um poderoso muro de contenção. Embora o teatro se encontrasse em uma cidade não grega, ele deveria ter as funções e papel quase idênticos aos monumentos das cidades gregas.

Foto panorâmica do teatro de Segesta (feita com iPhone)
Foto panorâmica do teatro de Segesta (feita com iPhone)

Hoje em dia é possível assistir a apresentações especiais no teatro de Segesta. Para detalhes, visite o site https://www.parcodisegesta.com/home/notizie-eventi.html

A vista do teatro: lá no fundo, o mar...
A vista do teatro: lá no fundo, o mar…

O Castelo

Não muito distante do teatro, encontra-se o “Castelo”. Ele foi encontrado em 1989 após escavações do terreno: até então estava completamente coberto por terra, pedras e vegetação.

A fachada do Castelo de Segesta (ou o que sobrou dele!)
A fachada do Castelo de Segesta (ou o que sobrou dele!); lá no fundo, o mar…

Era a residência de um Senhor que se estabeleceu, no século XIII, no alto do Monte Barbaro: a casa era organizada ao redor de um pátio central com pavimento de tijolos. Da construção original sobrou apenas o andar térreo, mas certamente a casa possuía um andar superior onde ficava a parte residencial da casa.

O interior do castelo de Segesta
O interior do castelo de Segesta

A altura da casa provável é de 8-10 metros. No andar térreo, com a estrutura em bom estado, os restos arqueológicos ajudam a imaginar as possíveis funções dos diversos ambientes.

Por exemplo: na extremidade sudeste ficava o “banheiro”, com um espaço para uma escadaria ao lado que levava até o andar superior.  Na extremidade nordeste ficava um depósito de madeira. No lado norte existia também um depósito com diversas ânforas usadas para guardar o vinho. Os dois ambientes lado sul provavelmente serviam para receber os hóspedes. Na frente deia ficar uma cozinha ou algum outro depósito.

O templo

O templo de Segesta é provavelmente um dos mais interessantes da Sicília. De origem dorica, ele se encontra em uma posição extra-urbana, em uma área bem visível mesmo de longe. A sua estrutura é levemente diferente dos templos gregos canônicos, com ausência estrutura interna e a sua presença em uma cidade não grega gera muita polêmica entre os estudiosos.

Alguns acreditam que seja um produto grego para um culto grego e explicam a ausência de fundações como uma “obra não terminada”. Outros defendem que seja apenas uma área sagrada a céu aberto para um tipo de culto não grego: a adoção do modelo grego apenas na sua forma exterior provavelmente teria nascido a partir da proximidade com a cidade grega de Selinunte, que teria dado origem a idéia de um edifício vistoso e imponente, mas adaptado as funções de culto da própria cultura.

O templo de Segesta: um dos mais interessantes e bem conservados da Sicília
O templo de Segesta: um dos mais interessantes e bem conservados da Sicília

Independente da organização interna do templo e do tipo de culto praticado, é claro que sua função era religiosa.

O templo de Segesta é tão especial porque se trata de um dos poucos templos dóricos que se manteve praticamente intacto com o tempo: apenas recentemente foram efetuadas operações de restauração nas pedras que sofreram erosão.

Leia: Descubra Segesta por Dentro: Interior do Templo Dórico Reabre para Visitantes

Detalhe do templo de Segesta
Detalhe do templo de Segesta
Um final de tarde de verão no templo de Segesta, Sicília, Itália
Um final de tarde de verão no templo de Segesta, Sicília, Itália

 Horário de abertura e ingressos

Horário de abertura

O horário de visitas varia de acordo com a época do ano (e o horário do pôr do sol). Abaixo as informações oficiais, de qualquer modo, é sempre bom telefonar antes para confirmar:

De 1º de janeiro a 28 de fevereiro: das 09:00 às 17:00 (bilheteria fecha às 15:30)
De 1º de março a 26 de março: das 09:00 às 18:30 (bilheteria fecha às 17:00)
De 27 de março a 30 de setembro: das 09:00 às 19:30 (bilheteria fecha às 18:00)
De 1º de outubro a 29 de outubro: das 09:00 às 18:30 (bilheteria fecha às 17:00)
De 30 de outubro a 31 de dezembro: das 09:00 às 17:00 (bilheteria fecha às 15:30)

Ingressos

Você pode comprar seus ingressos prioritários para Segesta através da Get Your Guide

Os ingressos para o parque arqueológico custam Euro 6,00 se você comprar na hora. Em caso de mostras pode existir um suplemento. Quem prefere a segurança de comprar antecipado pode comprar no site da CoopCulture pagando Euro 8,00 (mas os ingressos não são reembolsáveis depois de emitidos) ou você pode pagar um pouco mais na Get Your Guide com cancelamento gratuito até 24 horas antes da data de entrada.

Telefone para informações: (+39) 0924.952356 ou 0924.954665

E-mail: parco.archeo.segesta@regione.sicilia.it

Leia também a versão do artigo sobre Segesta em italiano

Parceiros:

RESERVE SUA ACOMODAÇÃO AGORA

Reserve sua hospedagem na Italia, no Brasil ou em qualquer outro país do mundo com nosso parceiro Booking.com!

Você encontra as melhores ofertas e ainda colabora com o nosso site. Obrigada!

RESERVE TRANSFERS E TOURS ONLINE

Reserve transfers, tours e excursões na Italia e no mundo com a nossa parceira Get Your Guide

Artigo anteriorTemperatura média das principais cidades italianas
Próximo artigoFestival Brasil! em Roma – 15/09/2013 a 22/09/2013
Barbara Bueno - brasilnaitalia
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março de 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o blog BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, obteve habilitação como assistente turística e foi proprietária de agência de viagem na Italia (até chegar a pandemia...). Hoje se interessa por criptomoedas e voltou a fazer o que mais gosta: buscar novidades, visitar lugares interessantes e escrever! Se você tem uma dúvida sobre a Italia visite a seção Dúvidas sobre a Italia.

5 COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS:

Please enter your comment!
Please enter your name here