Veneza é uma daquelas cidades que você pode visitar diversas vezes e sempre sairá com aquele gostinho de quero mais. Cada visita a Veneza é uma emoção diferente, com uma magia única. Aqui proponho um roteiro de um dia em Veneza que cai bem seja para quem vem pela primeira vez, como para quem está em busca de inspiração para uma experiência nova e inesquecível.

Admirando o pôr do sol em Veneza

Gostaria de lembrar, no entanto, que um dia é pouco para conhecer Veneza: eu geralmente recomendo pelo menos 3 dias (por exemplo neste roteiro de 15 dias na Itália). Eu poderia passar uma semana e não bastaria. Mas nem sempre a gente tem todo o tempo que gostaria, então que o tempo seja utilizado da melhor maneira possível.

Chegar em Veneza (saindo de Florença)

Para quem vai fazer um bate-volta saindo de cidades como Florença ou Milão a maneira mais rápida de chegar em Veneza é com um trem de alta velocidade. Foi isso o que fiz já que  Veneza fica a apenas 2 horas de trem de alta velocidade de Florença (ou 255 km de carro).

Confira: dicas para comprar passagem de trem na Italia ou onde estacionar o carro em Veneza

O bate volta de carro saindo de Florença é bem mais cansativo e eu não recomendo porque você vai passar quase 6 horas do dia dirigindo, nesse caso acho que vale mais a pena dormir uma noite em Veneza (veja algumas dicas de hotéis em Veneza aqui e ainda opções de hotéis de luxo em Veneza aqui) ou pelo menos contratar um transfer particular.

O que ver e fazer em Veneza

Canal Grande

Uma das características que fazem de Veneza uma cidade tão diferente são os seus canais no lugar de ruas. Aqui a principal avenida da cidade é o Canal Grande com seus 3800 metros de comprimento em forma de S que divide a cidade em duas partes.

A Ponte de Rialto vista do Canal Grande de Veneza: símbolos de Veneza

Para começar a viagem em alto estilo eu recomendo um passeio de barco pelo Canal Grande: existem diversas opções com duração diferente. No meu caso eu fiz o passeio de barco pelo Canal Grande com visita a Murano.  Praticamente assim que saí da estação ferroviária Santa Lucia subi em um lindo táxi-lancha de madeira para admirar as belezas de Veneza da sua principal “avenida”: o Canal Grande.

Veneza admirada do Canal Grande é um espetáculo com as fachadas dos palácios e edifícios históricos, as gôndolas e barcos… não sabia se tirava fotos, se simplesmente ficava olhando deslumbrada.  A única coisa que tinha certeza é que queria ligar o “slow motion” para que tudo passasse beeeem devagar e aquele momento pudesse durar para sempre.

Olha eu (Barbara Bueno) passeando de táxi lancha em Veneza

Os táxis-lancha tem uma área aberta e outra coberta: um detalhe importantíssimo porque você pode escolher se prefere curtir o vento fresco batendo no rosto enquanto admira aquele visual único, ou se prefere ficar quentinho e confortável, algo particularmente importante nos meses mais frios do ano em Veneza (novembro-abril).

Murano

Murano é conhecida internacionalmente pela beleza de seus objetos de vidro colorido. De artigos de decoração como estátuas e vasos até lustres ou acessórios de moda, o luxo aqui é ver como ainda hoje a tradição dos cristais de Murano é mantida. O resultado deste processo manual são peças belíssimas e únicas.

Se você vai a Veneza recomendo dar uma esticadinha até o arquipélago de 7 ilhas chamado de Murano que fica bem pertinho de Veneza. Existem barcos públicos que levam até lá, eu estava fazendo um tour particular em Veneza que incluía Murano.

Depois de uma hora de passeio pelo Canal Grande fui visitar uma das mais prestigiosas fábricas de vidro de Murano, a Nuova Vernier, que mantém ainda hoje as antigas técnicas usadas há séculos pelos “maestros do vidro”.  Quando cheguei eles estavam fazendo as flores de um lustre de cristal.

