Essa é para quem está programando a viagem para a Itália mas está com receio da imigração e quer viajar com tudo certinho para evitar problemas. Aqui você vai descobrir exatamente o que diz o Ministero dell’Interno da Itália a respeito.

euro

Quanto tempo você pode ficar como turista na Itália?

Se você não tem um visto especial e entra apenas com seu passaporte brasileiro, você pode permanecer 90 dias a partir do ingresso na área Schengen.

Lembrando que a área Schengen compreende os seguintes países: Bélgica, França, Alemanha, Luxemburgo, Holanda, Mônaco, Portugal, Espanha, Itália, Áustria, Grécia, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Noruega, Eslovênia, Estônia, Letônia, Lituania, Polônia, República Tcheca, Eslováquia, Hungria, Malta, Suíça, Liechtenstein, Bulgária, Romania, Cipro e Croácia. Ufa, espero não ter esquecido nenhum país!

Recapitulando: se você vai visitar também a França, por exemplo, deve contar os dias que ficará na França e na Itália e não apenas os dias da Itália. Entendeu?

Quais os documentos necessários para entrar na Itália?

Se você viaja a turismo, para entrar na Itália e permanecer no país você precisa de:

  • passaporte válido por mais de seis meses (se o seu passaporte vence enquanto você estiver na Itália, por exemplo, você poderá ter grandes problemas para entrar no país!)
  • passagem aérea de retorno marcada para até 90 dias após a data do seu ingresso
  • comprovante de disponibilidade financeira (ler ítem abaixo)
  • seguro de saúde que cubra curas médicas e internação hospitalar pelo período da viagem

Que soma em dinheiro preciso mostrar na imigração?

Você pode ter que  comprovar sua disponibilidade de recursos para permanecer na Itália como turista. Como fazer isso? Simples: levando dinheiro em espécie, cartões de crédito internacionais, títulos de serviço pré-pagos (ex. voucher de hotel, seguro viagem, etc) ou documentos que comprovem a fonte de renda na Itália.

Existe uma direttiva que impõe no mínimo os seguintes valores:

Schermata 2014-10-31 alle 12.23.25

 

 Experiência pessoal

Como você provavelmente vai perguntar qual é a minha experiência pessoal, já respondo: eu tenho dupla cidadania (brasileira e italiana) e, morando na Itália obviamente entro como cidadã italiana e com o passaporte italiano, então essas regras não se aplicam no meu caso.

Muitos dos meus amigos e conhecidos entraram na Itália com o passaporte brasileiro sem problema algum e não tiveram que mostrar nenhum comprovante de renda, hospedagem ou saúde. Mas pode ser que decidam pedir para você, por isso é bom viajar bem informado.

Peço aos leitores:

compartilhe sua experiência com a gente e enriqueça a discussão!

20 COMENTÁRIOS

  1. Vou viajar para Itália no dia 29 de novembro e ficarei até dia 7 queria saber como devoe preparar em relação ao frio vou primeiro para Veneza Toscana e Roma

  2. Olá boa tarde!

    Alguém pode me ajudar com dicas. Estou com viajem marcada para dia 29 de dezembro para milao e estou com duvidas sobre como sobreviver em um pais que nao sei costumes e nem falar a lingua. estou indo para italia porque no Brasile eu nao aguento mais viver quero me mudar para italia tenho namorada aew e ela vai me ajudar a questao de documentos e tal mas minha duvida é sera que eu irei conseguir trabalho. informal até conseguir toda documentaçao. para um trabalho de contrato.

  3. Boa noite gostaria de saber se eu fosse passear ai, vc sabe me dizer qual valor de em dinheiro que tenho que ta na minha conta? Ai os empregos sao.dificieis? Muito obrigado

  4. Bom dia ! Estarei viajando para a Itália de férias em julho de 2017, porém tenho uma dúvida em relação a imigração. Vou ficar na cidade de Veneza porém meu vôo vai para Milão.
    Quando eu passar pela imigração falo que estou indo para Milão ( meu destino final de vôo) ou para Veneza que é onde irei passar todas as minhas ferias ?

  5. Estou viajando para a Itália, a passeio, com meu filho de 05 anos, gostaria de saber se ele deve ser incluido na cota de dinheiro necessário, ou se por ser menor a cota é só a minha?

  6. Oi amada,boa tarde!
    Eu tenho cartão de crédito.inteenacional, mas na vdd nem.o desbloqueei, isso serve??
    Fiquei em dúvidas em.rwlacao ao valor em espécie q devo levar, pretendo ficar lá um mês.
    Ficarei na casa de minha prima q já mora por lá, se eu tiver uma carta convite facilita??
    Nesse caso, eu preciso saber nada do cartão e dos valores citados?
    Um bj e obrigada por contribuir na minha tão sonhada viagem

  7. Oi Edina,
    O cartão não deve estar com etiquetas escrito “Não desbloqueado” ou coisas do gênero.
    Se você pudesse viajar com o cartão no seu nome e já desbloqueado é melhor.
    Não conheço caso em que foram efetivamente verificar a disponibilidade do cartão, mas vai saber, né?
    Desejo boa viagem e realize seus sonhos!

  8. Olá Bárbara,
    Pretendo passar 90 dias na Itália.
    Gostaria de saber de quanto preciso financeiramente para permanecer durante este período, pois o consulado italiano em Recife me informou que a quantia mínima necessária é de aproximadamente 900 euro por mês.
    Como achei uma quantia alta, queria ter certeza realmente dessa quantia, pois irei com uma carta convite onde a pessoa possui rendas suficientes para a minha permanência lá.
    Desde já agradeço!

