A Italia é um país que deve fazer parte de qualquer roteiro de viagem para Europa e digo isso não apenas porque escrevo um blog sobre a Italia. Aliás, eu escrevo um blog sobre a Italia porque escolhi a Italia como meu lar e é aqui que moro desde 2005. Para facilitar sua leitura vou fazer um elenco das razões de por que a Italia é uma ótimo destino de viagem.

1) A história da Europa sofreu uma grande influencia dos antigos italianos, mais conhecidos como romanos.

Você não precisa ser um estudioso super culto para perceber isso quando viaja. Basta fazer um passeio a pé no centro histórico de Roma. Em uma das minhas viagens a Roma encontrei um painel em um muro que mostrava a evolução do Império Romano. Há quase 2000 anos, mais precisamente em 117 d.C. a maior parte da Europa e um pedaço da África estavam sob o domínio de Roma (o território em branco na foto abaixo). Isso significa que ainda hoje, nesses lugares você encontra restos de influência cultural da Italia (antes que a Italia se chamasse Italia, claro).

A Europa sob os domínios dos romanos em 117 dC

Para quem vai para Roma pela primeira vez, pode ser interessante ficar 3 noites na cidade: tempo suficiente para conhecer as principais atrações de Roma. Vai sair de lá com gostinho de quero mais? Vai sim, mas por outro lado, é bem provável que nas suas próximas viagens para a Itália você acabe chegando ou saindo de um vôo em Roma. E aí, terá a oportunidade de descobrir e curtir muito mais.

Confira nossas sugestões de tours em Roma e arredores

Se você está procurando acomodação na cidade, eu sugiro que leia a minha sugestão de 10 hotéis em Roma. Uma das leitoras do site, a Tati R. Lima, escreveu um artigo interessante aqui para o BRASIL NA ITALIA com algumas sugestões do que fazer em Roma. E não deixe de seguir a nossa seção sobre Roma aqui no blog.

2) A Italia exporta patrimônio cultural

Palazzo Vecchio em Florença

Quando você vai ao Louvre, em Paris, tirar a fotografia da Mona Lisa na verdade vai apreciar um quadro de Leonardo Da Vinci, um italiano de origem Toscana, que nasceu no simpático vilarejo de Vinci. O Louvre é um espetáculo, eu adoro Paris, mas… por que não vir diretamente na terra de Leonardo?

Se você parar para pesquisar o nome dos grandes cientistas, poetas, artistas que estudou na escola vai perceber que uma boa parte deles era de origem italiana: de Dante Alighieri a Galileu Galilei, passando também até por Cristovão Colombo (você sabia que o descobridor da América nasceu em Genova, na Italia?)

A cidade que mais representa cultura em toda a Italia é Florença, em italiano, Firenze. Quando você visita Florença pela primeira vez tem a sensação de passear em uma cidade em miniatura: é muito fácil percorrer o centro histórico a pé e você se depara com uma série de atrações uma ao lado da outra. O que é absolutamente imperdível é uma visita a Galleria dell’Accademia onde está o David de Michelangelo original. Sim, é verdade que existem cópias do David espalhadas pela cidade, mas quando você vê o original é que realmente se dá conta do trabalho e talento impressionante de Michelangelo. É absolutamente a minha obra favorita. Inclua também uma visita a Galleria degli Uffizi, mas lembre-se de reservar antes para não perder horas na fila. Entre no Duomo, a catedral de Florença, e suba até a cúpula de Brunelleschi, se tiver filhos leve-os para um passeio no Museu Galilei. A lista de coisas para fazer é imensa! E se você ainda não sabe onde se hospedar na cidade da arte, confira nossas sugestões de hotéis em Florença.

3) A Italia é a terra do vinho

Praticamente onde quer que você vá na Italia, vai poder tomar um ótimo vinho local. É até difícil dizer onde você deve ir para fazer um delicioso passeio em um vinhedo e curtir uma degustaçãozinha básica.

Recentemente estive em Langhe, no Piemonte, a terra do Barolo.

