Eu moro na Itália há praticamente 5 anos. Durante esse tempo algumas vezes me questionei como seria a minha vida se de repente eu resolvesse voltar a morar no Brasil principalmente do ponto de vista da reintegração. Será que eu me readaptaria a vida brasileira rapidamente? E agora que eu sou casada com um italiano: será que ele ia se acostumar? A estabilidade do nosso relacionamento mudaria? Seria melhor ou pior?

Não, neste momento eu não pretendo mudar de país, mas como meus leitores mais assíduos sabem, eu questiono sempre e gosto de saber quais são as possibilidades que tenho e quais poderiam ser as consequências. O assunto acabou virando um post depois que fui contactada via e-mail pelo Franco, que escreve o blog Brasil-Italia: Dois Corações e Uma História.

Um Italiano no Brasil

O Franco é casado com uma brasileira e está morando há 3 meses no interior do estado de São Paulo, no Brasil. Ele me escreveu:

Ho solo una “pergunta” da fare: leggendo i vari post dei tuoi “partecipanti”, ma anche leggendo e parlando con altra gente, tutti i brasiliani dicono che l’Italia è un Paese “atrasado”. Io so molto bene che l’Italia, in confronto ad altri Paesi d’Europa come la Germania o la Francia, è un po’ indietro per quanto riguarda la tecnologia o la burocrazia. Ma confronto al Brasile? Forse perchè in Italia si usa poco la carta di credito o ci sono pochi Mc Donald’s? Non è per far polemica (anche se trovo un ottimo spunto per un nuovo post) ma è solo per capire dove noi italiani siamo così “atrasados”.
Come da tuo consiglio io cercherò di aggiornare frequentemente il mio piccolo blog, anche se ho paura di scrivere cose poco gradificanti del Brasile. Mi devi scusare tantissimo Barbara, forse perchè sto “morando no Brasil” solo da 3 mesi, ma sto vedendo solo cose negative qui, più o meno gravi, come il modo di costruire e di intendere una casa, o il modo di lavorare, per non parlare della Sanità Publica o della Istruzione. Scusami tantissimo, io sono contento di vivere qui, è stata una mia scelta, ma ciò non toglie che vedo tante cose che non capisco. Ma so che ci sono cose molto buone qui e avrò modo di parlarne.

Achei que a pergunta merecia uma bela discussão aqui entre os leitores do site e aproveito para responder publicamente ao e-mail do Franco.

Qual país é mais moderno: Brasil ou Italia?

Não existe tema mais delicado do que falar que tal país é moderno ou atrasado. Eu diria que cada país faz suas escolhas e cada escolha comporta uma consequência. O que é melhor: um país onde as diferenças entre as classes sociais são pequenas ou gigantes? Onde a possibilidade de mudar de classe social é alta ou baixa? A resposta provavelmente depende de que lado da moeda você está e quais são as suas ideologias. E além disso é óbvio que não existe país perfeito e sem defeitos. Mas mesmo assim vou tentar responder a pergunta sobre o atraso na Italia.

Quando cheguei na Italia, por exemplo, fiquei chocada com a quantidade de pessoas que não tinham e-mail ou uma conexão a internet 24 horas. Isso sem falar da quantas pessoas conheci que mal sabiam ligar um computador. Mas a pergunta que faço hoje é: será que todo mundo no Brasil sabe usar um computador e tem acesso diário a internet ou eu que vivia dentro de uma bolha? A única coisa inegável é: a instalação da ADSL em São Paulo leva 24 horas e em Florença 2 meses.

Bem, neste momento não estou conseguindo pensar em muitos outros exemplos. Passo a bola aí para os leitores continuarem essa discussão.

Aceito também comentários de brasileiros que voltaram ao Brasil depois de anos na Italia. Como foi a experiência?

91 COMENTÁRIOS

  1. Barbara depende da cidade que esta morando? Eu estou voltando para o Brasil também para o interior de São Paulo, mas para um grande centro, onde o sistema de saúde não funciona como o da Itália, mas com certeza os médicos são muito mais atualizados que os médicos italianos.
    Meu marido ama o Brasil, no passado já estivemos vivendo 6 meses e foi o suficiente pra ele decidir que quer viver no Brasil.
    A Itália é linda, tem seus encantos, mas infelizmente ainda vive com a mentalidade de "velho mundo", e não só a Itália, a Europa tem esta mentalidade.

    Estou aqui há dez anos e coisas que eu via acontecer no Brasil em 2000, vejo nos dias de hoje o Italiano encantado com isso ou aquilo que pra mim já passado…

    Enfim, como diz o italiano "Ogni paese tiene suo incanto"!

    Meire

  2. Eu estou morando aqui em Firenze faz pouco tempo mas já vivi algumas coisas que também me fizeram questionar sobre isso. É praticamente impossível falar é x ou y desse tipo de coisa, a Itália tem sim muita burocracia que nos fazem pirar e isso não faz do Brasil melhor nem pior! A maioria dos brasileiros que falam mal da Itália falam porque viveram ou vivem aqui, se o Brasil fosse tão bom os brasileiros que encontramos aqui estariam só a passeio e não teriam tantos brasileiros aqui em busca de uma vida melhor.
    O que adianta ter uma tv considerada boa se o que a maior parte das pessoas aproveitam é o gugu e o faustão. Não muda nada!
    É uma questão bem individual de consequências da sua escolha, cada um põe na balança para ver o que é melhor, eu não moraria aqui pra sempre mas isso não faz com que nenhum dos dois países sejam melhor ou pior, quando eu voltar pro Brasil vou sentir falta de algumas coisas daqui do mesmo jeito que eu sinto falta de coisas de lá.
    E também o sul e o norte do Brasil é diferente, assim como a Itália e talvez eu(de Florianópolis) prefira morar aqui em Firenze a morar no interior de SP.

  3. Morei na Italia 2 anos, sempre achei o pais atrasado nos quesitos:

    Acesso a internet, ainda que seja mais barato, o servico eh ruim e demora muito para instalar, quando consegue.

    Bancos, eu sempre fiz tudo pela internet no Brasil, na Italia sofri muito com bancos e sua burocracia.

    Correios! A posta eh o pior servico postal que ja conheci, perdem encomendas, demoram para entregar dentro da mesma cidade, um absurdo.

    Mas isso sao alguns pontos, existem outros claro, mas eu nao acredito em pais mais atrasado ou avancado neste caso, tanto Brasil quanto Italia tem muita coisa errada para ser corrigida, e ambos tem muita coisa boa tambem, o problema eh saber fazer nossa parte para melhorar o lugar onde moramos.

    Para meu gosto pessoal a Italia nao serviu, tanto que apos 2 anos nao aguentava mais e fui embora para Londres.

    Amei Londres, ainda amo, mas meu lugar eh o Brasil e por isso estou voltando agora pra terrinha depois de 4 anos fora e tendo aprendido muita coisa boa.

  4. E apenas para finalizar, como ja dito acima, eh complicado comparar paises.

    2 cidades diferentes no mesmo pais oferecem realidades completamente diferentes.

    Eu morei em Maringa-PR, que tem uma taxa de violencia inferior a Europeia por exemplo.

    Mudei para Firenze e me assustei com a violencia, tinha medo de deixar minha esposa andar sozinha na rua a noite, era horrivel, ja em Londres me sinto seguro, mesmo sendo muito maior.

    Agora se tivesse mudado de Sao Paulo para Firenze com certeza me apaixonaria pela cidade, a acharia segura etc…

    Tudo depende muito de onde voce morou, qual era sua condicao financeira, social, familiar, etc..

    Eu sempre fui muito feliz no Brasil, nunca tive sonhos de morar fora, talvez por isso nao tenha me impressionado com nada na Europa.

  5. Acho que a decisao de voltar ao Brasil é uma coisa muito pessoal. A resposta é subjetiva e nao da para aplicar a todos. Conheço pessoas que no Brasil tiveram uma realidade muito dura e que aqui conseguiram encontrar uma vida melhor. Para essas pessoas, voltar para o Br, estaria fora de questao. Ja para outras, que possuiam um bom emprego, perspectivas positivas para o futuro, uma familia economicamente tranquila e que aqui nao conseguem desenvolver o que começaram no Brasil, nao tem perspectivas futuras (o pais nao ta passando segurança nem pros de casa imagina pra quem é de fora), esta vivendo uma situaçao economica apertada etc voltar para o Brasil pode ser uma boa.

    Em relaçao a qual é o pais mais desenvolvido, eu acho que a comparaçao nem deveria ser feita. Estamos vivendo momentos economicos, sociais e politicos diferente. O Brasil é um pais em desenvolvimento enquanto que a Italia ja é desenvolvida. Agora, quando o Brasil entrar no grupo dos paises desenvolvidos e se a Italia ainda fizer parte dele, ai sim a questao pode ser valida.

  6. Moro na Italia em Crema (40.000 habitantes e a 30 minutos de Milao) e nao penso em voltar pro Brasil. Morava em Jundiai (500.000 habitantes e a 30 minutos de Sao Paulo), tinha um bom emprego e familia estavel, classe media, sempre viajando pros EUA e Europa de ferias de fim de ano, nunca fui assaltado "seriamente" (pois algum tipo de roubo ou furto creio que a maioria de nòs ja sofreu no Brasil) e mesmo assim prefiro aqui.
    Particularmente minha internet foi instalada pela FastWeb em 15 dias e a Sky em 1 semana. No meu banco coloquei tudo em debito automatico e deposito tenho que ir na agencia mas no Brasil tb tinha. Com relaçao a transporte a linha ferrviaria da Italia è muuuuito melhor que a brasileira e de autoestrada tb è melhor, talvez eu que esteja acostumado com a Bandeirantes Jundiai-Sao Paulo possa ate dizer que sao iguais, mas voltamos pro caso da bolha Sul-Sudeste que representa 1/3 do tamanho do Brasil, vai de Roraima ao Acre pela "autoestrada" e veja que bela viagem, aqui vc pode ir de Torino a Napole e tem a mesma qualidade de estrada que de Torino a Venezia. Com relaçao a alguns "gadgets", creio que nòs brasileiros sofremos uma influencia consumista americana muito grande que os europeus "passam a bola" meio que de propòsito meio que pra nao dar o braço a torçer, mas no fim da feira a verdade que nada disso muda a vida de ng, entao aqui se vive com mais segurança, mais perspectiva de aposentadoria garantida, saude publica, salario justo e opçoes de lazer. Entao se vc leva a questao "desenvolvimento" pro lado de qualidade de vida nao tem nem comparaçao, mas se paras as pessoas desenvolvimento è quem tem o brinquedinho eletronico mais recente meio que "enfiado goela abaixo pelos americanos" entao com certeza dentro da bolha SUL-SUDESTE, possamos dizer que estamos juntos com a Italia.
    Joao Comandulli

  7. E' complicado dizer qual dos dois paises é o mais atrasado. Devemos levar em conta diversos aspectos sociais e economicos, além do processo historico de ambos os paises, o tamanho territorial e o sistema de governo.

  8. Como o Rodrigo falou, acho que tudo depende das condições das quais você partiu do Brasil. Eu por exemplo morava com meus pais, numa condição de classe media alta, com por exemplo faxineira 2 vezes por semana, comendo fora várias vezes por semana, etc…

    Cheguei aqui ha pouco, cerca de 4 meses, mas não estou vivendo na mesma condição, então é óbvio que o Brasil parece melhor quando comparo minha vida no Brasil com a vida aqui.

    Além disso, a questão da cidade onde você morava e onde está morando agora também faz muita diferença. Eu por exemplo moro em Trento, e no Brasil morava no Rio, logo a questão da segurança pública aqui parece anos luz a frente do Brasil. Por outro lado, em termos de entretenimento e lazer cultural, o Rio é muito superior. Nos dois casos, porém, creio que as diferenças tenham mais a ver com o Rio ser uma metrópole e Trento ser +/- uma cidade pequena.

    Enfim: acho que para comparar os países como um todo, só tendo conhecido as diversas facetas de cada um, da seca do Nordeste no Brasil ao Jardins em São Paulo, e alguma analogia aqui de cidades na Itália que ainda não sou capaz de fazer eheheh.

    []'s,
    Leo.

  9. Oi pessoal,
    Passei por aqui para dizer que estou gostando dos depoimentos. Gosto de saber as diferentes opiniões e pensamentos.
    Faço somente um parentese para meu choque:

    @Meire, você vai voltar para o Brasil de vez!? Nossa, a gente nem se conhece pessoalmente, mas de alguma maneira é um pouco esquisito pensar em você deixando a Italia, não sei explicar. Bem, espero que continue com o seu blog e conte como é a vida do lado de lá. Tudo de bom para você nesta nova fase. A propósito: em que mês você muda?

