Hora de começar a planejar a sua viagem para a Italia. A Italia é um país que está no sonho de viajantes do mundo inteiro. É normal ver fotos de Roma, Florença, Veneza ou Milão ilustrando a capa de novas apps, projetos turísticos e revistas de países que vão dos Estados Unidos à Austrália passando por Japão, China, Brasil, Rússia. Você também quer entrar para as estatísticas e visitar a Italia? Então venha ler as nossas dicas para organizar sua viagem para a Italia.

Índice do artigo:
1) Defina a quantidade de dias da sua viagem para a Italia
2) Qual o meu estilo de viajante?
3) Quais cidades não podem ficar de fora da viagem

viagem para a Italia
Eu em Torre dell’Orso, em Apúlia, no sul da Italia

1- Defina a quantidade de dias da sua viagem para a Italia

O primeiro passo para começar a organizar uma viagem é definir quantos dias você vai passar viajando. Vem aquela vontade de responder: “quero passar a vida inteira na Italia!”. Mas estamos montando um projeto de viagem então vamos ser realistas: quantos dias você pode sair de férias? Se você que escolhe quantos dias pode sair (não depende da decisão de terceiros como do seu empregador, de empenhos de família, etc) vale lembrar que quanto mais dias você passar viajando, maior deve ser a sua verba para a viagem. Se o budget da viagem permanece o mesmo e a quantidade de dias aumenta significa que você terá que abrir mão de alguns confortos para poder ficar mais tempo.

Existe uma quantidade de tempo ideal? Embora seja uma questão subjetiva eu diria que 10-15 dias é a quantidade de dias ideal para voltar para casa com gostinho de quero mais!

Pense que você sempre terá a oportunidade de voltar muitas outras vezes para a Italia então não precisa ter a ansiedade de querer ver “toda a Italia” em uma única viagem. Seria impossível.

Embora seja um país “pequeno” se comparado com as dimensões do Brasil, a Italia tem tantas áreas incríveis que merecem a visita (aliás recomendo a leitura de 8 boas razões para viajar para a Italia), com uma diversidade cultural interna que é difícil de explicar em poucas linhas.

Quanto tempo dura o vôo do Brasil para a Italia?

Um vôo direto de São Paulo até Roma (Aeroporto Fiumicino) dura aproximadamente 11 horas.

O clássico voo da Ita Airways (ex-Alitalia) costuma sair de São Paulo por volta das 14:25 (horário de S. Paulo) e chegar em Roma por volta das 07:10 da manhã (em horário de Roma). Leia detalhes sobre este vôo aqui.

Se você faz escala em Roma com destino final Florença, por exemplo, acrescente algumas horas de duração. E se invés de São Paulo você sair de outra cidade mais distante, mais algumas também.

Conclusão: pense que se você tirar 10 dias de férias, vai passar 8 efetivamente na Italia porque 1 dia será para chegar e 1 dia para sair.

Se você já decidiu a quantidade de dias escreva em uma folha de papel: “PROJETO DE VIAGEM ITALIA – Duração: _____ DIAS”

2 – Tenha claro qual o seu estilo de viajante

O melhor início para uma viagem é você se conhecer e saber o que deseja. Por exemplo: você gosta de fazer uma viagem de grupo, se sente disponível para se adaptar ao ritmo de um grupo, está aberto a fazer novas amizades? Gosta da segurança de uma viagem organizada?

Ou você prefere a liberdade de ter os seus próprios horários, escolher o que fazer livremente?

Fazer uma viagem em grupo com hospedagem, transporte e passeios incluídos oferece algumas vantagens: o preço costuma ser mais baixo do que uma viagem organizada por conta própria porque os custos de deslocamento e guia são divididos com outros viajantes como você. Além disso, os operadores turísticos que organizam os pacotes de viagem costumam conseguir negociar uma tarifa melhor para diversos quartos do que o viajante independente que reserva um único quarto.

Por outro lado em uma viagem em grupo você deve estar disposto a… seguir o grupo. A se adaptar ao ritmo do grupo. Conheço pessoas que adoram, porque fazem amizades, se sentem “protegidas” porque estarão em um país estrangeiro com alguém dando assistência durante todo o pacote. Outras, no entanto, gostam de algo mais personalizado.

É possível personalizar a viagem de um viajante independente por exemplo reservando tours particulares ou serviços de transfer particular.

Vale lembrar que profissões como guia de turismo, assistente turístico, motorista particular ou agente de viagem na Italia são regulamentadas pelas leis italianas e europeias. Isso significa que não basta ser brasileiro e ter um carro e uma carteira de motorista para poder te acompanhar pela Italia (ou melhor, talvez você até ache alguns improvisados, mas por sua conta e risco!).

A burocracia italiana às vezes incomoda, mas ela serve para dar mais “proteção” aos viajantes porque esses profissionais são submetidos a provas para avaliar a competência, conhecimento e segurança que podem dar aos clientes.

Por exemplo os motoristas profissionais devem fazer exames anti-droga, as guias de turismo devem superar provas de conhecimentos culturais e mesmo os assistentes turísticos devem superar provas que atestem que estão preparados para atender os clientes diante das problemáticas mais frequentes.