A Toscana, por exemplo, é a terra dos grandes vinhos, famosos de acordo com a região onde são produzidos. Um sonho tomar um Chianti em Chianti ou um Brunello di Monalcino em Montalcino

A Sicilia tem ótimos vinhos e uma das coisas mais incríveis é participar da noite de San Lorenzo na cantina de Donnafugata.

Da Emilia Romagna vem o Lambrusco, um vinho que os brasileiros adoram (eu inclusive!).

Sem falar no espumante delicioso da Berlucchi, de Franciacorta na Lombardia (aliás, uma outra cantina que ADOREI visitar).

Se você gosta de vinhos, assim que colocar os pés na Italia informe-se sobre eventos especiais de degustação de variados tipos de vinho. Aqui na Toscana existem dezenas de eventos por ano onde você simplesmente paga um ingresso fixo tipo 10 euros e pode experimentar diferentes garrafas, algumas que chegam a custar mais de 100 euros(!), como acontece por exemplo no Wine Town de Florença.

4) Na Italia come-se bem em (praticamente) qualquer lugar

spaghetti com frutos do mar

Os italianos tem uma preocupação com a comida que um brasileiro normal não consegue imaginar. Existe um cuidado especial com a escolha dos alimentos e dos ingredientes que serão utilizados para preparar um prato. Isso não significa que a culinária italiana seja elaborada: na maioria das vezes os pratos são bastante simples e provavelmente é essa simplicidade que os faz deliciosos. Nada como um belo prato de massa preparado com uma variedade de molhos que muda de acordo com o território. Ou um risotinho fresquíssimo. Aliás, que tal fazer um tour gastronômico na Italia?

Mesmo o fast food da Italia é delicioso: obviamente não me refiro ao Mc Donalds, e sim aquela paradinha básica em uma padaria (panificio) onde você pede para montar na hora um sanduíche com presunto cru, ou mozzarela fresca, ou quem sabe os dois ingredientes juntos com mais um monte de coisas dentro! Isso para não falar do café da manhã com um delicioso cappuccino e croissant fresquinhos ou o sorvete (gelato) de merenda no meio da tarde. Admito, a Italia me conquistou pelo estômago!

5) A Italia oferece praias maravilhosas e história juntos

O brasileiro é exigente quando o assunto é praia, afinal o nosso país é famoso por sua costa maravilhosa. Mas aqui na Italia também não faltam lugares incríveis. Obviamente é praticamente impossível encontrar uma praia “virgem” como no Brasil, o que existem são praias mais escondidas e desabitadas. Mas o que eu acho realmente incrível é a combinação de história e praia juntos.

Scala dei Turchi na Sicília

Por exemplo: você vai para Sicilia e descobre um lugar mágico como Scala dei Turchi, que fica a apenas alguns quilômetros da Valle dei Templi, de Agrigento, onde estão os restos da antiga colonia grega de Akragas. Fiquei particularmente encantada quando descobri a Scala dei Turchi porque você se depara com uma montanha branca feita de uma pedra diferente que dá diretamente no mar. Quando vi de longe essa pedra achei que queimaria meu pé (estávamos em alto verão, final de julho), mas chegando lá a rocha era fria, parecia uma pedra pome e naturalmente se formava uma espécie de cadeira com vista mar onde você poderia tomar sol e curtir a brisa. A água do mar era geladíssima, mas a experiência foi inesquecível. É um daqueles lugares únicos no mundo.

Imperdível no sul da Itália: o mar de Apúlia com sua água cristalina em tons de azul!

Uma outra dica é uma viagem até o Arquipélago Toscano onde você pode curtir o maravilhoso mar de Elba, na Toscana,  e aproveita para descobrir melhor a ilha onde Napoleão Bonaparte ficou exilado.

Sem falar é claro nas clássicas Cinque Terre,  Costa Amalfitana e Capri… famosíssimas em todo o mundo!