    Um abraço a todos, obrigada pela participação e espero ainda outras opiniões…

    Barbara

  10. Parte I°

    Allora…
    io avevo posto una domanda molto semplice e alcune delle cose che avete detto le considero giuste, altre un po' meno. E' vero che in Italia poche persone usano il computer e che pochissimi hanno e usano un indirizzo email. Ma se provate a chiedere a qualche italiano perchè non ha il PC lui dirà semplicemente che non gli interessa. Invece di internet un italiano preferisce sapere le notizie dal telegiornale (mia madre ne guardava 3 di seguito alla sera) e preferisce fare due chiacchere in un caffè piuttosto che stare ore in una chat. Quindi l'italiano usa meno il computer perchè ha altri interessi. Per l'amor di Dio, io senza computer o senza internet non potrei nemmeno vivere, ma non tutti siamo uguali. Per quanto riguarda i tempi di installazione io posso dire che quando abitavo in Italia avevo fatto un contratto con la Telecom e nel giro di una settimana mi hanno installato una linea separata nella mio appartamento senza creare problemi.
    Per le banche non so che dire perchè io in Italia avevo un conto corrente nella Banca Intesa e un altro nella Posta. Io ho sempre fatto tutto tramite internet o tramite addebiti automatici e usavo moltissimo sia le tre carte di credito che avevo sia il bancomat. Qui cosa succede? Forse la gente comune (non la banca) sarà più "evoluta" in fatto di computer, però io avevo chiesto al Banco Santader come fare per riceve un bonifico da una banca italiana e loro mi hanno risposto che non era possibile (cosa ovviamente non vera perchè basta dare il codice SWIFT e il gioco è fatto) mentre al Banco Itau, mia moglie, brasiliana, con RG brasiliano e CPF, ha dovuto portare oltre a questi documenti anche un "comprovante de endereço" per dimostrare che lei è veramente brasiliana e che abita in Brasile (!), questo per ricevere 300 euro da mia sorella in Italia. Con questo non voglio dire che gli impiegati di banca italiani siano migliori, ma certamente il fatto di saper usare un PC non significa che una persona sia più competente o più "atrasada" di altri.
    Un altro esempio che posso fare riguardo ai computer è questo: prima di sposarmi mia moglie è andata alla Policia Federal per chiedere quali documenti servivano per un matrimonio in Brasile. Il delegato per tutta risposta ha detto di andare nel sito del "Ministeiro da Justiça" e là poteva trovare tutte le informazioni che voleva!
    Ora, forse la Polizia italiana non sarà il massimo, forse i poliziotti italiani saranno più maleducati di quelli brasiliani, ma di sicuro non rispondono in questo modo. Quando io sono andato alla Questura per chiedere informazioni loro mi hanno dato una lista di documenti da preparare e pronto! Se mi avesse detto di andare a vedere su internet di sicuro lo avrei mandato a quel paese! Quindi l'Italia è "atrasada" perchè usa poco i computer? Se è questo che fa una nazione evoluta allora io preferisco rimanere all'età della pietra! Solo per dirne un'altra: quando sono venuto in Brasile ho dovuto andare alla Policia per chiedere il visto permanente. Il solito delegato (sempre lui) oltre ai documenti richiesti dal Governo Brasiliano ha voluto qualche foto del matrimonio oppure un invito di nozze (convites de casamento). Ma come? Io ho un documento fatto alla Prefeitura di Sorocaba che dice che io tal tal sono sposato con tal tal nel giorno tal tal ecc. ecc, firmato da un Juiz brasiliano, e questo delegato vuole vedere le foto del matrimonio per sapere se io sono veramente sposato con mia moglie??? Ora chi è il più atrasado?
    Potrei fare altri mille esempi ma torno ivece a fare la domanda di inizio: perchè l'Italia è più "atrasada" del Brasile?

    Franco

  11. Essa do delegado foi ótima. 😉

    A verdade, Franco, é que essas dificuldades de recém chegado existem em todos os lugares e quando um funcionário estiver com vontade de complicar a sua vida, ele vai conseguir seja no Brasil ou na Italia.

    Quando mudamos de país passamos os primeiros meses simplesmente colocando em ordem documentação e arrumando a "casa". E é verdade que nessa hora a gente fica no mínimo indignado quando as coisas não dão certo.

    Eu fiquei nas três vezes que mudei de casa e não conseguia ter o telefone e internet instalados. Ou quando o tecnico da Telecom dizia que ia vir a tal hora, eu acordava cedo ou deixava de ir trabalhar naquele horario para esperá-lo e ele não vinha, nem telefonava, nem nada.

    Cada um tem as suas histórias dramáticas e um dia podemos até fazer uma série dos absurdos mais absurdos que já passamos como expatriados. 🙂

    Também é verdade que leva um tempo para entender como as coisas funcionam no novo país. Eu, por exemplo, também nunca tive problema com bancos, inclusive com banco online.

    Mas tive outros problemas. Aliás na minha opinião o Brasil na Italia serve exatamente para isso: para dar dicas do que vale a pena fazer e das roubadas a evitar.

    Posso citar exemplos simples, como lojas italianas que fecham na hora do almoço. Imagina a cena você atravessando a cidade de ônibus (afinal é um recém chegado) e dá de cara com a loja fechada em plena 1 da tarde de uma terça-feira porque não sabe que a maioria das lojas, supermercados e afins fecham na hora do almoço? Talvez não seja questão de atraso ou de modernidade, mas de hábitos diferentes. E na hora da raiva por ter que ficar 3 horas plantado esperando a loja reabrir vai dizer: "puta lugar atrasado!" É somente uma forma de dizer.

    Quer um outro exemplo? Eu assino uma revista semanal aqui na Italia e o fato mais engraçado é que ela chega na minha casa sempre depois que já acabou a semana e uma nova edição já está nas bancas. Quando morava em São Paulo, por ser assinante a revista chegada na minha casa antes de chegar nas bancas. Automaticamente o cidadão pode pensar "puta país atrasado!". Talvez sejam só prioridades diferentes, talvez o editor italiano pense: eu já faço um ótimo desconto em relação ao preço da banca e ainda por cima entrego a revista na sua casa e você ainda tem pressa? Se tem pressa compre na banca…

    Enfim, esteja aberto para uma nova forma de pensar porque são mundos diferentes e é melhor tentar entender do que criticar. 🙂

  12. Li a maioria dos posts e sinceramente não acredito que a maioria dos Brasileiros concordam que o Brasil seja mais desenvolvido.

    Eu sou paulistano, amo tanto o Brasil quanto a Italia e estou aqui apenas a 8 meses. Sem dúvida nenhuma acredito que a Italia seja mais desenvolvida que o Brasil (e de acordo com o que o Franco disse, é obvio que se comparamos a Itália com outros países europeus "perdemos" na maioria dos quisitos).

    Para mim a diferença entre od 2 países é: Nos últimos 20/30 anos o Brasil cresce e evoului cada vez (infelizmente à uma velocidade muito pequena) enquanto a Itália veem se deteriorando (politicamente, economicamente, socialmente….).

    Mas acredito que se compararmos atualmente os 2 países. A itália apresenta mais "vantagens" que o nosso querido Brasil. Por pior que esteja a política, educação, transporte e saúde pública os italianos ainda podem contar com todos esses direitos. Lembrando que no Brasil qualquer família que possa arcar com os custos de direitos privados (educação, plano de saude, transporte…) não pensam 2 vezes.

  13. Ola Barbara, Franco e queridos amigos

    Vejam que engraçado: vivo na itàlia hà quase tres anos e atualmente estou de férias no Brasil.

    Nestes poucos dias que estou aqui, tenho sido bombardeado por propagandas governistas, revistas e jornais dizendo que o Brasil é hoje uma das grandes potencias mundiais, o pais das olimpiadas, do mundial de futebol, etc, etc

    Dai resolvi fazer alguns testes, que tentarei ilustrar nos proximos dias no meu blog, mas fundamentalmente comecei andando no transporte pùblico, percorri quilometros e mais quilometros em trens urbanos, peguei onibus superlotados, pequenas vans chamadas de 'lotaçao'( e per fortuna um deles quebrou e todos os passageiros tiveram que descer e esperar outro), e hoje – coincidentemente – paguei absurdos 17,80 reais de pedàgio para percorrer miseros 56 quilometros (de Diadema a Santos)…

    Entrevistei um policial militar ontem e quando perguntado se as coisas estavam melhorando no Brasil a resposta foi rapida: – Sò se for no Palacio do Planalto (residencia do presidente da Repùblica) e no Palacio dos Bandeirantes (residencia do governador de SP).

    Enquanto revistas publicam coisas absurdas – como a Isto E' que diz que o Brasil em 2014 serà a quinta maior economia do mundo, ultrapassando França e Reino Unido (sim, é isso mesmo que voces leram), pessoas perdem suas vidas em enchentes por habitarem em lugares horriveis, crianças continuam pedindo esmola nos semàforos brasileiros e os governantes continuam dizendo que o pais vai bem, obrigado!

    Comparaçoes entre Brasil e Itàlia? Nao deveriam existir, pois o pior da Itàlia ainda é muito melhor do que o melhor do Brasil! Nao tem comparaçao!!!

  14. Concordo em parte com o que o Fabio disse.

    Não acredito que o Brasil será a 5 maior potencia em 2014, porém melhorias estao acontecendo. O Brasil sofre até hoje pelo fato da nossa cultura ser impregnada com vários valores dos tempos da colonizaçao (ex: o malandro sempre se dá bem, etc…).
    Como morador de uma das cidade + caóticas do Br., as mudanças estão presentes: ampliaçao do metro, construçao do hospital do cancer na Dr. Arnaldo, implementaçao do PAC (http://www.brasil.gov.br/pac/conheca/).

    Infelizmente o tempo de espera para se tornar uma potência mundial é muuuuito longo.

  15. Olá..
    Uma outra idéia legal seria a de vir fazer (pelo menos uma vez por ano) uma visita ao Brasil para ir se acostumando aos poucos e ter a real sensação se pretende voltar ou não..
    Abraço..
    Thiago

  16. Pessoal, chamar um país que tem uma história de civilização longuíssima com os etruscos, império romano, a renascença, sua cultura musical, gastrônomica e artística como a Itália de atrasado chega a ser uma insanidade. Não se compara o incomparável. O Brasil é um país muito jovem, a educação formal no Brasil, pasmem, começou na década de 10 do séulo XX no país enquanto a Universidade de Pisa fou fundada em 1300…
    O Brasil começa a entrar num ciclo de crescimento sem precedentes e de fato em poucos anos vai ser uma potência afirmada. Os países europeus, mesmo os latinos já atingiram o ápice em qualidade de vida, cultura, etc. Creio que podemos resumir assim: BENESSERE – Itália / Crescimento, ambição, dinheiro – Brasile!!!

    Abraços!

    Péricles Puccini Jr.

  17. Bem, quando cheguei o que mais me espantava, e ainda espanta, é o atraso na qualidade televisiva e dos jornais diarios. Como é a minha area de atuação, e o meu objetivo é fazer um master na comunicação, fiquei decepcionada.
    Outra coisa que me impressiona è o fato da Italia ser o 3° paìs com maior numero de turista e ter um pessimo atendimento. No Brasil, um simples estabelicimento consegue oferecer um atendimeto melhor que aqui.
    Outra coisa, um pais com tanta historia, tanta cultura, com universidades de 1300 mas tem uma populaçao que chega a idade de ir a universidade e nao pensa na possibilidade; ou, conversando sobre assuntos atuais os argumentos nem lembram, de longe, parece que o paìs começou a sua historia em 1500.
    Enfim, depende muito das comparaçoes que se faz. O que è qualidade de vida para um pode ser um detalhe para outros.
    O questionamento de Franco è muito valido assim como as demais colocaçoes mas è valido lembrar que adaptaçao vai depender do "filtro" de cada um.
    Buona fortuna.

  18. "…conversando sobre assuntos atuais os argumentos nem lembram, de longe, parece que o paìs começou a sua historia em 1500."

    Corrigindo:

    conversando sobre assuntos atuais os argumentos nem lembram, de longe, que o paìs tem historia a contar começando pelos etruscos.

  19. Scusami Claudia, ma quando dici che l'Italia è atrasada nella qualità televisiva e nei giornali cosa vuoi dire? A me sembra che sia la Rai che i canali Mediaset (canale 5, Italia 1, ecc) non hanno nulla da invidiare alla Rede Globo o alla SBT, anzi…
    Per quanto riguarda i giornali, i quotidiani in particolare, è vero che molti sono "di parte" di alcuni partiti politici, ma io li trovo validi dal punto di vista della informazione, forse perchè ne leggevo diversi ogni volta.
    Io penso che forse il Brasile diventerà realmente la 5° potenza mondiale ma questo solo dal lato economico, non certo per lo stile di vita del popolo brasiliano, che rimarrà sempre povero come ora (e i politici sempre più ricchi).
    Io sono italiano e sono orgoglioso di avere la mia storia. Poche nazioni possono vantare di avere migliaia di anni di storia dietro alle spalle. Forse questo non serve per la vita di tutti i giorni ma a me fa piacere sapere che,in qualche modo, un mio avo viveva ai tempi dei romani. Non serve a niente, ma a me piace.
    E io penso che tu (Claudia) abbia ragione quando dici "… e qualidade de vida para um pode ser um detalhe para outros" però un italiano non ha bisogno di fare un "plano de saude" per essere curato quando sta male nè sua figlia deve andare in una "escola particular" per imparare cose basiliari.
    La qualità della vita è fatta di tante cose, ma penso che alcune sono più importanti di altre. E per me, per il mio "filtro" la salute pubblica e la istruzione sono cose più importanti di internet o la TV.
    So che è così anche per voi.

  20. o Brasil é mesmo muito ruim né gente?
    Estranhamente, é a meta preferida da numerosa classe de aposentados italianos que ganha a "milionaria" pensao de mais ou menos 400 euros por mes . Gostando ou nao do Brasil, esse povo sabe que se quiser sobreviver vai ter que morar num lugarzinho onde tudo é mais barato(até mulher)
    Tao comodo nao é? Reclamando reclamando, eles acabam se instalando.
    Quanto aos brasileiros, eles acham melhor se prostituir, lamber o chao e a latrina de um italiano e morar em um cortiço (basta ver "o luxo" do "condominio" em que vivia o finado trans Brenda) a ter que voltar pro Brasil.
    Admitir que tah numa pior? jamais. No Brasil, a gente ainda pode botar a culpa na sociedade, na historia do pais e no governo, mas por aqui, nao temos quem culpar.
    Brasileiro tah satisfeito na Europa mesmo que more em um barraco e ganhe mal. Ninguem o conhece mesmo!
    Converse com eles e voce vai ver que todos vao dizer que melhoraram de vida.
    Mas como eu sei que eles sao orgulhosos demais, vivem de aparencias e mentem sem pestanejar pra nao perder a pose e a bajulaçao de quem ficou no Brasil achando que eles se deram bem, em ter vindo pras oropa,
    faço cara de joselito e finjo acreditar em tudo o que eles estao me dizendo.

  21. Estou no Brasil tenho 2 empregos e ganho bém, Sou casado tenho 2 filhas e estamos ótimos. Lógico o brasileiro no exterior tem mais de 1 emprego e vive juntando $. É só fazer o msm aqui no Brasil e tera uma vida melhor! Mas, não descuide porque temos muitos feriados e varios lugares maravilhosos para gastar o que juntou kkk! Abraços a todos. a crise é de carater!

