Era uma vez um marquês de nome Nicolau II, que no distante dia 29 de setembro de 1385, ordenou o início da construção de uma potente fortaleza, realizada pelo engenheiro da corte, Bartolino de Novarra. Era o dia de San Michele e em homenagem ao santo foi dedicado o futuro castelo, hoje conhecido como “Castello Estense“. Pelo menos 100 anos antes, no local existia uma antiga torre de vigilância que defendia as muralhas ao norte da cidade e em espcial a porta de entrada, conhecida como Porta del Leone.

Fachada do castelo de Ferrara
Fachada do castelo de Ferrara

Parece o início de um conto de fadas, mas é a história real do castelo de Ferrara, um lugar fascinante em uma pequena cidade no estado italiano da Emilia Romagna.

Dica: confira aqui sugestões de hotéis em Ferrara com vista para o castelo

Esqueça o castelo da Disney e as históras de princesas: aqui você pode entrar dentro de um castelo de verdade, com jardim, prisão subterrânea, cozinha antiga; um lugar que resistiu a disputas entre famílias, guerras e até ao recente terremoto que abalou a Emilia Romagna em 2012.

O castelo de Ferrara: rodeado por água e com ponte levadiça!
O castelo de Ferrara: rodeado por água e com ponte levadiça!

A evolução do castelo de Ferrara

O-castelo-de-ferrara

Por dentro do castelo de Ferrara

Uma das portas de entrada do castelo, que vai até o pátio
Uma das portas de entrada do castelo, que vai até o pátio

O acesso até o pátio interno é gratuito e você pode apreciar os arcos, as janelas com cortinas do lado externo, o poço, a arquitetura.  Eu parei para fotografar também a porta levadiça e o porta tocha. Mas não se limite a essa visita externa. Vale a pena pagar o ingresso para descobrir o castelo por dentro.

O porta tochas e o pátio interno do Castello Estense
O porta tochas e o pátio interno do Castello Estense

As prisões

A ala do castelo de Ferrara que mais me marcou foi sem dúvida nenhuma as prisões: 3 delas estavam abertas ao público. Elas ficam no subsolo, duas ainda tinham uma pequena janela para entrada de ar, mas o mais impressionante era a prisão totalmente fechada, onde um homem mal conseguiria ficar em pé (ver foto abaixo). Imagina o ser humano lá, naquele lugar escuro, sem poder se levantar, sem ver a luz do dia, em um lugar onde no inverno faz frio…

A prisão no subterrâneo
A prisão no subterrâneo

Um dos funcionários do castelo contou que tem gente que diz que o castelo é mal assombrado, que à noite escutam vozes vindo das prisões, mas óbvio, ele não acredita porque um pouco de barulho é normal…

Os presos: personagens nobres e de alta classe

Ao contrário do que você possa imaginar, aqui não vinham parar os presos comuns (que eram destinados às prisões do Palazzo della Ragione), mas sim personagens de alta classe que a família Estense queria controlar de perto.

Um dos casos mais clamorosos foi a prisão de Don Giulio por 53 anos, 6 meses e 17 dias,  em uma cela impenetrável na Torre dei Leoni (que você pode entrar durante a sua visita): ele foi preso em 1506 e só saiu de lá em 1559, aos 81 anos de vida! E detalhe: ele era o irmão do Duque Alfonso I.

Notícias da época lembram a surpresa dos habitantes de Ferrara ao verem o velhinho, ainda com um certo vigor, caminhar pelas ruas da cidade com roupas de cinquenta anos antes.

O luxo absoluto

Da sala do bacanal até a capela, da cozinha aos salões de jogos, você terá a oportunidade de ver as últimas modificações do castelo de Ferrara. Uma curiosidade é que para você poder admirar melhor os afrescos sem precisar ficar com o pescoço torto olhando para cima, foram montados espelhos que refletem as pinturas no teto.

O jardim do primeiro andar do castelo
O jardim do primeiro andar do castelo

Muitas das salas hoje se encontram com fitas adesivas que foram colocadas após o terremoto do ano passado. O castelo passou várias semanas fechado ao público até que fosse certificado que não tinha sofrido danos à estrutura (por isso, você pode entrar e caminhar lá dentro tranquilamente). No entanto, os afrescos foram danificados e para evitar que perdessem pedaços, colocaram os adesivos. Como você vê na foto abaixo…

Também por causa do terremoto, não é possível subir na Torre dei Leoni.

O teto com afrescos com adesivos: após o terremoto
O teto com afrescos com adesivos: após o terremoto

Informações práticas

Horários:

De 1º de setembro até 31 de maio – das 9:30 às 17:30 (a bilheteria fecha às 16.45)
O museu não abre às segundas-feiras (de outubro até fevereiro) e no dia 25 de dezembro.

Preço dos ingressos:

Inteiro – 6,00
Familia – Para cada adulto pagante, uma criança entra grátis.
Menores de 12 anos – 1,00
Reduzido – 4,00 (menores de 18 anos, comitivas de pelo menos 15 pessoas e outras categorias especiais).

Para mais informações visite o site oficial.

E você, já conhecia o Castelo de Ferrara? O que mais te marcou? Você esteve antes ou depois do terremoto?

6 COMENTÁRIOS

  1. sim conheco estive antes do terremoto dos castelos que conheci na italia achei um dos mais conservados. fiquei muito triste qdo soube dos estragos causados pelo terremoto.

  2. Oi Maria Isaura,
    Pois é, uma pena essa história do terremoto. Ainda bem que não provocou danos a estrutura, só superficiais mesmo.
    Teve mais alguma coisa de Ferrara que você gostou particularmente de visitar?
    Um abraço,
    Barbara

  3. ha sim Barbara, gostei da casa de Romeo, que foi o homem mais rico de ferrara, a casa é muito bem conservada.O palacio diamante é lindo.Mas caminhar pelas ruas estreitas de Ferrara e imaginar toda a historia.É emocionante e lindo demais amei Ferrara 2014 se DEUS quizer voltarei pra Ferrara.

  4. Vou passar 40 dias em Ferrara, amo castelos medievais em fevereiro eles estarão abertos? Posso ir ficar na casa de parentes? Ou tenho que ter convite?

DEIXE UMA RESPOSTA