6) A Italia possui charmosos burgos medievais e cidades do renascimento

Montepulciano, na Toscana

Se você sonha em visitar uma daquelas cidadezinhas no alto da montanha, rodeada por muros de proteção, com ruazinhas estreitas e casas de pedra… bem, a Italia é o paraíso! Na Maremma Toscana sou apaixonada por Pitigliano, um lugar bem diferente do que você está acostumado. Também gosto bastante de Pienza, e já que você está lá perto que tal dar uma esticadinha até Lucignano ou Montepulciano? Para falar a verdade você pode montar um itinerário baseado nas cidades onde foi gravada a novela Passione, da Rede Globo. Eu fiz um mapa com as cidades que eles visitaram e publiquei aqui. Outra opção é simplesmente fazer excursões de 1 dia saindo de Florença com direito a momentos eno-gastronômicos, cultura e história.

7) Subir no alto de um vulcão, esquiar na neve, relaxar no lago: a Italia oferece várias possibilidades

Trecking no alto do vulcão de Vulcano (Isole Eolie, Sicilia)

Desde que cheguei na Italia tive a possibilidade de fazer coisas que nunca tinha feito. Como subir no alto de um vulcão de verdade! O que não falta na Italia são vulcões: na Sicília tem o famoso Etna ou mesmo o pequeno vulcão de Vulcano, nas ilhas Eolie; na Campania, em Nápoles o Vesúvio.

Já para quem busca um pouco de tranquilidade o ideal pode ser um passeio ao lago, quem sabe com direito a praticar um pouco de windsurf? Eu já experimentei!

Para quem gosta de neve, durante os meses mais frios (em geral de dezembro a março) é possível esquiar ou simplesmente ficar hospedado em um hotel de charme na montanha tomando vinhozinho, curtindo uma lareira e quem sabe um tratamento spa.

Ou quem sabe fazer o percurso do “Giro d’Italia” em bicicleta? Em um pequeno território em formato de bota você encontra um pouco de tudo. Basta percorrer poucos quilômetros para perceber uma nova paisagem, um novo clima, diferentes hábitos culturais.

 8) Fazer compras na Italia é uma delícia

Os maravilhosos outlets da Italia – foto do The Mall, na Toscana

Se os Estados Unidos são o paraíso para comprar eletrônicos, a Italia é o destino certo para quem adora moda: roupas, sapatos, bolsas, jóias e acessórios em geral de grifes famosas como Armani, Gucci, Prada, Ferragamo, Zegna, Fendi… aqui custam muito menos do que no Brasil. Certamente é preciso saber onde comprar: em geral as boutiques são caras, mas nos outlets a coisa muda de figura. Os descontos chegam a 70% em relação ao preço original, muitas lojas fornecem o formulário de tax free para compras acima de 155 euros para não residentes na União Européia (você recebe uma parte do dinheiro dos impostos de volta, é preciso pedir o “tax free” na hora de pagar a conta) e o estilo… ah, honestamente os italianos sabem valorizar o corpo humano. As roupas tem um corte maravilhoso, não é a toa que a Italia exporta moda para o mundo todo. Existem diversos outlets espalhados pela Italia, já falei sobre alguns aqui no blog.

Além de moda, tenho amigos que adoram levar para o Brasil garrafas de vinho. Afinal, uma garrafa que aqui na Italia custa 20 euros pode ser encontrada nas lojas brasileiras por 300 reais, ou mais! Tomar vinho italiano no Brasil é um verdadeiro luxo, com esse preço! Aqui felizmente é muito mais acessível e as pessoas costumam tomar um cálice todos os dias na hora das refeições. Não significa que seja uma coisa econômica, mas é um “luxo” acessível.

Outra coisa que vale a pena levar para o Brasil são cosméticos: de perfumes a batons, de cremes para o rosto até maquiagem. Meu conselho é simplesmente prestar atenção se o produto foi feito para o inverno ou verão. Prefira sempre produtos feitos para o verão, afinal no Brasil faz calor o ano inteiro. Os produtos invernais são mais densos, feitos para hidratar a pele que resseca com o frio. No Brasil, com o calor a pele tende a ser mais oleosa por natureza. Se tiver dúvidas peça ajuda para a vendedora. E mais uma dica: compre tudo num lugar só. Quanto mais você compra em uma loja, mais é paparicado, então em vez de comprar uma coisa em cada loja, escolha uma e faça a festa! Se quiser, pode comprar pela internet também, confira aqui uma sugestão de lojas de produtos de beleza online.