  22. ola. su alexandre.
    eu e minha mulher estamos na italia a 5 anos, a situacao de emprgo aqui ta dificil, estamos os dois desempregados,comecamos a falar em voltar para o brasil e fui pesquisar e derepente me apereceu esta discissao que me faz pensar….
    volto ou nao volto, sera que vou conseguir me adaptar de novo?
    to lendo os pros e os contras e sao tantos que me dexa confuso, nao sei o q fazer.
    alguns tem razao outros nao
    vendo a atual situacao da italia, com essa crise que ta acabando com o pais, que realmente ta comecando a me preocupar, sera q è hora de voltar para o brasil? gente, espero q a situacao mude, nao quero virar um "barbone italiano" prefiro ser um "mendigo brasileiro"
    Haaaaaaaaa meudeus…. q faco?

  23. Olá… Estou em Roma a 6 meses…
    Não vou entrar em outras questões, mas comentar sobre uma que me deixou realmente surpresa aqui.
    Quando você faz retiradas em alguns caixas eletrônicos, a transação pode demorar dias pra aparecer na sua conta. No Brasil, é online tem alguns anos. Outra coisa é que solicitei um cartão bancário em julho, e só recebi começo de setembro, por causa das férias…
    Como disse, sem entrar em outros aspectos, nessa questão estamos muito á frente no Brasil.

  24. Oi pessoal
    Eu moro em uma cidade onde existe um limite de temperatura para o aquecedor de cada casa. Nao pode passar de 19graus. Faz um frio de rachar, e nao posso nem aumentar a temp. porque dizem que tem fiscalizaçao.
    Queria saber se é assim também onde moram os leitores deste blog. Acho um absurdo.Outra barbaridade também é que a corrente elétrica cai toda vez que eu acendo dois ou tres eletromésticos de uma vez tipo aspirador, maquina de lavar e forno micro-ondas.

  25. Franco, sem duvida alguma saude/estudo/segurança sao mais importantes que um programa de TV, mas considero tao importante quanto a informaçao e a formaçao de opniao. Quando falo da minha decepçao com a TV italiana e o jornal impresso, eu falo de modo geral mesmo. Meu filtro è de comunicadora e vejo coisas absurdas profissinalmente.
    Para dar exemplos simples na TV: materias antigas passadas como atuais (isto sem informar que è um replay), dificil ouvir os dois lados de uma questao; como Berlusconi tem 3 redes, o uso politico è descarado; quase todos os programas com uma plateia que bate palma qdo se diz o preço de uma abrobinha; os comentaristas dos programas que parecem que entendem tudo sobre qualquer assunto (sao sempre os mesmos em todos os programas) e o que sai da boca è tanta besteira que impressiona; apresentadora de jornal com visual sexy&gostosa, bem do tipo "olhe os meus seios e esqueça a matèria", reporter de rua lendo pauta (nao aprenderam fazer a "passagem" na universidade?). Isso, è basico mesmo, nao entrei nem no merito da qualidade da informaçao.
    .
    No jornal impresso: uma regra básica para uma matéria jornalística è que ela tem que responder as perguntas: o que (ou quem)? Quando? Onde? Como? Por que? Não sei quantas vezes eu li e reli uma matéria querendo as informações completas e não achava. Outra regra básica, se não è uma publicação especifica, a linguagem utilizada tem que ser acessível a todos. Sabe quantas vezes eu me perdi numa reportagem pois os termos eram particulares demais? Neste caso eu aceito a justificativa que meu italiano è mediano e, portanto, ainda não consigo compreender algumas colocações.
    Num contexto, è difícil apontar com exatidão a minha decepção com estas duas mídias italianas. Porem, è fato.
    Eu entendo que muito destas falhas està relacionado ao fato que na Italia, para ser jornalista, nao precisa de uma laurea na area. No Brasil, até o ano passado, era obrigatorio e isso reflete na qualidade que alcançamos. Já estou imaginando o que vai acontecer a partir de agora! Acredite, até então temos a 2° melhor TV do mundo com a Globo.
    Porem, para ser justa, pontuo que nem todos os jornais no Brasil sao bons (TV e impresso) e a Italia tem programas televisivos com uma qualidade que o Brasil nao conhece (ex: Ulisses) e alguns jornais impressos também.

    Continuo …

  26. Continuando…
    Voce fez um comentário sobre a saúde na Itália. Talvez eu seja mal acostumada mas prefiro pagar e ser atendida (como acontece com plano de saúde no Brasil) do que ter o direito ao atendimento publico e este me deixar na mao (como acontece no Brasil e na Itália). Conheço diversos casos, alguns passados nos telejornais, de pessoas que vivem dramas semelhantes aos que os brasileiros vivem com o nosso sistema de saúde. Vale lembrar que atendimento publico de saúde na Itália varia de região e que o sul esta igual ao Brasil. Quanto ao norte, conseguir determinados tipos de atendimentos levam quase um ano (caso de oftalmologista, algumas cirurgias etc).
    .
    Quanto aos estudos, sou de acordo contigo. Na Itália não precisa pagar para ter um ensino básico mas tbem não se importam de continuar e fazer uma laura. Como se diz aqui: quem faz uma laura não tem emprego; quem não faz, tem. E eis aqui um dos problemas italiano: muita mao de obra operante. Um paìs, para crescer, precisa de ter mao de obra pensante! Sei que vcs são bravos, existe a fulga de cérebros para o exterior, mas isso acontece pq não tem emprego para laureatos. No Brasil, se paga tudo para conseguir algo mais nos estudos: do ensino básico a universidade (qdo não passa numa federal) mas sabemos que se queremos mudar a nossa realidade social è preciso estudar, e muito. Alias, este è o motor do crescimento no Brasil: ainda que precário, em 20 anos o brasileiro tem estudado mais e isso tem nos garantido andar avanti.
    .
    Sobre sermos uma das principais economias do mundo mas esta não interferir em nossa realidade, tenho que concordar com vc. Porem, olhando para a nossa historia recente, de apenas 20 anos, posso te assegurar que muita coisa mudou para melhor. Agora, infelizmente, nunca teremos uma distribuição de renda igualitária como na Itália.
    .
    Ciao!

  27. … Anonimo, che io sappia non esiste una legge italiana che vieta di tenere la temperatura più alta in casa. E' vero che tutti consigliano di tenere 21/22° (dicono che sia la temperatura ideale) ma ognuno dentro casa penso che possa fare quello che vuole, anche perchè in base alla temperatura si paga il riscaldamento, quindi se vuoi tenere 25° in casa (esempio) non c'è problema, vorrà dire che TU pagherai più degli altri inquilini. Per quanto riguarda il tuo problema con l'energia elettrica ti devo dire che è normale, perchè in Italia tu puoi usare una potenza max di 3KWh. Basta accendere un ferro da stiro e un microonde per far "staccare" il contatore.

    …Claudia, che la TV italiana non sia perfetta sono d'accordo. Riconosco che ci sono programmi così stupidi e orribili da essere inguardabili. E' anche vero, come dici te, che altri programmi sono di valore, come Ulisse e altri programmi di informazione. Per i telegiornali è mia opinione che non serve vederne solo uno, perchè molte notizie alcune emittenti non le danno, altre sì, quindi è buona norma vederne almeno i tre principali per avere una buona visione di quello che succede nel mondo.
    Purtroppo devo darti ragioni quando parli della Università. Io non capisco che senso abbia studiare 20 anni per poi fare il commesso in un negozio o l'operaio in fabrica. Ma purtroppo non c'è alternativa. Una persona laureata che vuole lavorare e guadagnare qualcosa è costretta a fare qualunque lavoro, altrimenti muore di fame. Penso che sia una delle cose più brutte dell'Italia. Ma purtroppo ci sono troppi laureati e non tutti poi sono così "bravi" come dovrebbero. Io non conosco la situazione qui in Brasile ma spero che un ragazzo che, dopo anni di duro lavoro e tanti sacrifici, finita la Università riesca a trovare un buon impiego.
    Per quanto riguarda invece la salute non so cosa sia meglio. Sicuramente chi può pagare un BUON piano di salute in Brasile non ha problemi. Ma chi può fare questo? Un buon plano della Unimed (dicono che sia la migliore) per mia madre costava quasi 1.000 R$. Quanti brasiliani possono permettersi di pagare questa cifra? Mia suocera, aposentada, ha un plano con la Medial e paga circa 400 R$ al mese, praticamente un salario minimo. E pur pagando questo lei non ha il diritto alle stesse cose che ha chi paga di più. Quindi è giusto che la salute di una persona sia in base a quanto può pagare? Io lo trovo molto sbagliato. Quando sono arrivato in Brasile mia madre ha avuto dei gravi problemi di salute e ho dovuto portarla nel ospedale pubblico, non in un hospital particular, e so solo io quello che ho visto e fatto. In Italia, o meglio, nella "mia" Italia, Italia del Nord, le cose andavano bene nella salute pubblica. Mi è capitato di aspettare 2 o 3 mesi per fare un esame (gratis, perchè pagando lo fai il giorno dopo)ma mai quanto aspettano le persone qui (ho mia moglie che può confermare questo) e di sicuro con un livello di professionalità migliore che qui in Brasile. Almeno per la mia esperienza. Ma come diciamo noi "tutto il mondo è paese", perchè sia in Italia che in Brasile chi sta bene è chi ha i soldi. Però alcune cose sono migliori qui come altre lì.
    Xau!

  28. Como disse sabiamente a Bárbara, o importante é tentar entender os motivos, porque as coisas funcionam diversamente. Criticar por criticar é fácil.

    Estou há um ano e quatro meses morando na Itália, e 10 meses em Pisa. Não vou dizer que nunca falei mal da cidade, e também da Itália. Isso acontece, porque querendo ou não eu vivi mais de 20 anos no Brasil, e cultura dali está impregnada em mim.

    Países são diferentes é óbvio. Mas como um migrante interno do Brasil (mudei do RS pro PR) digo que também senti diferenças enormes mesmo dentro do país, e isso é claro que é normal.

    Uma pessoa que imigra deve estar preparada mentalmente a mudanças. Quem não está vive em um círculo de conterrâneos, fala só portugues e começa a "maledire" a Itália. E tem muita gente que faz isso aqui na Europa.

    A verdade é que criticamos sempre e não importa onde. Criticamos porque queremos viver melhor, e lembrar como eram melhores certas coisas no Brasil nos faz associar involuntariamente essas idéias ao Brasil e, por conseguinte, contra a Itália.

    Quando no Brasil aposto que todo mundo falava mal do país e da cidade onde morava. É inerente ao ser humano.

    Nao vou entrar no mérito em dizer qual país é melhor. Grandes chances de um dia voltar ao Brasil também. A única coisa que tenho a dizer é que aqui na Itália nunca tive uma arma apontada na minha cabeça. E pra mim isso é um ótimo motivo.

    Só espero não ter me desacostumado a andar nas ruas, porque vou pro Brasil logo logo.

    Um grande abraço a todos.

  29. Aff..
    brasileiro parece urubu na carniça quando o assunto é trabalhar fora. Deus me livre. Daqui a pouco vai ter gente se acotovelando virtualmente. Minha gente, deixem a Europa respirar e deem uma olhadinha nos jornais de vez em quando,pra pelo menos ter uma ideia do que anda acontecendo no mundo.
    Parece que ninguém vai sossegar enquanto nao sugar até a ultima gota do sangue dos que estao vivendo nas ultimas.
    Mas essa cambada de otario sabe que vai ganhar mal?
    Menos do que um italiano porque ser estrangeiro e trabalhar de graça é mais ou memos a mesma coisa. E se for clandestino? Ferrou de vez porque vai ficar na mao do patrao, do vizinho, do cara que aluga a casa pra ele, e vai viver ameaçado.
    Alguem por favor diga a esse povo que qualquer pessoa pode avisar à policia que tem um vizinho estrangeiro e isso significa que quem é clandestino ou nao tem um emprego, se ferra. Eu vou logo avisando que eu sou o primeiro a chamar a Questura. Brasileiro vacilao comigo nao tem vez.
    Depois essa rapaziada cai na maior cilada e fica dando uma de vitima.
    Por isso que gringo desconfia desse povo o tempo todo. Se eu que nao sou estrangeiro tenho medo de brasileiro , imagina o terrorrr de quem é.
    Ontem os italianos expulsaram mil e duzentos estrangeiros na cidade de Rosarno. Eles estavam certos ou nao?

  30. Franco, gostei do "xau". Olha, tudo o que pontuei pode ser baseado na perspectiva de imigrante que deseja encontrar somente o positivo no seu destino final e depois descobre que para a "grama ser verde" precisa-se de muitos cuidados. Acredito que na Italia vc tbem imaginava uma vida mais colorida e tranquila no Brasil.
    Estou vivendo minha experiencia de conhecer outras culturas, por isso vim a Italia. Nao vim com o objetivo de trabalhar (ate pq eu tinha trabalho na minha area no Brasil), nem por amor a um homem. Apenas queria ver o mundo com os meus olhos. Aqui descobri um ritmo de vida mais tranquilo, com menos stress e mais simplicidade. Tenho verdadeira paura de pensar em voltar a trabalhar com o stress e pressao que tinha no Brasil. Meus amigos italianos ficam espantados qdo digo isso pq imaginam que no Brasil tudo acontece de modo mais tranquilo. Eu respondo que eles tem uma ideia de Brasil para ferias. Entao, tudo è tranquilo, descontraido etc. Porem, a realidade muda qdo se vai viver.
    Por isso, te digo, depois que passar o seu periodo de adaptaçao, nem tudo vai ser tao amargo. Claro que nao vai acontecer o milagre, apenas seus olhos vao ver com naturalidade determinadas coisas.
    Ah, somente por curiosidade, vc ja se sentiu discriminado no Brasil por ser italiano? (Obs.: a pergunta nao è uma provocaçao, è curiosidade mesmo).

    Zaratrusta, sou de acordo com o seu discurso. Tbem fui migrante dentro do Brasil e a adaptaçao sempre foi conflituosa, e olha que sou de facial adaptaçao. Quanto nao ter uma arma apontada na cabeça, isso è um òtimo motivo mesmo para gostar de estar aqui na Italia. Alem da comida, do vinho, das ruas limpas, dos preços acessiveis etc.