A primeira parte da minha visita foi dedicada a demonstração de produção de objetos de cristal, inclusive com o processo de assoprar o vidro (que eu tive o prazer de experimentar).  Em seguida fomos acompanhados até a loja com exposição de objetos que você pode só admirar ou então levar de presente para algum amigo.

Você pode inclusive mandar fazer um objeto de cristal de Murano sob medida, quem sabe preparado ali na sua frente.  Eles me contaram que já colaboraram com diversos artistas e arquitetos, criando verdadeiras peças únicas produzidas na frente do cliente. E, claro, depois eles entregam no Brasil e no mundo inteiro. Se você ficou interessado peça um orçamento aqui. Saindo de Murano pegamos o barco da fábrica que nos acompanhou até São Marcos.

São Marcos

O distrito de São Marcos é o centro de Veneza desde a fundação da Sereníssima, a Republica de Veneza. Aqui estão algumas das atrações mais famosas de Veneza como a praça de São Marcos, a Basílica de São Marcos, o campanário de São Marcos e o Palácio Ducal.

Se esta é a sua primeira vez em Veneza recomendo fazer um tour em São Marcos com guia profissional em português: o passeio dura aproximadamente 2 horas e você vai descobrir muitas curiosidades e histórias interessantes sobre Veneza.

O campanário de S. Marcos e o Palácio Ducal: dois símbolos de Veneza vistos do barco

No meu caso, depois da visita da fábrica de cristais em Murano, fiz uma pausa para o almoço em um lugar super descolado: o L’Ombra del Leone, um bar-restaurante na Ca’ Giustinian, sede institucional da Biennale di Venezia e diretamente de frente para o Canal Grande.

Sempre feliz da vida quando visito Veneza

Em seguida aproveitei para passear admirando as lindas vitrinas das lojas de Veneza e, chegando nas proximidades da Ponte do Rialto, fui conhecer a T Fondaco dei Tedeschi by DFS o novo centro de luxo inaugurado no final de 2016 com entrada vip pelo Canal Grande para quem vem de barco.

A fachada de T Fondaco dei Tedeschi by DFS: o novo templo do luxo em Veneza ao lado da ponte de Rialto

Imagine que esse novo shopping center exclusivo foi montado em um dos mais famosos edifícios históricos de Veneza, o Fondaco dei Tedeschi (em veneziano Fontego dei Tedeschi), erguido no século XIII para armazenar as mercadorias de comerciantes. Após um incendio em 1505 o prédio foi reconstruído com pompa e glamour, com direito a decoração de Giorgione e Tiziano, os dois principais artistas da pintura veneziana do século XVI. Mais recentemente o edifício, que abrigava uma unidade dos correios, passou por uma super reforma e restauração milionária e hoje é o principal centro de compras de luxo de Veneza.

Cada pedacinho de Veneza é especial e único

Caminhar por Veneza pode despertar uma vontade compulsiva de tirar fotos e selfies. Eu, por exemplo, que costumo tirar poucas fotos minhas, não resisti e saí registrando minha passagem por essa cidade mágica a cada dois passos.

Já que estava por lá fui conhecer um Palácio exclusivo, lugar perfeito para um jantar especial a dois, um evento exclusivo para reunir a família ou amigos. Foi lá do terraço que tirei a foto abaixo:

E já que tantos perguntam aproveito para abrir uma parenteses: aqui você pode realizar por exemplo o sonho de desfilar no carnaval de Veneza com uma fantasia típica: só não pense que é barato. O aluguel de um traje típico pode custar mais de Euro 400 e se você quiser maquiagem e peruca coloca mais Euro 300 (pode reservar aqui). Os ingressos para as festas exclusivas também custam algumas centenas de euros. Se você quiser realizar esse sonho peça um orçamento aqui. Fecha parenteses.