E por fim, vale lembrar que para entrar na Itália é necessário ter um seguro saúde: veja aqui como fazer um grátis ou por um ótimo custo-benefício.

Bem, acho que se você chegou até o final desse post parabéns! Ficou meio grandinho, né? Fui me empolgando…. Bem, se você tiver dicas para compartilhar com a gente, comente abaixo! Até a próxima!

25 COMENTÁRIOS

  1. Adoro ler o seu blog. Concordo plenamente com você quando diz que uma viagem à Europa tem que incluir a Itália. Beleza e cultura se misturam fartamente. Como disse minha neta quando esteve no país (deslumbrada com tudo que viu):”essa tal de Itália cansa”.
    Já estive duas vezes e ,se DEUS quiser, voltarei.
    Abraços,
    Mª Eunice

  2. Nasci no Brasil, e sou filha de italiano, por isso tenho nacionalidade dupla! Amo meu país, mas o sangue que corre em minhas veias é puro “Itália”! Estive lá uma vez, e pretendo voltar e se Deus me permitir,terminar meus dias lá, na Toscana!!!

  3. Oi sou italiana e moro em minas gerais, sou romana e amo o meu pais adoro e pra mim nao tem nada de igual…. o brasil tambem è maravilhoso, mas nos temos istoria, nesse ano Roma fez 2765 anos….
    beijos

  4. Oi Simona,
    Obrigada pela visita.
    Roma é uma cidade impressionante mesmo.
    Há quanto tempo você mora aí em Minas?
    Já se habituou a comer tutu de feijão? 😉
    bjs,
    Barbara

  5. Bárbara, artigo incrível, parabéns! Quase não li achando que não traria maiores detalhes sobre a Itália em específico, mas na verdade é um resumão de tudo o que a Itália tem de melhor! Estarei aí entre 02/jan a 14/jan, visitando Roma/Firenze/S.Gimignano/Siena/Veneza/Verona…portanto estou anotando todas as dicas do seu blog, que é realmente muito bom! Abçs!

  6. Oi Livia,
    Acho que errei o título do artigo que dá a idéia de ser pouco interessante, mas o importante é que você gostou do conteúdo. 🙂
    Uma boa viagem e espero que o site seja útil.
    Abs
    BArbara

  7. Bárbara, irei passar lua de mel na Itália e estou amaaaando o blog!!!
    Começamos a pesquisar agora, e iremos nos casar em julho!!! Qual a cidade que tem mais outlets? Pretendemos deixar essa para o final da viagem!!!

    Beijos,

    Roberta

  8. Oi Roberta,
    Fico contente que esteja gostando do blog.
    Na verdade os outlets ficam sempre um pouco fora das cidades, nos arredores de Florença existem vários, ou talvez eu seja mais “íntima” com eles já que são perto da minha casa. rs!
    Também perto de Milão existem algumas opções. Onde você vai pegar o avião de retorno?
    bjs
    Barbara

  9. Olá, estou planejando viajar para Itália, vamos para Aprillia, eu e meu namorado, ficaremos na casa de uma tia dele(economizaremos com hospedagem…rsrsr). Queria sugestoes de lugares para conhecer, que tipo de roupa levar…tô sonhando com essa viagem.
    Ajude-me!!!!