  31. Oi gente,

    Basicamente morei na Itália, estive por longos períodos 3 vezes, sempre o máximo permitido aos turistas, digamos.
    Mas neste quesito, eu penso que alguns dos "problemas", são:

    Extensão territorial:
    Muitoooooooooo maior que a Itália, eu diria que no Brasil, encontramos 'vários países' dentro de um só. Cada qual com costumes e hábitos totalmente diferentes.

    Cultura jovem:
    Onde o advento internet por exemplo, torna-se quase que uma exigência. Já viu como se comportam as crianças em fase de crescimento? Têm 'fome' de descobrimentos, mas ainda não aprenderam a diferenciar o que é melhor comer.

    Modelo americano:
    Fast foods, serviços 24 horas, a máxima de que "time is money", etc, etc. Foi sistemáticamente implantada por aqui, principalmente nos grandes centros, levando assim aos menores, a sensação de que o melhor seria seguir tal modelo, para conquista de evolução!

    Um povo de várias colonizações:
    Brasileiro é a síntese do mundo, não há povo mais miscigenado. Logo, costumes dos mais variados se encontram por aqui.

    Entendo estas coisas como diferenças de mentalidade de necessidades de lutas contra correntes, sim isso mesmo, pois, é muito difícil você estar num lugar onde precisa de algo que está acostumado a ter, aparecer um outro e te dizer:
    "Aqui é assim"
    E ponto final.
    O que a gente sente mesmo é, impotência e indignação!

    Mas eu acho que a beleza está nas diferenças, aprendemos sempre uns com os outros e assim levamos o MUNDO para melhor, não só alguns lugares.

    Bruno Bozzetto, Diretor, Produtor, Roteirista e Cartunista italiano, que amo, dá uma boa mostra disto em dois pequenos flash videos.
    Tentei deixar o link, mas não consegui 🙁
    São estes:
    Freedom Libertad e Il bello della differenza.

    Se puderem assistam 🙂

    Rs.

  32. Nana hayne, internet nao é um brinquedinho tecnologico. Eh necessidade. Para quem sabe usa-la, obviamente.
    Comigo ja aconteceu por exemplo, de eu nao precisar faltar no trabalho pra ir a um médico cuidar de uma coisa como uma alergiazinha, porque encontrei na internet pessoas que tinham os mesmos sintomas. Sem tomar remédio nem nada, eu descobri o que causava o problema e também a soluçao.
    Eu gsoto do modelo americano como estilo de vida porque é muito mais comodo, essa é a verdade. Se eu precisar de uma farmacia às 3 horas da madrugada, sei que basta telefonar para ter meu problema resolvido. Na italia alem de nao venderem nada por telefone(nem fralda descartavel) ninguem encontra farmacia aberta depois das 7 horas da noite.

  33. Resolvi entrar rapidamente na discussao.

    Devo dizer que uma coisa que as vezes incomoda bastante na Italia de modo geral eh a mentalidade da maioria de "aqui eh assim e ponto final", como disse a Nana Hayne.

    As vezes temos a sensaçao de uma limitaçao de pensamento, uma dificuldade de experimentar o novo. Um bloqueio em relaçao ao diferente.

  34. Cara Claudia, nel poco tempo che vivo qui non sono mai stato discriminato. Anzi, essendo straniero e in particolar modo italiano vengo sempre trattato bene. Ho solo incontrato una parrucchiera che evidentemente non ha molta simpatia per gli italiani perchè, a mio avviso, è stata molto maleducata sia con me che con mia madre. E poi ho trovato alcune persone che lavorano nei negozi che, pensando che sia il classico bobo estrangeiro, hanno cercato di fregarmi facendomi pagare di più. Ma questo purtroppo succede anche in Italia.
    Io spero molto che nel prossimo futuro le cose per me andranno meglio perchè, aldilà dei problemi dovuti alle abitudini diverse, il fatto di essere (forse) l'unico italiano povero che vive in Brasile mi sta rendendo le cose difficile. Ma ero povero anche in Italia. Almeno qui fa più caldo!

  35. Olá, boa tarde.
    Sou professora, pesquisadora e contadora de histórias.Vivo de blog em blog angariando leitores e tentando divulgar o meu pelo simples fato de perpetuar a história de meu país – tenho medo que ela seja engolida por toda essa globalização.
    Se gostar de meu esdpaço e achar minha proposta coerente, por favor SIGA-ME nesta luta por um mundo melhor.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER… está convidando para conhecer uma lenda bastante contemporânea – a do pássaro-cabeça-de-vento.
    É só clicar no link http://www.silnunesprof.blogspot.com que você chega até lá rapidamente.
    Gostaria que tivesse um pouquinho mais de paciência comigo, estou com alguns probleminhas para resolver: preciso de um novo exame de vista e de um monitor novo, o meu está meio embaçado, já tentei regular, mas o problema está com ele mesmo, tenho de comprar outro. E agora não me encontro em condições disso – só eu sei o sacrifício que faço para postar as histórias.
    Se já passei por aqui, mil perdões. Como disse, a falta dos meus óculos e esse monitor com problemas não me deixam enxergar direito.
    Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
    A PAZ .
    Saudações Florestais !

  36. Resposta ao Anônimo que se referiu a mim…

    Sei muito bem que internet não é um brinquedinho tecnológico, quanto ao saber usá-la, pode ter certeza eu sei!
    Aliás, se puder passe pelo meu blog, pois além de usar ao fim destinado, ainda consigo reutilizar o que nos permite o acesso à ela, ou seja um computador e outros eletrônicos, depois de deixados como um dos maiores problemas mundiais, o Lixo Eletrônico!

    E dentro do que você disse, tb está lá inserido no que falei…
    Não disse de modo algum que o modelo americano, não sirva à muitos, mas existem outros que não gostam. Cada qual deve escolher onde e como quer viver!
    Por isso digo outra vez, em outra lingua agora, mais uma tão conhecida máxima, hehehe:

    "Vive la difference."

  37. Como ja disse anteriormente, considero bastantew complicado comparar de forma generalizada paises, mas vamos la.

    Saude:
    Publica: Italia, melhor.
    Particular: Brasil, melhor.

    Diferenca?
    O governo italiano paga para ter um bom numero de atendentes e nao gera filas, essa velocidade no atendimento eleva a percepcao de qualidade, no Brasil parece um acougue em cidades grandes.
    Porem! onde eu morava a saude publica era melhor que a italiana onde eu morava, ai entra novamente o problema de generalizar…

    Sobre particular ser melhor, nao sou eu que diz, mas ja li diversas materias falando que temos os melhores medicos do mundo em conjunto com EUA, mas infelizmente, apenas para quem pode pagar, felizmente sempre tive um bom emprego no Brasil/Italia/Londres e sempre pude pagar, mas estou ciente que para quem nao pode o Brasil eh muito cruel, principalmente nas metropoles.

    Televisao:
    Italia – Horrivel, eh como assistir SBT/Band o dia todo, eu nem comprei televisao por isso, assistia no vizinho quando jantavamos juntos, mas nao suportava a televisao italiana, jornais mentirosos, com apresentadoras vestidas sem seriedade, e joguinhos de pergunta, estilo show do milhao o dia todo em todos os canais, nao tinha pra onde fugir.
    Brasil – A Globo salva um pouco, boas novelas, bons jornais(Aqui nao apenas a globo), e alguns seriados decentes, mas a qualidade da Globo ainda eh muito inferior a da BBC/CNN por exemplo, atualmente morando na Inglaterra tenho televisao em cada comodo da casa, adoro a televisao inglesa e vou sentir muita falta dela no Brasil.

    Comida:
    Italia – perfeita, comida muito boa!!!! vou sempre sentir falta.
    Brasil – Bom, cresci comendo nossa comida, adoro obviamente e sempre senti falta de algumas coisas nesse periodo na Europa.
    Se for para comparar a Italia em alguns pontos eh melhor, a brasileira em outros como diversidade eh melhor, eu daria um justo empate.
    Inglaterra, onde moro agora, a diversidade eh absurda em Londres, mas a qualidade eh pessima, com certeza nao sentirei falta da comida londrina, os melhores restaurantes que fui eram os que os proprietarios e todos funcionarios eram italianos/brasileiros.

  38. Educacao:
    O Brasil eh uma piada nesse quesito, os que se destacam e se dao bem no exterior(como eu) eh por esforco proprio.
    Italia, perto do ensino brasileiro eh excelente, embora ja tenha sido melhor e esta declinando ano a ano infelizmente.
    Inglaterra: bem meia boca tirando meio duzia de universidade o resto eh nivelado por baixo, mas ainda sim anos luz a frente do Brasil e um dedinho acima da Italia.

    Salario:
    Bom, eu trabalho com informatica, sinceramente, eu ganhava mais no Brasil do que ganhei na Italia.
    Mas ai vale um pequeno comentario, para quem esta comecando no Brasil o salario eh de fome, na Italia eh decente.
    Para evoluir na profissao ai sim o Brasil oferece melhores condicoes, da pra crescer rapido, e uma vez que voce ja eh reconhecido o salario eh melhor que o Italiano, na Italia para crescer eh complicado, pois os senhores de idade que mandam no pais nao permitem isso, e pagam pouco para pessoas qualificadas, que normalmente fogem para….
    Londres!! encontrei muito italiano aqui, meu salario aqui eh 3x maior do que o que tive na Italia, e atualmente voltando para o Brasil ele eh 20% maior do que a melhor oferta que recebi ate agora, ou seja, em salario para pessoas qualificadas eu diria:
    Inglaterra > Brasil > Italia

    Para pessoas entrando no mercado de trabalho:
    Inglaterra > Italia > Brasil

    Clima:
    Isso eh um pouco complicado de analisar, tem quem goste de frio, tem quem goste de calor.
    A Italia oferece as 4 estacoes do ano, portanto para quem gosta disso eh o melhor lugar.

    Eu gosto particularmente do clima do sul do Brasil, lembra um pouco o italiano com 4 estacoes, mas sem tantos extremos.

    E o clima ingles eh o pior.. chuva e frio o tempo todo, como costumam brincar por aqui, espero que o verao esse ano caia em um sabado para poder aproveitar.

    Bom, se alguem quiser que compare mais topicos posso faze-lo, mas como ja disse eh tudo baseado na minha experiencia pelos lugares que vivi, longe de ser verdade absoluta.

  39. Encontrei este blog há poucos minutos e quis participar. Fui à Itália pela 1ª vez em julho/2009 e fiquei apenas 10 dias, viajando por muitas cidades, de Milão à Nápole, e algumas coisas me chamaram a atenção: o trânsito maluco em Roma (onde havia carros estacionados de qualquer jeito; coisa q no Brasil dá uma p.multa)e a falta de atenção dos funcionários dos hotéis para com a gente (no Brasil turista estrangeiro é Deus!). Mas amei a viagem e quero voltar lá, para depois conhecer outros países. Vou aprender italiano!
    E falando em tecnologia neste ano, nas eleições, teremos identificação por digital em várias cidades do Brasil.E ainda têm países ditos do 1º mundo com voto marcado no papelzinho…rsrsrs
    Visitem meu blog ,fiz há um mês , espero q gostem(aindanaoacredito.blogspot.com)
    Bacio

  40. Gente, eu amo a Italia. Ela tem 1001 defeitos, mas esta mt avante q o Brasil. Obviamente, se olharmos para o quesito "burocracia" nas transaçoes financeiras, instalaçao de telefone, internet.. é demorado. Porém, acho que isso é muito pequeno quando comparado a saude, educaçao e segurança. A Italia, sabemos nao é perfeita e esses tres itens sao melhores no norte da Italia. No entanto, no brasil, as pessoas nao tem acesso a saude como aqui, crianças nao tem acesso a escola como aqui, e nao se pode andar tranquilo nas ruas no brasil, enquanto a maioria dos locais aqui, se pode. Vendo por esse angulo, acredito que a Italia esta muito a frente..

    O que adianta estar a frente em aspectos tecnologicos, enquanto milhares de pessoas morrem em frente aos hospitais por nao terem o devido atendimento? O que adianta ter acesso on-line "na mesma hora" da transaçao bancaria feita, enquanto crianças morrem de fome? Isso é ser avançado?? Me desculpem, mas pelo amor de Deus..

    No mais basta dar uma olhada no indice de desenvolvimento humano da ONU (2009). Italia em 18° lugar, Brasil 75°.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pa%C3%ADses_por_%C3%8Dndice_de_Desenvolvimento_Humano

  41. Franco, obrigada por responder. Infelizmente, no Brasil, basta ser cidadao de um pais rico para o brasileiro achar que é rico. Espero que tenha fortuna com as cabeleireras. Eu sempre tive dificuldade para achar uma boa no Brasil, na Italia, foi de primeira.
    .
    Rodrigo Fante, muito boa a sua observação sobre a televisao. Justamente a BBC Londrina é considerada a primeira, depois a Globo. Mas, acredite, existem programas bons na Italia. Pena que sao tao poucos!

  42. Arthur, a diferença entre viver e fazer turismo sao enormes!
    Quem vive aqui conhece o lado "primeiro e terceiro mundo" da Italia; o turista conhece somente o primeiro e acredita que é assim em tudo.

  43. Com certeza viver e fazer turismo sao experiencias incomparaveis, nao se conhece um pais a menos que more por algum tempo e viva a realidade.

