As lembranças dos melhores reveillons da minha vida remetem a praia de Copacabana com sua espetacular queima de fogos de artifício. Me lembro que nos reuníamos para o jantar na casa de uma querida amiga (que por sinal acabou de casar e eu não pude comparecer a sua festa e prestigiá-la como madrinha). Jantávamos verdadeiras iguarias que sua mãe preparava para a turminha selecionada em geral de cerca 15-20 pessoas e depois pegávamos um micro-ônibus que nos levava diretamente a praia uma hora antes da meia-noite.

O trajeto no ônibus era dos mais divertidos. Cantávamos, batucávamos, inventávamos musiquinhas colocando no meio o motorista, era uma alegria só. Chegando em Copacabana, caminhávamos todos de mãos dadas para não nos perdermos em meio a multidão. Quer dizer, de mãos dadas mais ou menos, porque cada um levava a sua garrafa de champanhe individual para o brinde, então uma das mãos estava sempre obrigatoriamente ocupada.

Em geral, quando faltavam pouquíssimos minutos para dar a meia-noite nos instalávamos em um cantinho de praia e fazíamos a contagem regressiva todos juntos. Uma emoção incrível.

Queima de fogos

Os fogos de artifício eram um show inesquecível porque, além de maravilhosos, eram abundantes. Vários ao mesmo tempo, pipocavam sobre as nossas cabeças e mal dava tempo de apreciar todos de uma vez. Depois de presenciar por anos consecutivos o espetáculo de Copacabana, qualquer outra queima de fogos parece ínfima (a de San Giovanni, padroeiro de Firenze, por exemplo é ridícula: um foguinho aqui e outro ali a cada minuto).

Quem quiser ver uma amostra grátis do que é o reveillon em Copacabana, sem nem precisar sair da frente do computador, agora tem uma possibilidade. O fotógrafo e artista Ayrton disponibilizou no seu site uma imagem em 360º do reveillon de Copacabana de 2009 que vale a pena ver. Eu inclusive vou dar mais uma olhadinha… quem sabe encontro o rosto de algum conhecido…

Leia também:
– Rio de Janeiro e Ruy Castro

A maior árvore de natal do mundo no Rio de Janeiro