Um banquinho, um violão, uma mesinha e um chimarrão. Assim foi montado o palco para a apresentação de Yamandu Costa no Auditorium Parco della Musica em Roma, nesta segunda-feira, 16 de setembro. O violonista, considerado um dos grandes nomes da atualidade na música instrumental brasileira, dispensou qualquer acompanhamento durante o espetáculo, realizando um show acústico marcante, de melodias vigorosas e precisas.

Yamandu Costa
Yamandu Costa se apresenta em show em Roma durante o Festival Brasil!

Para os brasileiros presentes, impossível não identificar a origem regional em muitas de suas composições, que traziam o ritmos típicos dos pampas gaúchos e as influências culturais formadas pelos diversos povos no sul do país. “Tem gaúcho na plateia!”, alguém gritou logo no início da apresentação, buscando conquistar a simpatia do artista. Essa, porém, veio fácil: durante todo o show, Yamandu conversou com o público e buscou explicar e o processo de criação de suas músicas, mesclando palavras em português, espanhol e italiano. “Estou falando um idioma inexistente, uma espécie de esperanto latino”, brincou. Todos entenderam e riram.

A apresentação de Yamandu Costa faz parte de uma semana especialmente dedicada ao Brasil em Roma. Em uma iniciativa da Embaixada Brasileira na cidade, e em colaboração com a Fondazione Musica per Roma, o festival Brasil! traz em sua programação mostras de cinema, fotografia e arte, debates sobre literatura brasileira, apresentações de capoeira e culinária típica – além de uma série de espetáculos reunindo nomes como Toquinho, Jaques Morelembaum, Zeca Baleiro, Adriana Calcanhoto e o próprio Yamandu.

O Embaixador do Brasil em Roma, Ricardo Neiva Tavares
O Embaixador do Brasil em Roma, Ricardo Neiva Tavares

“Iniciativas como essa são muito importantes para promover a cultura do Brasil, que é tão ampla e rica, em uma cidade igualmente rica em sua cultura, como é Roma”, afirmou, em entrevista ao BRASIL NA ITALIA, o Embaixador do Brasil em Roma, Ricardo Neiva Tavares. “Pretendemos prosseguir com o trabalho de divulgação e aproximação cultural realizado pela Embaixada Brasileira.”

Alternando composições consagradas com músicas de autoria própria, Yamandu mostrou um pouco dessa diversidade no palco, transitando com liberdade por diversos estilos e raízes musicais. Após iniciar o espetáculo tocando chorinho e apresentar “Petit Valse”, de Baden Powell, ele seguiu com uma música de autoria própria feita em homenagem ao compositor, “Menino Baden”. Vieram depois uma homenagem à tradição do violão, pela música “Guitarra Negra”, além de outras peças de grande inspiração regionalista, como “Sarará”. O chorinho voltou a ser lembrado em “Choro Loco”, assim como o porro colombiano em “Suite Colombiana Nº2”.

Roma
Yamandu Costa e o duplo “bis” durante o Festival Brasil! em Roma

E o público fez com que Yamandu voltasse ao palco duas vezes após terminada a apresentação, gerando um dos pontos altos do espetáculo: a música “Carinhoso”, de Pixinguinha, cantada em uníssono por uma emocionada plateia. Ouviu-se por fim “Funiculì, Funiculà”, homenagem do violonista ao país que o ouviu neste início de semana. “Parabéns pela inicativa de mostrar o Brasil além dos estereótipos, com a programação desse festival”, disse. “E também por me dar a oportunidade de vir até aqui encontrar queridos amigos e provar uma ótima mussarella de búfala”.

Confira aqui a programação do Festival Brasil!, de 15 a 22 de setembro em Roma

Ouça algumas das peças de Yamandu Costa na área de vídeos do violonista

1 COMENTÁRIO

  1. Este gaudério é daqui dos pampas, e toca muito TCHÊ!!

    UM ABRAÇÃO GURIA!!

DEIXE UMA RESPOSTA