  44. Casa è sempre casa…. um italiano nunca vai ser completo no Brasil como um brasileiro tambem nao vai ser na Italia…. o meu mundo, a minha bolha brasileira era muito boa!!!! 3 empregadas em casa, escolas particulares,faculdade, especializaçao, assistencia medica particular, tour pelo mundo etc… sitio, casa na praia e por ai vai… vim parar na italia para estudar e acabei ficando casando e tenho 2 filhos….. gosto de morar aqui, mas tive que abrir mao de muita coisa, e atè hoje as vezes me pergunto o que estou fazendo aqui??? è como se vivesse uma vida que nao è a minha, lutar para melhorar as coisas locais? mas esta guerra nao è minha…. tenho uma vida confortavel aqui na Italia mas uma vontade enorme de voltar para o Meu Brasil, e lutar com todas as minhas forças para um pais melhor, aquela è a minha guerra. Acho que o Brasil precisa de muitos de nòs brasileiros que passamos muito tempo longe e aprendemos a valorizar cada qualidade do nosso povo, aprendemos como è melhor a vida em um pais com uma menor desigualdade social…… apoio cada brasileiro que tenha vontade de voltar para lutar e colocar em pratica coisas que aprendeu nos anos que esteve fora.

  45. 2o. ano aqui na Italia, a diferença entre Sao Paulo e a cidade pequena que vivo aqui è demais! Diferenças boas e ruins.
    Eu sinto muita falta do dinamismo da cidade de Sao Paulo.
    Eu tambem tinha uma vida muito boa no Brasil, me casei e vim morar aqui com meu marido, que ja estava morando aqui a alguns anos…Porem ainda nao consigo me ver morando aqui para sempre. Tenho muita vontade de voltar para o Brasil e estar mais perto de meus pais que sao meu maior bem.

  46. Diferenças existem ,umas boas outras más.Dois países ótimos para se viver.

  47. Eu moro ha 2 anos na Italia, em Milao. E vim de Sao Paulo, onde nasci e morei atè meus 28 anos. Gosto de morar na Itàlia por um unico motivo: por estarmos no centro do mundo, pela oportunidade de aprender e viver coisas novas.
    Sou de acordo com algumas opinioes deixadas acima: è inutil fazer comparaçoes porque è um assunto polemico e muito relativo. Tudo depende do ponto de vista de cada pessoa, do que ela jà viveu (e como e onde viveu), e os objetivos futuros dela.
    A Italia hj nao me oferece nada A MAIS ou nada A MENOS do que Sao Paulo me oferecia. Me oferece apenas coisas diferentes e no momento isto pra mim està bom.
    Eu vivia muito bem là e adoro SP e o Brasil, e vivo bem aqui tbm.

    Uma pessoa quando viaja, quando aceita, concorda de ir morar em um outro paìs, deve ter a cabeça aberta, uma mentalidade aberta, para aceitar e se adaptar à diferenças. Porque nada è igual. Ficar fazendo comparaçoes è inùtil e frustrante. Essa frase se adapta muito bem a esta questao:

    D’una città non godi le sette o le settantasette meraviglie, ma la risposta che dà a una tua domanda." Italo calvino

    Eu acredito que cada paìs, assim como cada cidade, tem algo muito especial para oferecer aos seus moradores e àqueles que escolhem vir morar. Aquilo que se gode è exatamente a RESPOSTA que essa cidade ou esse paìs te dà a uma sua pergunta, a uma sua necessidade, aos seus sonhos, seus objetivos.

    Cada um deve buscar o melhor pra si e isso inclui o melhor lugar para se viver de acordo com seus objetivos de vida.

    Claro que è impossìvel nao notar grandes diferenças como burocracia, serviço sanitàrio, justiça, segurança… mas lugar nenhum no mundo è perfeito, todo lugar tem suas coisas boas e suas coisas ruins.

    O que nao pode è migrar para um outro lugar e viver triste e reclamando.

    Para isso, o aeroporto è logo ali!

  48. Sou Paulistano, casado com uma americana e moro em Fortaleza a 10 anos. Existem muitos italianos vindo morar em fortaleza e quanto ao email inicial, a construção atrasado é um erro. sou arquiteto e o modo construtivo do Brasil pode ser diferente da Italia, mas estamos bem com relação a construção e projetos. Quanto ao saneamento basico e principalmente a educação, esta corretissimo. O caminho basico para o crescimento de qualquer nação é a educação. Essa é a revolução que devemos fazer.

  49. hahaha… Achei o comentario engraçado. Mas por que vc acha a Italia uma merda?

  50. Na verdade o melhor país do mundo é aquele onde vc ganha dinheiro, vive bem com segurança e saúde, nasci no Brasil e moro na Itália pela 4a vez, escolhi hj a Itália p/criar meus 3 filhos que em termos de educação e cultura nem se compara ao Brasil, além de saúde gratuita e boa.
    Aqui eu poderei oferecer p/eles toda a Europa futuramente, enquanto no Brasil o que se pode oferecer? Prédios cheios de grades, violência etc..Hj a Itália é o melhor p/nós! Acho muito atrasada em vários aspectos porém não quero ter nenhum filho meu arrastado 5Km fora de um carro por bandidos!

  51. Lendo o comentário de Elker é a pura verdade, com dinheiro até na Etiópia se vive bem. O que falar de um país onde vc não tem saúde nem educação, no Brasil se o seu filho vai em colégios públicos corre um grande risco de ter ao seu lado um coleguinha da mesma idade com arma na cinta e vendendo drogas na Itália isso não tem. No Brasil precisamos morar em verdadeiras prisões com prédios cheios de grades, zeladores e mesmo assim os bandidos mais inteligentes que a própria policia assaltam prédios de 15 20 andares fazendo refém todos e saindo sem ninguém perceber, aqui na Itália não existe isso, ha poucos dias a polícia italiana prendeu 300 componentes da máfia em menos de horas sem disparar um tiro e por outro lado com 100,00 euros posso levar meus filhos por exemplo p/Inglaterra p/dar-lhes cultura e conhecimento, no Brasil com 100,00 reais vc consegue quanto muito levar seus filhos de Sp a Praia Grande que cultura dar aos brasileiros?

  52. Morei em Firenze por 2 anos, mais 2 anos em Londres, tirei muita coisa boa da experiência, mas agora em fevereiro retornei ao Brasil, atualmente morando em Curitiba, devo dizer, não poderia ter feito escolha melhor do que cumprir meu plano original, ou seja, 4 anos de Europa e voltar pro Brasil pra ter minha familia, 6 meses depois do retorno estou muito bem, melhor financeiramente e emocionalmente.

    Mas a experiência internacional foi rica e muito proveitosa.

    Creio que isso varia de pessoa para pessoa, de sua preparação profissional para se dar bem em qualquer país, da qualidade de vida que tinha no Brasil antes de sair, enfim varia muito.

  53. Ola, pessoal! Gostei muito da discussao, li todos os comentarios! Poderia escrever uma Biblia, comentando um por um aqui e relatando o que considero de pros e contras entre Italia e Brasil. Mas nao vou faze-lo, por ora. Somente gostaria de corrigir o Franco – que por sinal eh o unico italiano na discussao e precisa defender seu Pais, como eh normal que seja – em resposta ao Anonimo que perguntou sobre o aquecimento: EXISTE UMA LEI SIM (de "risparmio energetico"). Para condominios com aquecimento centralizado, o caso do nosso amigo. Eu sabia pois trabalhei em Agriturismo. Mas nao sabia qual era a Lei, e descobri adivinha como? INTERNET e nao via TV, claro 😀 (era somente uma brincadeira!).

    "L'articolo 4 del Dpr 26/08/1993 n. 412, dispone che, durante il periodo di accensione, la media aritmetica delle temperature dell'aria nei diversi ambienti di ogni singola unita' immobiliare non debba superare i 20 gradi centigradi, con una tolleranza massima di due punti; e' quindi possibile un'escursione compresa fra i 18 ed i 22 gradi. Negli edifici adibiti ad attivita' industriali, invece, la norma e' 18 gradi, con possibilita' di escursione fra i 16 e i 20 gradi."

    Basta procurar no Google DPR 26/08/1993 n. 412 para ler o texto completo.

    Ah, sou de Sao Paulo, tenho a cidadania italiana (conseguida pagando um preço altissimo), vivo na Italia ha quase 7 anos com um companheiro italiano. Gostariamos os dois de ir viver no Brasil (no meu caso, de voltar). Ate meus sogros, que ja estiveram la, estariam dispostos a mudar.

    Morei 5 anos na Toscana, e hoje possuo um Blog em ingles sobre todas as coisas belas e boas de la. Dou tambem dicas de viagens e lugares para visitar visto que meu setor de trabalho eh o Turismo.

    Tenho um P.S. a fazer: Unica coisa que ninguem comentou aqui eh que na Italia a saude publica se paga e a Universidade publica tambem se paga! Eu nunca tive nenhum tipo de incentivo social para saude publica gratuita e cheguei a pagar 35 euros por um exame de sangue! Um ultrassom sairia mais de 60 euros marcado para 3 meses depois!

    Estudei em uma Univ. publica no Brasil (taxas = ZERO) e em 2 Univs. publicas na Italia (Na Scuola Superiore Sant'Anna um Master de 1 ano custa em media 7000 euros; na Universidade de Pisa, tive que pagar as taxas da Uni – mais ou menos 2000 euros por ano mais taxas de uma Fundaçao ligada a Uni de outros 2000 euros para fazer 6 materias e ter meu diploma reconhecido, TOT = 4000 euros). Nao entro no merito aqui da qualidade, o que eh melhor ou nao, etc… so quis citar os fatos! Na cabeça do brasileiro, publico quer dizer custo ZERO! E nao ter um serviço publico e ter que pagar o "ticket"… (nao digo que eh melhor ou pior, somente digo que tudo eh relativo!).

    Poderia citar o ultimo fato com relaçao ao emprego: Graduada e Pos-graduada, trabalhei quase 3 anos sem contrato e antes disso, somente com 3 contratos temporarios (de um mes a 10 meses). Ganhando pouco mais que um lavador de pratos! Isso sim que eh igualdade social!
    Adri.

  54. OI Adriana,
    Na verdade o custo dos exames marcados atraves do CUP (sistema publico de saude) eh sempre de 36 euros e alguns centavos: seja para um exame de sangue simples seja para uma ressonancia magnetica ou sei la o que.
    O que acontece muitas vezes eh que o medico passa duas receitas de exames e cada receita paga um ticket. O ideal eh pedir para o medico escrever tudo em uma unica receita (uma vez tinha duas receitas de exame de sangue diferente e queriam me fazer pagar uns 70 euros)…

    Quando se fala sobre saude e ensino gratuitos na Italia, na verdade isso depende da faixa de renda da pessoa, que eh determinada atraves do ISEE. As familias mais pobres tem descontos que podem chegar ao 100%, seja na faculdade que no ticket de saude. Depende do "nivel de pobreza" porque teoricamente quem ganha mais pode pagar mais.
    De qualquer modo, foi bom vc ter ressaltado a questao.

    Acho que a pequena diferença salarial nao seria um problema se valesse para todo mundo. No entanto, vivemos um momento politico absurdo e realmente desanimador.

    Obrigada por dividir a sua historia, alias agradeço nao so a voce como a todo pessoal. Acredito que informaçao ajuda a escolher melhor e por isso eh sempre bom multiplicar as experiencias.

    Quem sabe um dia nos encontramos para um cafe em Firenze?

    abs

    Barbara

  55. ola a todos.Muito interessante os pontos de vista dos italianos em relaçao a italia e dos brasileiros em relaçao ao Brasil.Eu posso falar da minha experiencia na Italia.Estou morando ha 1 ano e 4 meses numa cidade pequena e pouco desenvolvida do interior da Sicilia.No inicio a tranquilidade me fez relaxar um pouco porque venho de uma cidade de mais 4 milhoes de habitante e passei a uma de mil habitantes.Entao nao tem como paragonar.o fato e que a Italia tem seus pontos bons no que diz respeito a segurança do cidadao,mas sinto muita falta da comodidade brasileira.Exemplo andar a praia sem precidar levar ombrellone,sedia,etc e ainda pagar pela spiaggia.isso pra mim foi um absurdo,pois venho de uma cidade no litoral,onde andava a praia so com a toalha,mas confesso que adoro poder sair na rua com o celular e nao ter medo de ser assaltada.O que eu vejo hoje e que se aqui na Italia tem igualdade social tem pouca oportunidade de crescimento e geraçao de emprego,pois se ganho igual a tudo nao posso pagar exemplo uma empregada e nao gero renda a ninguem.No Brasil eu trabalhava empregada e particular,o que aqui nao posso fazer.Aqui se fico sem emprego passo fome porque nao tenho como me virar e isso pra mim e dificil.A televisao pra mim e de qualidade duvidosa e manipulada e ainda devo pagar mas nao tenho direito a escolher de nao ver 15 minutos de publicidade.No Brasil a tv e de graça.Existem pontos bons aqui mas no meu ver sao poucos.se trabalha muito e se ganha pouco,no Brasil eu ganhava pouco se trabalhasse pouco e ganhava muito se trabalhasse muito e podia me permitir andar ao restaurante ao menos tres vezes na semana e andar a praia todo final de semana.Aqui o que mais me assustou e que ainda me deixa chocada e que as pessoas jovens nao gostam da escola nao querem estudar e nao teem progetos de vida no futuro.Ai eu penso se os jovens sao o futuro de uma naçao e os jovens daqui nao querem um futuro atraves dos estudos aonde se chegara num futuro proximo se cada ano diminui os estudantes nas universidades e a mao de obra especializada?Penso que o passado de uma naçao e importante pra contar a historia a descendencia,
    mas a historia continua e se deve olhar pra frente para o futuro. Eu nao sou formada em universidade mas tenho dois niveis tecnico que aqui na italia nao existe.adoro ler conhecer e sou curiosa,A historia da Italia e linda mas o que contar aos meus netos daqui a 30 anos?A mesma historia que contaram pra mim e pro meu marido?

