O Chianti oferece muito mais do que vinhos maravilhosos e paisagens de tirar o fôlego. E seria realmente uma pena que você viesse para a Toscana, explorasse as doces colinas com seus vinhedos geometricamente perfeitos, e não descobrisse uma parte dessa riqueza cultural. 

Pode ser que você tenha passado por aqui, olhado de longe e visto apenas uma igrejinha ao lado de charmosos pinheirinhos e nem tenha se dado conta dos tesouros que estavam ali dentro. Pois bem, guarde esse artigo para sua próxima viagem ou envie para o amigo que está planejando visitar a Toscana em breve.

Fachada da Pieve di San Bossolo e do Museo d'Arte Sacra di Tavarnelle Val di Pesa
Fachada da Pieve di San Bossolo e do Museo d’Arte Sacra di Tavarnelle Val di Pesa – foto de domingo, 06/04/2014

A Pieve di San Bossolo

Apesar de morar na Toscana há quase uma década, eu só fui descobrir a Pieve di San Bossolo (Igreja de S. Bossolo) e o vizinho Museo d’Arte Sacra di Tavarnelle Val di Pesa no último final de semana, durante um blogtour (#chiantidavivere) organizado pela blogger Elena Farinelli para o Comune di Tavarnelle Val di Pesa. Antes tarde do que nunca, diz o ditado.

Foi um dos passeios que mais em enriqueceu culturalmente – e olha que eu não sou particularmente fã de igrejas e museus de arte religiosa. Mas nada como ser guiada por quem entende do assunto…

Pieve_di_San_Bossolo3
Descobrindo as curiosidades da Pieve di San Bossolo con Don Franco

Uma das peculiaridades da Pieve di San Bossolo é a quantidade de detalhes simbólicos. Você já viu uma igreja com pilares que não são paralelos? Vou tentar me explicar melhor: as colunas do lado direito da igreja não estavam na mesma linha daquelas do lado esquerdo: trata-se de uma igreja torta! E a coisa mais surpreendente é que o fato não foi acidental. O padre que nos mostrou a igreja explicou que a construção da igreja deveria refletir o Cristo na cruz. E, se você olhar bem para a foto acima, verá que Ele não está ereto, mas virado mais de um lado do que do outro. A foto abaixo é uma tentativa de mostrar a diferença entre os pilares dos dois lados da Igreja…

Pieve_di_San_Bossolo4
Detalhe das colunas da igreja: não são paralelas!

Mas o passeio não termina na igreja com quase mil anos de história: o próximo passo era a visita ao museu, passando pelo belíssimo pátio interno e uma parte do edifício que antigamente era usada para receber os peregrinos, já que Tavarnelle no passado era um ponto de parada dos viajantes entre Florença e Siena.

Pieve_di_San_Bossolo5
O pátio interno da igreja visto da janela do Museu

O Museu de Arte Sacra de Tavarnelle Val di Pesa

Que tal conhecer o “Uffizi do interior da Toscana”? Foi assim que Don Franco descreveu a importância do Museu de Arte Sacra de Tavarnelle Val di Pesa, com uma referência a um dos museus mais famosos de Florença.

Pieve_di_San_Bossolo
Interno do Museu de Arte Sacra de Tavarnelle Val di Pesa

Vimos quadros do período barroco, outras do gótico: “Vocês sabiam que no Barroco as figuras se movem e no gótico parecem imagens em pose, paradas?” – perguntava o padre. Foi uma verdadeira aula de arte e história para todos. Para a gente voltar para casa lembrando, pelo menos, de alguns conceitos básicos e fundamentais.

Pieve_di_San_Bossolo6
Imagem do século XVIII retratando o menino Jesus. Pelo visto, a moda da época era enfaixar os bebês…

A exposição “Ricamo a Punto Tavarnelle”

Além de obras religiosas, no complexo você encontrará também a exposição permanente “Bordado com Ponto Tavarnelle”. E descobrirá, por exemplo, que no pós guerra, quando era difícil conseguir couro para fazer sapatos, o estilista Salvatore Ferragamo investiu nos bordados! Sim, queridas leitoras, os sapatos de Ferragamo usado por famosas atrizes internacionais era bordado aqui em Tavarnelle.

Pieve_di_San_Bossolo8
O bordado de Tavarnelle
Pieve_di_San_Bossolo9
Os sapatos bordados de Salvatore Ferragamo

Pieve_di_San_Bossolo11

Outra área interessante (e que deixou minha filha Gaia enlouquecida pensando de estar na Disney) foram as salas dedicadas aos objetos típicos das casas de interior da Toscana: do espremedor de azeitona para preparar o azeite até a máquina que separava a comida para os bois que trabalhavam no campo (todas com movimento e barulhinho, como a Gaia não ia amar?).

Lá estão reproduções de instrumentos imprescindíveis em qualquer casa de interior até meados dos anos 1960-70. Uma tentativa de manter a memória e tradições da Toscana em uma época digital e ultra moderna como a nossa. Pieve_di_San_Bossolo10

Informações Práticas

Se você quiser visitar igreja e museu é melhor entrar em contato com o Ponto de Informação Turística de Tavarnelle via e-mail ( info@tavarnellechiantidavivere.it ) para evitar encontrar as portas fechadas. Além disso, você poderá marcar uma visita guiada, o que é altamente recomendável.

Endereço:

Pieve di San Bossolo – Strada della Pieve – 50028 – Toscana

Obs: Nós visitamos a igreja e museus na sexta-feira, 04 de abril, um dia meio nublado e chuvoso. E passamos novamente por lá no domingo, quando tirei a foto externa com céu azul que você vê no início do artigo!


Esta viagem foi oferecida pelo Comune di Tavarnelle Val di Pesa a um grupo de bloggers internacionais do qual o BRASIL NA ITALIA fazia parte. #chiantidavivere

DEIXE UMA RESPOSTA