  9. Barbara sua linda, entendi sobre o cartão, vou desbloqueá-lo.
    Em relação a valores em euros pra ficar por lá, realmente existe essa exigência, e qual o valor minimo exigido para uma permanência de 30 dias?
    Fiquei com outra duvida, é exigido tb o seguro viagem??
    Lembrando sempre que vou com carta convite.
    Bjus e muito obrigada mais uma vez!

  10. Pode ser que quando você passe na imigração não te peçam nada.
    Mas quando mais prevenida você for, melhor.
    Na tabela acima você encontra os valores mínimos que deve ter: Euro 206,58 de quota fixa + (Euro 27,89 x 30). O valor total para 30 dias são portanto Euro 1043,28 para 1 pessoa.
    Não sei se o valor acima foi atualizado porque a tabela não é recentíssima (veja o conteúdo completo da direttiva aqui: http://www.esteri.it/mae/normative/normativa_consolare/visti/direttiva_mininterno2000.pdf e lá está escrito: “Gli importi monetari fissati nella presente direttiva verranno annualmente rivalutati previa
    applicazione dei parametri relativi alla variazione media annua, elaborata dall’ISTAT e calcolata in
    base all’indice sintetico dei prezzi al consumo relativi ai prodotti alimentari, bevande, trasporti e
    servizi di alloggio. ”

    Pode ser que a carta convite já te “alivie” nas despesas porque está escrito assim:”
    La disponibilità dei mezzi di sussistenza può essere comprovata mediante esibizione di valuta o
    fideiussioni bancarie o polizze fideiussorie assicurative o titoli di credito equivalenti ovvero con
    titoli di servizi prepagati o con atti comprovanti la disponibilità di fonti di reddito nel territorio
    nazionale. ”

    De qualquer modo eu faria o seguro de viagem ou pelo menos o CDAM que é gratuito (veja as explicações aqui: http://www.brasilnaitalia.net/2011/11/seguro-de-viagem-para-a-italia-tudo-que-voce-precisa-saber.html )

  11. Olá, bom dia!
    Vou viajar para Itália dia 20 de junho!
    Meu amigo mora em Milão! Tenho uma duvida, a carta convite pode ser encaminhada por email ou precisa ser pelos correios?
    O que precisa esta descriminada na carta convite?
    Vou ficar 25 dias, vou levar 1.000 euros é o suficiente? Lembrando que não terei despesas com hospedagem.
    E levarei dois cartões internacionais que esta em meu nome.

    Beijos!

  12. OLÁ, BOA TARDE. TENHO UMA DUVIDA. EU COMPREI A PASSAGEM SOMENTE DE IDA PARA MILAO E IREI FICAR 8 DIAS PELA ITALIA. POREM TENHO UMA PASSAGEM DE IDA ITALIA- ISRAEL. VOCE ACHA QUE ELES PODEM EXIGIR MINHA PASSAGEM DE VOLTA PARA O BRASIL, SENDO QUE JA TENHO A DE IDA PARA ISRAEL? POIS VOU FICAR 5 OU 6 MESES LA. E SOMENTE DEPOIS IREI COMPRAR A PASSAGEM DE VOLTA PARA O BRASIL. PODERIA SER PROBLEMA FUTURAMENTE PARA MIM? IREI AGORA EM MAIO

  13. Olá. Meu marido e filho tem cidadania italiana e a minah já já sai. Estamos pensando em morar na Itália. Ele é engenheiro civil e sou formada em administração de empresas e trabalho em uma empresa púplica no Brail. Nós dois falamos inglês fluentemente porém não falamos italiano. (Acredito que com 3 meses lá aprenderíamos bem a língua.) é possível conseguirmos emprego? Qual a melhor região? Conhecemos o norte da Itália (divisa com SZuíça e passamos 22 dias na Toscana em ABRIL) Aguardoretorno. Obrigada

  14. Olá Mariana,
    Passar férias na Itália é uma coisa, morar é outra.
    Recomendo que pense bem se vale a pena deixar um emprego público com salário garantido no Brasil para arriscar a vida em outro país.
    A Itália é uma delícia para passar férias, com muitos euros para gastar e com todo o conforto de seus hoteis e serviços incluídos. No dia a dia a coisa é mais complicada, aqui não existe a grande diferença salarial que existe no Brasil, inclusive tem muito pedreiro que ganha mais do que muitos italianos com título universitário.
    Não quero desanimar ninguém, até porque realmente quando a gente tem uma ideia na cabeça ninguém tira. Mas gostaria apenas de convidá-la para refletir se essa pode ser efetivamente uma boa escolha.
    Quem sabe este artigo possa ajudar: https://trabalhonaitalia.com/os-melhores-lugares-da-italia-onde-viver/
    Você pode também pesquisar no resto do site aqui: https://trabalhonaitalia.com/ ou ainda nas discussões deste outro site como por exemplo esta. https://perguntapro.brasilnaitalia.net/italia-em-tempos-de-crise/
    att

    Barbara

  15. Estarei indo para tirar minha cidadania, como não sei quanto tempo vai levar, comprarei a passagem para 80 dias.
    Quanto devo levar em euros para não ter problemas na imigração?
    Obrigado

  16. Ola, Barbara, meus pais estão com viagem marcada, para 01/08/17 pela primeira vez, vão passar 30 dias, por la quanto em dinheiro eles, devem levar cada, pra ñ ter problema com a imigração, é melhor nos prevenir! Obrigada pela atenção.

Comments are closed.