  56. Ola a todos
    Vivo na Italia desde 1999 entrei no Brasil em 1959 e nasci aqui em 1953 ou seja 40 anos de Brasil ..Vi tudo ,ouvi tudo e conheço o Brasil de ponta a ponta praticamente o que existe em baixo de cada pedra ..Fui musico profissional ,fiz televisao shows ,rodeios,gravei,sem nunca ter um projeto meu ,era um simples contratado-.Cheguei com uma leva de emigrantes em um navio o Conte di Biancamano em Santos ,ainda menino levado pelas maos de meus pais . Fui albetizado em Sao Paulo ,vivi em colegios internos ,passei pela repressao militar e dormi deitado nas areias de Arembepe na Bahia onde cheguei a pè com uma mochila nas costas .Vi Pepeu Gomes tocar de pertinho e depois pude me encontrar a sos com ele ,estive lado a lado com Sergio Reis no programa do Bolinha ,pude participar do programa Raul Gil .Morei no interior de Sao Paulo e pude conversar com gente simples plantadores de cana ,crentes,advogados ,policiais ,trabalhei em lava rapido ..Andei de metro e onibus levando atè 1 hora e 40 pra chegar em casa .Vi amigos enlouquecerem ( literalmente ) por que a banda era maravilhosa e ninguem ligava .Amei mulheres explendidas ,tive filhos ( que moram aqui na Italia agora ) loucos pra voltarem ao Brasil .Sabe o que è …La no fundo mesmo ,la dentro da alma …Se voces ouvirem Serra da Boa Esperança com Francisco Alves vao entender o que a gente sente quando deixa o Brasil .Hoje ja meio velho com os olhos cheios do meu Brasil estou lutando com todas as minhas forças para que uma linda senhora gaucha fique comigo aqui para sempre ,o nosso è amor verdadeiro mesmo contra as novas leis de imigraçao italianas ..So quem percorreu o Brasil inteiro de ponta a ponta e atè dormiu em um banco de praça pode dizer que conhece esta naçao .Existe uma mentalidade geral brasileira e esta so quem andou sob o sol das suas ruas procurando um destino sabe que a magia e o destino se revelam em uma esquina qualquer .A Terra de todos os Santos …

  57. Um belo texto sobre uma vida muito interessante. Espero que dê tudo certo com a sua senhora gaucha. 🙂 Obrigada por compartilhar tanta vida com a gente.

  58. PELO AMOR DE DEUS PAREM COM ISSO !!! PAREM DE FALAR MAL DO BRASIL PQ SÓ NÃO TEM TRABALHO NESTE PAÍS QUEM NÃO TEM ESTUDO E QUEM QUER GANHAR A VIDA FÁCIL !!! QUER TER UM SALÁRIO ALTO E VIVER BEM !!! PARA ISSO TEM QUE LUTAR

    VIVO HÁ MAIS DE 7 ANOS EM PORTUGAL QUE É CONSIDERADA A ÁFRICA DA EUROPA!!! ISSO OS PORTUGUESES MESMO DIZEM!!! NUNCA CONSEGUI ENVIAR UM $$$ PARA O BRASIL !!! O QUE SE GANHA NO BRASIL .. E AQUI É A MESMA COISA !!! TEM QUE SE PAGAR CONTAS E MAIS CONTAS !!! IMIGRAÇÃO NÃO É MAIS A DE ANTIGAMENTE !!! ACABOU ESSA CONVERSA !!! PARA QUEM NUNCA VIVEU FORA DO BRASIL, PENSA QUE A EUROPA E OUTROS PAÍSES SÃO MIL MARAVILHAS ENGANA-SE !!! ALÉM DE GANHAR MAL, AINDA TEMOS QUE SUJEITAR À HUMILHAÇÕES, SALÁRIO BAIXO, RACISMO PERANTE OS NATOS DO PAÍS, ENFIM .. SÓ EM PORTUGAL JÁ MANDARAM DE VOLTA PARA A MINHA TERRA UMAS 1500 VEZES, FORA OS TERMOS QUE ELES USAM DE BRASILEIRAS E BRASILEIROS POR AQUI !!! QUE SOMOS PUTAS.. QUE OS BRASILEIROS SÃO BANDIDOS .. FAVELADOS .. TRAFICANTES !!! SÓ SE ESQUECEM DAS MERDAS QUE JÁ FIZERAM COMO POR EX.: A ESCRAVIDÃO QUE ELES FIZERAM NO BRASIL O QUE NÃO VEM AO CASO AGORA !!!

    TENHO DUPLA CIDADANIA ÍTALO-BRASILEIRA E MESMO ASSIM É COMO SE NÃO TIVESSE O PASSAPORTE EUROPEU PQ AQUI SOU TRATADA PIOR QUE LIXO !!!! E O PIOR NEM DINHEIRO TENHO PARA VOLTAR, NEM PARA PASSAGEM ..
    SE ESTIVESSE NO BRASIL ESTARIA BEM .. COMO SEMPRE ESTIVE ..

    MAS BRASILEIRO SE ILUDE EM VIVER FORA DO BRASIL E ACHAR QUE VAI VOLTAR MILIONÁRIO !!! GRANDE TRETA …

    E O BRASIL A NÍVEL DE SALÁRIOS É MUITO MAIOR QUE EM PORTUGAL !!! VOU FAZER UMA RIFA E COMPRAR UMA PASSAGEM PQ AQUI ALÉM DE PERDER TEMPO .. AÍ SIM PERCO DINHEIRO COM O TREMENDO C.V QUE TENHO …

    BJOS À TODOS !!!

  59. Penso que o brasileiro que viaja pra Italia e o italiano que viajam ao Brasil sao muito ignorantes, quando nao vitimas da propaganda.No meu modo de pensar sao irmaos e ambos nunca ocuparam lugares TOP 10 no indice de desenvolvimento humano.

    O comentario do italiano inicial reflete a propria ignorancia. Começa com o classico casamento com a brasileira, o que gerou varios comentarios entre os amigos e familia provavelmente.

    Provavelmente reclamou da comida,do modo de ser do brasileiro,etc.O rapaz provavelmente tinha visao de propaganda de TV do Brasil.E se bobear muito amigo italiano queria ir atras de"festa, mulher e praia" nossa imagem no exterior.Quando viu como é a vida real,choraminga como um fraco,uma criança e pede a "mamma."

    O mesmo vale pra brasileiro/a que mora na Italia.Todos sonham com Armani,D & G,modelos e as cidades do Renascimento,etc.Ao ver a primeira dificuldade de trabalho,preconceito, atraso mental,ignorancia do povo,dificuldade com a lingua ou escutar bem forte"extracomunitario" começam a chorar.

    Lugar perfeito é o céu.Pessoal deveria se informar mais antes de ir tentar viajar porque viu a propaganda na TV e achou bonito.Beleza nao poe mesa.

    Adiciono que italiano se acha o "gas da coca-cola" em coisas como alimentaçao,sexo, modo de falar, se vestir,etc.Sobram até para os ingleses,americanos,alemaes,etc que sao tidas como pessoas de "mal gosto" mesmo que esses possuam mais qualidade de vida,dinheiro,tecnologia e desenvolvimento.A Italia faz parte dos paises pobre da Europa (PIIGS).

    Se italianos reclamam da Alemanha,França,etc,enfim de todo o mundo voces acham que nao vao reclamar do Brasil,um pais sul-americano e geralmente tido como inferior?

    Ja o brasileiro basta que seja estrangeiro para beijar os pés,receber de braços abertos e muitas vezes de "pernas abertas".

    No final das contas ambos sao dois paises de origem latina que estao muito longe de lugares como a Noruega,UK,etc.Cada um tem que fica quieto ou entao se juntarem pois italianos gostam de brasileiras e brasileiras gostam de qualquer homem ESTRANGEIRO.

  60. Eita, primeira opiniao sensata q vejo nessa discussao! Pena q anonima!

    Mas enfim, e' isso ai msm, eu to morando na Italia e tenho milhaaares de reclamacoes de coisas q acho q sao mto piores do q no Brasil… e olha q moro em Trento, q em varias coisas eh bem melhor do q a Italia em geral.

    Msm assim, vim pra ca com um objetivo, entao por mais q sinta aquele baque com todas as dificuldades q o poster acima mencionou, encaro de cabeca erguida pra conseguir concluir meu objetivo.

    Quem veio pra ca com o "sonho da vida perfeita" estah, de fato, fadado a se decepcionar e voltar ao Brasil.

    Sem mais,
    Leo.

  61. Comentários vulgares e preconceituosos não são aceitos neste blog e serão apagados.

  62. O Brasil realmente está se desenvolvendo, mas não consigo comparar com a Itália, muito menos definir qual e mais atrasado ou menos, pois, a Itália e um país muito antigo e já o Brasil não, creio nos costumes e na cultura que exerce grande influência na vida e no cotidiano. Nosso Brasil tem um lado moderno, tanto em arquitetura e comportamento, já a Itália e um país historico, muitos mantém a tradição e acaba parecendo antiquado coisa que de fato não é.
    Sou bem PATRIOTA, mas acredito que Itália está a frente, afinal internet, serviços de banco não poderá interferir em tantas outras vantagens que há na Itália quero aproveitar para concordar com um anonimo ai de cima ( povo brasileiro faz o favor de arrumar emprego aqui no Brasil, adianta ganhar em euro e gastar em euro, isso é clichê, coisa do passado, mas tem pessoas que prefere dizer que morou fora e se submete a qualquer coisa, eu acho que se o brasileiro e tão guerreiro assim porque não luta no seu próprio país? vai estudar! o governo dá supletivo, prouni, enem, se esforç! pega no livro, depois poderá exigir alguma coisa melhor, chega mesmo de ir queimar nosso filme la fora, eu estudo no Brasil eu trabalho no Brasil e estou feliz, daqui uns dias vou viajar a europa, mas para passear e conhecer outras culturas, não em busca de vida melhor, já tenho uma vida otima).
    Quanto a renda… certeza e mais facil a distribuição de renda na Itália, porque? claro ela cabe 10 vezes dentro do Brasil, imagino nãos er facil administrar um país tão grande, mas estamos tentando, me irrita cosias como ''Brasil é uma merda ou esse país não tem jeito'' essas pessoas que levam o país para o buraco, a criança ja nasce escutando os pais dizerem isso, como ter um futuro melhor se ja nasce desacreditando? me diz? so vai mudar quando a mentalidade de cada um mudar também!! quero fazer mais pelo meu país, ao menos farei minha parte! bacione a tutti!

  63. me chamo adriana.
    vivo aqui na italia faz 3 anos ja fui no brasil 2 vezes nao sei o que pensar…..quanto estou no brasi quero voltar mais quando estou aqui fico nervosa com muita saudade.quando vejo as fotos das minhas amigas todas felizes e se divertindo ao contrario de mim que nao tenho outra vida que è trabalhar,mangiar kkkk….aqui consegue ganhar um pouco a mais …
    o problema que è um sacrificio…ufa.ja quero ir embora….
    italia ti voglio bene mais eu amo meu BRASIL.

  64. Para Claudia Acourt: visto que escreveu em portugues ( teclado italiano, nao tenho tempo de inserir os acentos) uma observaçao: nao se diz "laura" mas sim "graduaçao" em portugues e além do mais, em italiano é "laurea"!!
    COncordo com todas as afirmaçoes de Franco! Uma coisa: quem vier para a Italia, por favor, que tente aplicar essa regra: "Ame-a ou deixe-a"! Comparar os dois paìses è inutil pois possuem historias diferentes etc. Eu amo o velho mundo e nao gosto de excessiva mistura.Italiano se é por origem, nao necessariamente por nascimento (mentalidade europeia). Eu concordo! Por exemplo, Frank Sinatra era um italiano nascido nos EUA, portanto a "italianità" é uma das coisas de que gostamos (sou italo-brasileira). Nao se mede o desenvolvimento de um paìs pela facilidade de acesso à Internet, por exemplo. Bancos? Lembrem-se que aqui, infelizmente, temos a màfia, a camorra. Tentamos (com muita luta) enfrquece-las e um dos tantos criterios para tentar filtrar a reciclagem de dinheiro sujo è através do "precario" (segundo alguns brasileiros) sisema bancario. Mas se a Italia nao é legal sigam essa dica: MALPENSA-FIUMICINO ou OCEANO ATLANTICO! Ciao.
    Lucrezia

  65. BOM DIA GENTE

    EU MORO NA ITALIA DESDE 2004,
    MOREI EM MARCHE SAN BENEDETTO DEL TRONTO,DEPOIS MODENA,BOLOGNA.
    AGORA MORO NA SARDEGNA.
    GENTE AMO MEU BRASIL POR PIOR QUE SEJA.
    MAS ESTAMOS CRESCENDO O BRASIL ESTA COM PIB DE 15%.
    ISSO E COISA BOA.
    ITALIA E BONITA,ITALIA ME AFERECE O QUE NO BRASIL NAO TIVE OPORTUNIDADE DE TER, UM BOM CARRO 0.
    UM APT NOVO.
    VIAGENS,BONS E FALSOS AMIGOS.
    MAS AQUI NA EUROPA SO FALTA UMA COISA.O SORRISO NO ROSTO DOS ITALIANOS,
    CORTAR UM POUCO AS TAXAS.E FAZER CRESCER A MENTALIDADE DOS ITALIANOS, QUE AINDA E MUITO PEQUENA,O PIOR QUE ELES NAO QUEREM DEIXAR O PAIS CRESCER.
    EU ADORO ITALIA AMO ITALLIA.ITALIA TEM SEU PROBLEMAS.
    BRASIL TEM SEU PROBLEMAS.
    AQUI TEM PROBRE,LADRAO,POLITICO,FALSA AMIGOS,TEM TUDO QUE TEM NO BRASIL.EM 2003 O EURO CUSTA R$4,00
    HOJE O EURO CUSTA R$2,20.
    ISSO QUE DIZER QUE A MOEDA BRASILEIRA ESTA MUITO FORTE
    ISSO QUE DIZER QUE O BRASIL ESTA CRESCENDO.
    HOJE EU AINDA MORO NA SARDEGNA GOSTO DE ONDE MORO, MAS NUCA VOU SER ITALIANO,NAO QUERO SER ITALIANO,NAO QUERO MORRER AQUI,
    EUROPA E SO ILUSAO.