Happy Hour Veneziano

Antes de ir embora de Veneza não dá para deixar de curtir um happy hour veneziano em um típico barzinho local: o “bàcaro” – no plural “bàcari” ou “bacarèti” – é um dos lugares mais amados pelos venezianos, com uma atmosfera especial. Decorados geralmente em madeira, são acolhedores e costumam ficar lotados das 17 às 23. Um ritual que equivale a hora do chá na Inglaterra, por exemplo.

A origem do termo Bàcaro é incerta: alguns afirmam que deriva do nome do deus romano do vinho e da colheita, Bacco. Outros dizem que deriva da expressão veneziana “far bàcara“ que significa “fazer festa”. Seja lá qual for a origem, aproveite para brindar!

Happy Hour em Veneza: uma seleção de cichéti para acompanhar uma copo de vinho local

Quando entrar em um bàcaro você poderá pedir um copo de vinho, a ombra, ou um spritz acompanhado pelos saborosos cichéti, petiscos que ficam à vista nas vitrinas.

Geralmente os venezianos usam o termo “ombra” (a tradução literal para o português seria “sombra”) para se referir ao copo de vinho. Da onde vem essa palavra tão estranha? O nome seria uma referência ao copo de vinho vendido antigamente à sombra do campanário de São Marcos: os vendedores deixavam os barris de vinho à sombra para evitar que o vinho tomasse sol e perdesse qualidade.

O Spritz, que só agora começa a se popularizar no Brasil, provavelmente é o drink mais famoso da Itália e nasce na área do Triveneto. Era uma bebida consumida principalmente pelos soldados austro-húngaros que achavam o vinho local muito forte e adicionavam água para diluir um pouco o sabor da bebida. O termo “spritz” deriva o alemão “spritzen” que significa “salpicar” no caso com água. Posteriormente a bebida foi adaptada com adição de água com gás e um bitter alcólico como Aperol, Campari, Select ou Cynar, que tornam a bebida de um tom alaranjado.

Eu só me lembro de tirar foto quando terminei de comer e beber… 😉

Passeio de Gôndola

A hora do entardecer também é ideal para um clássico passeio de gôndola, quando os canais ficam coloridos em tons de rosa em uma atmosfera super romântica. Existem diversas opções de tours de gôndola a Veneza, é só escolher qual cabe nos seus sonhos e bolso!

Não deixe de fazer o passeio Gôndola e Happy Hour : além de fazer o passeio em uma gôndola particular você ainda visita dois bares típicos de Veneza com direito a bebidas e petiscos e assistente turística em português para levar você nos lugares “certos”

Lembre-se que dezembro é o mês em que o dia é mais curto: o sol nasce por volta das 07:40 e se põe por volta das 16:30. Já os dias mais compridos do ano são no mês de junho, quando amanhece por volta das 05:30 e anoitece por volta das 21:00

Depois de um dia delicioso, só resta começar a planejar a próxima viagem a Veneza… Aqui tem algumas outras sugestões de  tours em Veneza.

Meus passeios em Veneza foram realizados pela agência Top Venice de Giordana Losi, parceira do BRASIL NA ITALIA.

6 COMENTÁRIOS

  1. Adorei a matéria de Veneza e fiquei interessada em Murano, que não cheguei a conhecer quando visitei a região. Os trabalhos são muito bacanas. Me encantei com um lustre que mostrou. Quem sabe em outra oportunidade poderei visitar com mais tranquilidade.
    Bom trabalho!

  2. Uma visita que fiz e gostei foi do museu na própria Basílica. É pequeno mas muito interessante e com peças maravilhosas. E ainda por cima tem uma vista central elevada de toda a praça de S. Marcos. Mas o bacana mesmo de Veneza é andar e se perder, e isso é algo bem fácil 🙂

  3. Parabéns, Barbara.Leio ocasionalmente suas postagens e são ótimas.Abs.Catarina

  4. @Catarina
    Obrigada, fico contente que tenha gostado. Abs

    @Gustavo
    Obrigada por compartilhar sua dica com a gente! Até mais!

    @Marcia
    Que você volte logo e possa passear bastante em Murano, Burano, Torcello….

Comments are closed.