  10. Olá Luci,

    Eu não conheço Aprilia, mas olhando no Google Maps não parece ser muito distante de Roma. Portanto, você poderá fazer diversas visitas a cidade eterna, Roma (veja por exemplo essa série de artigos: http://www.brasilnaitalia.net/category/destinos/italia/lazio/roma )

    Uma outra opção é visitar a Campania com suas cidades maravilhosas como Salerno, os burgos da Costa Amalfitana como Positano, Amalfi… além da ilha de Capri que é irresistível entre maio e outubro. Leia algumas dicas aqui: http://www.brasilnaitalia.net/category/destinos/italia/campania

    Se sobrar pique venha também até a Toscana, conheça Florença, aqui no blog damos sempre muitas dicas do que fazer em Florença e arredores: http://www.brasilnaitalia.net/category/destinos/italia/toscana

    Espero que sua viagem seja uma delícia. E depois conta para gente como foi.

    Abs

    Barbara

  11. Bom dia Barbara, tudo bem contigo?
    Eu cheguei ao teu blog fazendo algumas pesquisas na internet. Minha noiva e eu estamos pensando em passar a nossa lua de mel na Itália, ainda não definimos nada por que tem tempo até o nosso casamento. Eu porém estou dando uma pesquisada até para me organizar financeiramente.
    Queria algumas dicas tuas, o meu interesse é ir para o interior, não queria nada como roma e derivados, lugares onde tem muito turista, queria algo mais estilo filme, um lugar para ficar como aquele do filme “Um bom ano”, “Sob o sol da Toscana”, etc.

    Eu tenho uma queda (muito grande) por lugares montanhosos, casas de campo, etc. Gostaria de saber de ti o que me recomendarias dentro destas ideias para passar a minha lua de mel. Será que consigo algum chalê para alugar perto de alguma cidade na toscana, ou me recomendarias alguma outra coisa?

    Obrigado pela tua atenção!

  12. Olá Bárbara, estou querendo montar um roteiro para uns 10-15 dias somente na Itália com meu marido e 3 filhos(18,20 e 23). Queremos conhecer as principais cidades e a Toscana. Não sei por onde começar e onde terminar. Gostaria de usar carro o mínimo possível pois meu marido não tem senso de localização. Não falamos italiano, somente alemão, espanhol e inglês. Vc pode me dar alguma dica de locomoção, melhor começar por aqui e ir para ali….? Não creio que meus filhos se interessem por arte como eu, como conciliar os passeios? Obrigada!

  13. Ola Vizi,
    Algumas das cidades da toscana sao faceis de se locomover por meio do trem, mas outras fica mais dificil pois nao ha estaçoes de trem. O carro é indicado para essas cidades que nao tem estaçao de trem. Vc pode circular facilmente em Pisa, Lucca, Siena, Florença.
    Caso seja interessada, sou guia aqui. Ofereço passeios para familias com crianças/adolescentes com material didatico. Deixo aqui o meu email é deyseribeiro@hotmail.com e site http://www.passeiosnatoscana.com
    Abs e boa viagem

  14. Parabéns .Estive na Itália em outubro deste ano ( 2013): Milan,Firenze, Veneza ,Verona, Pisa, Assisi(Igrejas de São Francisco de Assis e de Santa Clara ), a cidade de Santo Antônio de Pádua, Pompéia e suas ruínas, o lago e funiculari Como/Brunati ,Capri/Anacapri ,Amalfi /Positano ,Roma, Napoli, Tivoli na villa d`Este. Cada cidade com sua característica peculiar : passeio de gondola nos canais de Veneza, Duomos de Florença e de Milão,Galeria Vitorio Emanuelle em Milão, imperdível galeria da Academia ( Davi de Michelangelo).O Vesúvio respeitoso vulcão .A sequencia diferente da comida: pasta( macarrão )depois salada ,sobremesa Tiramissu de diferentes modos. Toda linda .Voltarei breve .Lerei sempre seu blog para recordar e me atualizar.

  15. Oi Bárbara me zulmira sou brasileira mais moro no Chile ha cinco ano e agora q esta passando a crise economica quero ir pra Milão com o meu marido e meu filho estou estudando sobre o país e te agradeço vc esta me ajudando muito mais ainda tenho muita dúvida sou garsonete e queria saber se poseo ganhar o suficiente pra pagar o aluguel e da de comer a minha Camila. Como posso conseguir trabalho e cidadania italiana obrigada

Comments are closed.