  66. Acho engraçado esse deslumbramento desmedido que muitos brasileiros demonstram com qualquer coisa que venha do exterior. Itália e Brasil são países parecidíssimos, tanto nas coisas boas quanto nas ruins, sendo que, em certos aspectos, a Itália é melhor que o Brasil e em outros ocorre o contrário. Exemplifico:
    1. Corrupção: ambos os países encontram-se praticamente empatados no ranking da corrupção no mundo. Os políticos brasileiros são deploráveis, mas os italianos não ficam atrás. Vide o Berlusconi, que a todo o instante envergonha a Itália perante o mundo com escândalos sexuais, corrupção, tráfico de influência, gafes, etc. E lá ainda tem a Liga Nord, partido xenófobo e fascista que defende a criação da Padania para separar o norte da Itália do restante do país.
    2. Burocracia: é de enlouquecer qualquer um, tanto na Itália quanto no Brasil, embora ache que na Itália ainda consiga ser um pouco pior.
    3. Informatização: Nisso o Brasil está anos-luz à frente da Itália. Aqui se pode fazer quase tudo pela internet. Na Itália, agora que estão começando a usar mais essa ferramenta. Além disso, nosso sistema de apuração de votos das eleições é totalmente informatizado, sendo considerado um dos mais modernos, senão o mais moderno do mundo. Somos capazes de divulgar o resultado de uma eleição presidencial no mesmo dia. E isso em um pais gigantesco com mais de 140 milhões de eleitores. Enquanto isso, na Itália ainda votam em cédulas de papel.
    4. Infraestrutura: nisso a Itália é muito superior ao Brasil. As estradas, ferrovias, transporte público, tudo lá, nesse aspecto, dá de dez a zero no Brasil.
    5. Pobreza: Infelizmente a desigualdade social no Brasil ainda é gritante. No entanto, a pobreza na Itália tem aumentado bastante devido à crise econômica por lá, enquanto que no Brasil tem havido algum progresso, mesmo que ainda pequeno, no combate à miséria.
    6. Economia: Basta ler os jornais. Enquanto a Itália patina na recessão o Brasil mantém um ritmo de crescimento sustentável que deve se intensificar devido à Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
    7. Segurança Pública: Não acho que exista uma diferença muito grande entre os dois países nesse quesito. O Rio de Janeiro pode ser considerada uma cidade perigosa, mas Nápoles, por exemplo, não fica atrás. É uma cidade de padrão africano, imunda, caótica e dominada pela máfia. Vide a crise do lixo que nunca é resolvida. No Brasil, o número de assassinatos provavelmente é maior que na Itália, porém os casos de estupro naquele país são muito mais frequentes que em terras brasileiras. Decerto que existem cidades dos dois países que oferecem segurança aos seus habitantes, assim como existem outras que não oferecem.
    8. Moradia: Provavelmente as pessoas mais pobres gozam de condições mais dignas de moradia na Itália do que no Brasil, porém, para a classe média, acredito que se viva melhor aqui. Na Itália, quase todos os prédios de classe média são antigos, não dispõem de área de lazer (piscina então, nem pensar!) e os apartamentos não têm sequer área de serviço (algo impensável aqui).
    Enfim, poderia pontuar diversos outros aspectos. Acho que os italianos precisam entender, de uma vez por todas, que eles são tão latinos quanto os brasileiros e são vistos dessa forma pelos demais europeus, por mais que neguem isso.
    Quanto ao Franco, se não está satisfeito aqui, é só pegar o primeiro avião de volta pra Itália.

  67. ola pessual!
    BRASIL/ITALIA duas naçoes dois mundos completamente diferentes.
    vivo aqui na italia desde 04/2000, como todo brasileiro que foge para o esterior atraido pela curiosidade de viver num pais onde nao “existe disigualdade social”, melhor condiçao de vida, mas hoje como em todo o mundo, as coisas estao mudando italia nao é mais aquela e o mesmo com o brasil que nao é mais aquele, italia deu e contribuil para o crescimento tecnologico industrial e hoje daqui sai grandes maquinas industriais em rumo ao brasil e tantos outros paises mesmo daqui paises ditos europa do leste, maquinas que aqui sao sucatas estao fazendo a revoluçao industrial nestes paises (brasil incluido) ainda hoje. me lembro de quando era criança houvia dizer que ia chegar um dia em que as maquinas iam tomar o lugar do homem e isto ja acontece por aqui ha muitos anos isto fez com que a mao-de-obra tenha se espostado para paises mais pobres ditos 3° mundo e aqui os homens sofrem sem trabalho e com toda esta confusao economica mundial as coisas estao ficando cada vez mais pior e o brasil melhorando “até quando!?”. toda europa italia incluida, houve um crescimento gradual e hoje tem uma mentalidade mais afinada mais lapidade em todo sentido, tudo aqui funciona, todos teem tempo para tudo o que eu nao tenho hoje compro amanha sem pressa. o brasil esta passando por um processo de evoluçao muito rapido sem tempo de lapidar os costumes da nova geraçao tudo muda num piscar de olhos e a populaçao procura agarrar tudo ao mesmo tempo sem se preparar bem para a nova evoluçao. talvez isto tenha acontecido por aqui, mas ha muitos e muitos anos atraz. é inadimissivel fazer comparaçoes com o jeito de viver de um velhinho e um jovem e isto é brasil e italia (um velhinho com seus costumes e tradiçoes que agora esta passando a bola para os jovens cheios de vida e curiosidades mas sem aquele preparo adequo) isto é brasil/italia.
    saudaçoes a todos.

  68. Barbara olha so eu tbm quero volta pro brasil mas aquilo que ele falo na carta ta errado pq o brasil è melhor que aqui eu acho e o as partes negativas que ele ta vendo sao as mesmas que eu aposto que vc viu quando vc chego aqui na italia todo mundo sente isso mas se vc volta so vai ter a ganhar e sao paulo eu nao gosto mas è melhor que aqui…espero ter ajudado bjss e BUONA FORTUNA!!!!

  69. Oi,
    bem li td os comentarios e os li para me ajudar e na verdade me deixou mais confusa, vivo na europa a 18 anos, entre Portugal, ITALIA, Slovenia e Espanha que ja vivo a 10 anos em total..quem acompanha o noticiario sabe muito bem que a europa em geral esta em uma profunda crise, em particular ITALIA e Espanha onde moro, estou sem trabalho fixo, digo de trabalhar na profissao que escolhi e estudei a quase 5 anos, tenho um filho de 7 anos, e penso e pesno , e nao consigo chagar a uma conclusao, iria viver para um paraiso, como a Bahia, porque meu marido que é portugues é agente turistico e fala 6 linguas e ai teria trabalho com certeza e eu provavelmente também , pq aqui estes ultimmos anos tambem trabalhei em hostelaria, mas e o resto, e a educaçao do meu filho, e a saude, e a segurança???o Brasil tá na moda, é maravilhoso , isso tds sabemos, mas pra termos a qualidade de vida que temos aqui(mesmo sem trabalho) é mto mais alta que aqui na europa, agora mesmo nao sou feliz, principalmente pq nao tenho um trabalho frequente, penso em ir ao Braisl, mas ao mesmo tempo me da medo…sera que voy adaptarme de novo a meu pais??? agora , depois de tanto tempo fora, também sou estrangeira ai…e vou viver em Bahia e sou de Sao Paulo…ao meu marido parece uma ideia maravilhosa…mas eu ainda nao estou tao segura…vale a pena sacreficar a educaçao do pequeno???o Brasil hoje é um pais emergente, esta bem…mas já virao o custo de vida ai????? pra ter o que tenho aqui , no Brasil , temos q ter um super salario, ser aq no final não vai ficar no mesmo??? e qto a quem sera mais ou menos evoluido…isso não ha como comparar, europa é velho mundo, com toda sua historia, que sim em plena crise, e o Brasil esta construindo sua historia, sao mundos diferentes e igualmente lindos..
    slds

  70. Oi Andréa, tudo bem?
    Entendo perfeitamente as suas dúvidas, é um momento de grande instabilidade internacional.

    Eu particularmente acho que neste momento a melhor coisa é ficar onde estamos: para quem está no Brasil vale mais a pena ficar no Brasil, para quem mora na Europa vale mais a pena ficar na Europa.

    Isso porque uma mudança internacional tem custos muito altos de adaptação no primeiro ano e acho difícil recuperá-los porque como você mesmo disse nesse momento as condições de vida um pouco se equivalem.

    No Brasil os salários podem até ser mais altos, mas como você disse, é necessário pagar tudo particular para ter uma boa saúde, educação, etc.

    Espera mais um pouco antes de tomar uma decisão precipitada. Pelo menos até a balança ficar mais positiva, seja no Brasil ou na Europa.

    Um abraço,

    Barbara

  71. LÍ TUDO , DE CABO A RABO…O QUE NAO VI NINGUEM DIZER É QUE AQUI NO BRASIL TEMOS 55 MIL HOMICIDIOS POR ANO, DESTES, 89% NAO ESCLARECIDOS.
    EM CINCO ANOS DE GUERRA DO VIETNA, OS NORTE AMERICANOS PERDERAM 55 MIL SOLDADOS…AQUI TEMOS UM VIETNA DE CIDADOS POR ANO !
    SÓ POS ISTO, PELA DIFERENÇA DA VIOLENCIA QUE AQUI É DE GUERRA CIVIL , JA VALE A PENA MORAR NA ITALIA .
    O PRAZER DE PODER ANDAR NA RUA , DE BEBER UM BOM VINHO, ETC. E QUEM É QUE QUER FICAR EM CASA VENDO TV MORANDO NA ITALIA?
    AMIGOS, INTERNET É BOM AQUI E NOS EUA ONDE AS RUAS NAO SAO SEGURAS. QUANDO ESTOU AN ITALIA, NAO FICO DENTRO DE CASA !AS RUAS SAO MINHAS…ANDO A PÉ , DE MADRUGADA E NUNCA ME ENCONSTARAM UM DEDO…TENHO 50 ANOS, ADVOGADO, E QUEREM SABER ?
    ESTOU ESCOLHENDO SE IMIGAREI DE VEZ PARA ADRIA NO POLESINE OU SE ME MANDO PARA O TRENTINO ALTO-ADIGE QUE AMO PRA CARAMBA !
    DO BRASIL, QUE NAO CONSIDERO EM ABSOLUTO MINHA PATIRA E SIM A ITALIA, ESTE BEM VIVIDO SENHOR QUER DISTANCIA .
    AQUI NAO HA QUALIDADE DE VIDA .
    NA ITALIA ELA EXISTE…
    E NAO SE ENGANEM COM ESTA HISTORIA DE QUE NO BRASIL A ECONOMIA VAI BEM PORQUE NAO VAI.O QUE VAI BEM AQUI É O CREDITO E DAQUI A POUCO VEM A CONTA A SER PAGA POR SALARIOS AVILTANTES…
    BOA SORTE A TODOS .
    PAULO BOCCATO
    SAO CARLOS/SP
    POFBOCCATO@YAHOO.COM.BR

  72. Oi Paulo,

    Obrigada pelo seu comentário, é um ponto de vista interessante.
    Eu concordo com você: o Brasil ainda está longe de ser o paraíso já que não apenas a criminalidade é altíssima como também a sistema de saúde uma verdadeira piada, para não falar da educação publica….

    E a desigualdade social então: é uma vergonha assistir documentários de seres humanos que vão procurar comida nos lixões brasileiros. Isso não deveria acontecer em lugar nenhum do mundo em pleno século XXI.

    A questão é que a Italia também tem os seus problemas e nem todo o país é como o Trentino, um dos estados com a melhor qualidade de vida por aqui. Além disso, uma coisa é poder viver da aposentadoria aos 50 anos e escolher um país para morar. Outra é chegar na Italia, em busca de um emprego, tendo a barreira cultural da língua além das dificuldades de uma crise. Morar longe da família. Recomeçar amizades. Não é um processo rápido ou simples como parece. Aliás, não é fácil para um brasileiro que chega na Italia, como para um italiano que vai ao Brasil.

    Tenho a sensação que este é um momento de transição em todo mundo. O sistema capitalista do consumismo desenfreado e do crescimento a todo custo mais cedo ou mais tarde vai entrar em tilt. Enquanto algumas pessoas trabalham 12 horas por dia, outras não tem emprego.

    E o pior é que a Italia e outros países da UE começam a acreditar que o modelo de desenvolvimento americano seja um modelo a seguir! Justo a Europa, que conquistou tanta qualidade de vida porque aqui todos tinham direito a uma vida digna.

    Na verdade simplesmente talvez não exista um lugar perfeito em absoluto, existe o lugar certo para um nosso momento de vida. Se vier para a Italia, boa sorte e depois me conta sobre a sua experiência.

    Um abraço,

    Barbara

  73. Concordo plenamente com Paulo…
    Morei em SP durante 4 anos.
    Vi coisas que definir traumáticas(nos olhos de um europeo) séria um eufemismo…
    Assisti a filmes como tropa d’elite 1-2, carandiru, bicho sete cabeças, MANDA BALA (que acho o melhor e que me ajudou a entender um pais tão complicato quanto injusto como o Brasil…
    O brasileiro sempre esquece de fazer parte do tercero mundo…e so porque em SP tem os arranha céu e pessoas que iriam fazer de td par um pouco de dinheiro, acha que isso significa progresso…
    O que está acontecendo em RJ é. Absolutamente vergonhoso…o Exército de um pais que mata simplesmente td mundo que passa em frente dele só porque ta em uma favela…
    tem pessoas que limpam os sapatos do ricos ————- na rua, tem pessoas que se acordam na favela e olhando para fora veem ricos nos prédios lindos com piscinas na etc….
    Durante 4 anos ouvi de pessoas: sequestradas, matadas, assaltadas wm casa e fora de casa, shoppings assaltados, pessoas que para segurança vao trabalhando de helicóptero..poderia continuar..td isso é simplesmente absurdo…
    e a gente ta aqui se preguntando qual e o pais mais atrazado????????
    a italia poderia ter muitos defeitos(como qualquer pais que não. Seja o próprio) mas é a sétima economia mundial, o pais com mais importancia artistica e cultural do mundo, um sistema de saude publico entre os primeiros do mundo(coisa que o brasil nem sonha)
    meu….o brasileieo twm um orgulho injustificado…. As poucas coisas positivas que eu vi(cm a floresta amazônica) estão sendo destruídas… Me pregunto o que vai sobrar? O pão de azucar???

  74. Ps: no brasil existe “o salário mínimo” na Italia não..será porque???

  75. Na Italia a maioria das organizações no-profit, tem umas sub-organizações no Brasil… Da Italia muitas pessoas fazem adoção a distância de crianças, enviando dinheiro para lá…
    Já viu um Brasileiro fazer adoção de uma criança italiana?????
    a maioria dos brasilieros nem fazem essas coisas no próprio país!!!!!
    A Itália está na —– mas aqui se continua fazendo caridades e enviando ajudas para os países do terceiro mundo COMO O BRASIL…
    só quando a situação va ser o oposta da atual, vá dar para falar que no Brasil as pessoas tem condições melhores do que aqui…
    Até aquele momento…estou super feliz e acho de ter uma grande sorte a ser nascida na Europa e na Itália…

  76. ola pessoal estava passando e resolvi deixar minha opiniao,
    morei na italia durante 18 longos anos na cidade de mantova,e tambem reggio emilia.meu marido e italo brasiliano.entao gosto da italia ,mas prefiro o meu brasil. dizer que os italianos sao educados e um pouco excesivo, respondendo para o senhor franco,aconteceu comigo de ir na questura pedir informacoes sobre alguns documentos e o carabiniere que me atendeu ser super grosseiro por estar estressado com imigrantes nogentos como ele mesmo disse.Eu tenho, um amigo que chegou no pronto socorso com epatite b depois de deixarem ele 5 horas esperando mandaram ele pra casa ele e italiano nos retornamos pois ele se sentia muito mal e fizemos um escandalo,ele foi atendido e levado as pressas pois estava morrendo.foi uma loucura seus pais proscesaram o hospital mas ate agora nada,gracas a Deus ele esta bem ,eu moro em santa catarina e nao me lembro de ter enfrentado filas e filas para consulta medica ,acho que depende da onde vc vai morar no brasil aqui vivemos muito bem
    A italia tem salario minimo sim; meus filhos tenho 2 aprenderam na escola o salario e 900 euros ;hoje em dia nao se pode mais deixar nada avontade na italia pois os ladroes tambem aumentaram em reggio emilia eles roubam muito motorinos e bicicletas uma amiga foi ameacada com uma arma, isso tambem e resultado da crise,

  77. Oi pessoal,
    està me fazendo muito bem ler os depoimentos de voces porque moro na Itàlia hà 25 anos e pretendo voltar ao Brasil.
    Voces me ajudam a entender que é preciso manter uma abertura mental para aceitar o diferente e curtir as vantagens.
    Sou de Fortaleza e desde criança sonhei a Europa. Adoro lìnguas mas ainda nao pude realizar meu sonho de ensinar e traduzir profissionalmente aqui na Itàlia. Sempre trabalhei em hotéis e hoje em dia dirijo um. Pela situaçao econòmica daqui e pela aparente facilidade de ensinar lìnguas estrangeiras no Brasil, decidimos eu e minha esposa, que é de Curitiba, de nos mudarmos para a sua cidade.
    Moro em Siena, e vamos viajar desta vez sò de ida para o Brasil em dezembro deste ano.
    Sei que vou sentir falta da Itàlia, e nao quero que a minha filha de 5 anos perca o seu italiano nativo.
    Amo os dois paìses. Cada um deles contribue para a gente ver a vida a partir de pontos de vista diferentes: a frenesia estimulante do Brasil e a simplicidade tradicionalista da Italia.
    Um abraço a todos.

  78. Moro na Itàlia hà 9 anos. E antes do final do ano estou voltando a morar no Brasil.
    Lendo os comentàrios de voces, parei para analisar um pouco os dois paìses.
    A Itàlia é e vai sempre ser uma parte importantìssima na minha vida. Porque aqui conheci meu marido (brasileiro) e aqui nasceu a minha filha.
    Nao vejo uma grande diferença entre a Europa e o Brasil (terceiro mundo ofensivamente dito por alguns). Aqui temos problemas com a saùde sim! Para voce conseguir uma consulta de um especialista vai esperar no mìnimo dois meses, se tiver sorte. E quem disse que nao é paga??? Ou sò eu é que a cada consulta ou exame tenho que pagar o famoso TICKET que custa em media 40 euros por serviço. E esse custo nao é sinònimo de bom atendimento. Aliàs, alguns médicos nem olham pra vocè, nao te examinam e ja receitam medicamentos e ARRIVEDERCI. Sem falar que, durante a gravidez, ficar sob os cuidados dos médicos italianos é uma tristeza grande para um momento tao maravilhoso na vida de uma mulher. Os médicos italianos nao sabem o que é sensibilidade e relacionamento com o paciente. E, repito, é tudo pago sim!!!!! Sem falar nos dentistas que, pelo que me contaram (eu todos os anos qdo estou no Brasil faço o controle dos meus dentes), é o mesmo que entrar na sala de tortura. Eu poderia escrever paginas e paginas de momentos negativos vividos por mim e amigos no sistema de saùde italiano. E a TV italiana todos os dias nos telejornais relata a deficiència do sistema no paìs. E’ um absurdo rotular o Brasil como terceiro mundo.
    Italiano ou brasileiro que seja se precisar de uma repartiçao publica vai ter que ter muiiiiiiiiiitttttaaaaaaaaa paciencia. Os funcionàrios pùblicos daqui nao sao servidores publicos e sim autoridades carrascas. Qualquer pergunta feita, a resposta è sempra a mesma: SCUSI EH! Como se vc tivesse feito a pergunta mais absurda do mundo. E, o pior de tudo, é q dificilmente vc vai obter a resposta de imediato. Voce vai passar por pelo menos 4 pessoas para finalmente te falarem que nao é ali e que voce se deve dirigir para outro departamento que està do outro lado da cidade e sò funciona às terças e quintas das 8:30 as 10:30 (um exemplo de horàrio de atendimento) mas acontece de verdade.
    Nao estou aqui para falar mal da Italia ou bem do Brasil. Eu so ilustrei que existem grandes deficièncias aqui tambm.
    A Italia nao é o paraiso assim como o Brasil nao é o terceiro mundo.

  79. Oi Iriana, tudo bem?

    Na verdade atualmente o tratamento médico gratuito é para as famílias de reddito baixo, se você fizer o seu ISEE e estiver abaixo de um determinado valor (se não me engano 36.000 euros por ano) você faz um certificado e não paga nada: nem exames nem médico porque não será preciso pagar o ticket. Se você estiver acima deste valor, você paga, mas isso significa que você pode pagar.

    Não quero defender os servidores públicos italianos, mas tratamento bom e ruim existe tanto no Brasil como na Itália. E se você for gentil, educada e bem informada vai ser difícil não conseguir o que deseja obter, aliás, em qualquer lugar. Por isso recomendo sempre aos leitores do BRASIL NA ITALIA: estudem, se informem, leiam os sites oficiais do governo italiano.

    A situação econômica da Itália não está das melhores e partir hoje do Brasil para começar uma vida nova aqui é realmente quase uma loucura. Mas para quem já tem uma vida estável, é ainda possível viver com qualidade de vida. Depois é claro, cada lugar tem suas qualidades e defeitos. O importante é escolher o lugar onde essas qualidades e esses defeitos sejam aqueles que mais se aproximam dos objetivos de vida e do momento de vida de cada um, né?

    Um abraço para você e que dê tudo certo, onde quer que você decida morar.

    Barbara

    PS: Durante a gravidez, todos os exames do “livro da gravidez” são completamente grátis, independente do reddito da familia. Bem como a internação nas maternidades e todo o staff. Você paga apenas por um ginecologo para as visitas de controle mensais, se não quiser usar aquele do serviço público. Mas depois pode detrair do seu imposto de renda.

    PS2: Hoje em dia o termo “terceiro mundo” não é mais usado e o Brasil é quase visto pelos italianos como a nova potência econômica, embora eu ache um tantinho exagerado porque um país que quer ser top não pode ter a violência de cidades como São Paulo, onde uma pessoa corre o risco de morrer por 50 reais e ainda onde existe tanta miséria, mas que os olhos da classe média local não conseguem mais ver porque já se acostumaram a ignorá-la.

  80. Oi Barbara!
    Quando me referi a gravidez nao quis dizer dos custos. Mesmo porque tive minha filha aqui e sei bem como funciona. Eu me referi ao modo de tratar a futura mamae. Eu vivenciei minha gravidez em dois momentos: O primeiro quando soube q estava gravida eu estava de ferias no Brasil e, os primeiros exames fiz no Brasil atraves do serviço publico Gratis, com “livro da gravidez” gratis, exames, consultas e dentista gratis. A diferença dos dois paises é que o médico brasileiro è atencioso, carinhoso e muito disponivel. O segundo momento foi quando,voltando para a Italia, dei continuidade ao pre natal aqui. E vivi, infelizmente, uma grande diferença de tratamente humano. Mas, deixa pra la.
    Quanto ao reddito e ao ISEE isso funcionas para crianças atè 6 anos e pessoas com mais de 65 anos de idade.
    O termo terceiro mundo foi usado por alguns dos teus leitores em alguns comentarios acima.
    Violencia tem na Italia tambem, alias para uma pais tao pequeno acho que tem é muita. Mas deixa pra la essa tambem.
    O Brasil tem problemas grandes. A Italia tem problemas grandes. No Brasil nem tudo funciona perfeitamente. Na Italia nem tudo funciona perfeitamernte. E por ai vai.

  81. Oi Irina,

    No fundo tudo é muito relativo: talvez dependa da sorte, dependa da nossa predisposição, da cidade, dependa de uma série de variáveis que não saberia nem explicar.

    É até engraçado porque eu passei os últimos meses repetindo para todo mundo que acho difícil ter um tratamento tão bom com o que eu tive – inclusive do ponto de vista humano – mas nem a pagamento no Brasil.

    Talvez simplesmente não exista uma verdade absoluta. Existem momentos e experiências. É por isso que a gente vai, experimenta, muda, cria, faz e acontece. 🙂

    Abraços,

    Barbara

  82. Cercando in Internet notizie sugli italiani in Brasile, quelli di una volta e quelli d’oggi, sono incappato in questo blog, e mi sono letto, nonostante la difficoltà e la fatica per la lingua che conosco appena un pochino, tutto il dibattito su “Qual país é mais moderno: Brasil ou Italia?” che dura, più o meno da 4 anni !!!
    Sono stato parecchie volte in Brasile, soprattutto per la mia professione. Provo un grande amore per il Brasile, amore grande ma non cieco!
    E per questo non so se ridere o piangere per l’inutilità di quattro anni di parole: 1. che lo sanno tutti (gli altri) che il popolo più sciovinista del mondo – anche più dei francesi – è il brasiliano
    2. lo sanno tutti che il miglior paese del mondo (per i brasiliani) è il Brasile!!
    3. lo sanno tutti che il paese più ricco del mondo (per i brasiliani) è il Brasile

    Al contrario, noi italiani siamo, da sempre, incontestati campioni del mondo nel fare pipì controvento, nessun italiano dirà mai che il suo è il miglior paese del mondo, al contrario fa molto fine, specie negli ambienti radical-chic, parlare nel peggiore dei modi dell’Italia e degli Italiani e puoi cercare di discutere con costoro ponendo argomenti ormai universalmente accettati, non li convincerai mai!

    Ora però voglio cimentarmi anch’io nel giochetto “SONO PIÙ BRAVO IO, NO, IO LO SONO”: con un brasiliano è inutile argomentare che un paese che si proclama il più moderno e il più progressista del mondo non ha una sanità pubblica, non ha una educazione pubblica degna di tale nome, non ha trasporti pubblici, non esiste un sistema ferroviario, soprattutto verso l’interno, e che per questo sono difficilmente sfruttabili le ricchezze naturali di cui gode il Brasile. Ma, quello che io trovo gravissimo è il fatto che un brasiliano cercherà di giustificare con la scusa che il Brasile è, io chiedo “ancora?”, un paese in via di sviluppo il fatto che una grande parte dei brasiliani vive nelle favelas, al di fuori di ogni controllo edilizio e sanitario, che una enorme percentuale di brasiliani vive al di sotto della soglia di povertà, che molti brasiliani neanche esistono perché non ne è mai stata denunciata la nascita, che in Brasile esiste un altissimo tasso di criminalità, che in Brasile è altamente consigliato di vivere nei condomini “fechadi”, difesi da mura stile Sing-Sing con barriere elettrificate, complete di torrette con guardie dotate di armi automatiche, etc. etc.
    Un brasliano ti dirà che ci vuole tempo per mettere un rimedio a questi “difetti” di crescita, ma è pur vero che nei secoli scorsi gli italiani cercavano in tutti i modi di emigrare in Brasile, dove, non nascondiamocelo, furono trattati per molto tempo poco meno peggio degli schiavi; ma poi l’Italia, che partiva assai svantaggiata nei confronti del Brasile, è riuscita a raggiungere il 4°/5° posto fra i paesi più sviluppati, e la tanto denigrata liretta ha vinto l’Oscar delle monete per ben due volte negli anni ’60. (Quante sono state nel contempo le svalutazioni e le riorganizzazioni monetarie in Brasile? E molto probabilmente ne vedremo ancora…).

    Ma sono riuscito a trovare due argomenti ai quali nessun brasiliano con cui ho avuto occasione di avere uno scambio di opinioni su questi temi, ha saputo e potuto controbattere:
    1. in Italia molte ONG periodicamente promuovono raccolte di fondi per i bambini brasiliani, mai saputo che ci sia mai stata necessità del contrario;
    2. molte coppie italiane hanno adottato bambini brasiliani estranei, non mi risultano casi in direzione contraria.

    Scusatemi, tutto era cominciato per gioco, poi mi ci sono trovato invischiato. Ma continuo ugualmente ad amare il Brasile e a sognare di trovare là il mio “Porto Escondido”
    Beijos
    Riccardo

    P.S.: A proposito delle difficoltà incontrate da visitatori brasiliani con le banche italiane, gli stessi sanno che un visitatore italiano non ha difficoltà con le banche brasiliane per il semplice fatto che un italiano – non so se lo stesso accade anche agli altri stranieri – può aprire un conto in una banca brasiliana solo se residente in Brasile!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here