De repente você quer um pouco mais de liberdade de montar o roteiro sob medida para você, mas topa participar de excursões em grupo para gastar um pouco menos. Existem os tours em pequenos grupos com limite máximo de participantes para garantir um clima mais “íntimo” por um preço intermediário.

Ou ainda pode ser que você decida montar o roteiro por conta própria depois de ler várias sugestões de itinerários online como por exemplo nosso itinerário clássico de 15 dias pela Italia ou nosso 7 dias na Toscana ou nosso roteiro na Sicilia.

Você pode pesquisar hoteis por conta própria aqui, pode reservar um carro para você mesmo dirigir ou incluir alguns tours em grupos, mesmo que em grupos grandes, mesmo que sejam realizados em espanhol, inglês… (saindo de Florença e Milão existem mais opções de excursões de um dia em português)

3 – Quais cidades não podem ficar de fora da viagem

Não existe um manual para organizar uma viagem para a Italia que vale para todo mundo. A organização da sua viagem depende do que você gosta de fazer, do que você já conhece e do que sonha em conhecer. Tem gente que vem para a Italia duas vezes por ano, tem quem está planejando a primeira viagem. O importante é você ter claro em mente o que espera dessa viagem, o que deseja conhecer, quais cidades tem vontade de visitar.

Uma viagem clássica para a Italia inclui as seguintes cidades: Nápoles e Pompeia, Roma, Florença, Veneza, Milão.

De repente você pode decidir que quer explorar mais a Toscana.

De repente as cidades da Toscana que a maioria dos brasileiros considera imprescindíveis como Pisa e Lucca, Siena e S. Gimignano, Greve in Chianti e arredores e outras como Pienza na Val d’Orcia… bem de repente todos esses lugares você já visitou e quer descobrir algo novo. Neste caso que tal o Mugello? Ou as ilhas da Toscana como Giglio e Elba?

De repente essa é a vez de ir até a Sicilia ou a Puglia?

Ou quem sabe nesta sua viagem para a Italia você prefira ficar no centro da Italia e descobrir áreas menos visitadas por brasileiros como Rimini (que além de ser uma área muito frequentada no verão porque oferece diversão e custos baixos também tem um charmoso centro histórico e um lado cultural pouco conhecido?).

Você quer esquiar ou curtir o mar? Subir no vulcão ou relaxar no campo? Assistir a uma corrida no autódromo ou ter o privilégio de vivenciar um show do Andrea Bocelli em Lajatico?

Bem, acho que com esses três ítens acima você já tem bastante material para começar a pôr em prática o seu projeto de viagem para a Italia. Se quiser compartilhar dicas, comente abaixo. Se tiver dúvidas pergunte abaixo para que possa servir para outros leitores. E que você consiga realizar em breve a tão sonhada viagem!

Parceiros:

RESERVE SUA ACOMODAÇÃO AGORA

Reserve sua hospedagem na Italia, no Brasil ou em qualquer outro país do mundo com nosso parceiro Booking.com!

Você encontra as melhores ofertas e ainda colabora com o nosso site. Obrigada!

RESERVE TRANSFERS E TOURS ONLINE

Reserve transfers, tours e excursões na Italia e no mundo com a nossa parceira Get Your Guide

Artigo anteriorO quadrilátero da moda em Milão
Próximo artigoRoma Veneza em um dia: leia como fazer
Barbara Bueno - brasilnaitalia
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março de 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o blog BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, obteve habilitação como assistente turística e foi proprietária de agência de viagem na Italia (até chegar a pandemia...). Hoje se interessa por criptomoedas e voltou a fazer o que mais gosta: buscar novidades, visitar lugares interessantes e escrever! Se você tem uma dúvida sobre a Italia visite a seção Dúvidas sobre a Italia.

3 COMENTÁRIOS

  1. Oi Juliana,
    Que bom que gostou, obrigada.
    Sobre o aluguel de carro eu diria que depende do estilo de vocês. Se por acaso alguém de vocês adora dirigir, pode ser uma boa. Aqui você pode pesquisar preços:
    https://www.brasilnaitalia.net/2021/01/alugar-carro-na-italia.html

    Se vocês nunca viajaram de trem e não vão ter uma quantidade exagerada de malas dá para fazer esse roteiro todo em trem de alta velocidade (na metade do tempo percorrido por um veículo normal).

    A linha de alta velocidade faz
    NAPOLES > ROMA > FLORENÇA > VENEZA

    Se vocês não estivessem com a bebê eu diria até que dava para alugar um scooter: https://www.brasilnaitalia.net/2022/06/alugar-scooter-em-roma.html

    Se vocês preferem a comodidade do carro (já sair do hotel com malas e ir até o destino final com malas) podem também reservar o serviço de veículo com motorista seja para os transfers entre as cidades, como quem sabe incluindo até paradas no meio do caminho.
    É a opção onde vocês gastam mais, mas não tem preocupação com nada porque o motorista não só dirige como conhece bem o território e acaba dando dicas para aproveitar mais a viagem.

    Que vocês possam aproveitar bastante!

    Saudações da Toscana,

    Barbara

  2. Adorei as dicas! Estou planejando minha ida ano que vem, minha bb tera 2 anos. Vale a pena alugar carro para ter mais conforto? Florença, Roma e Nápoles Veneza estao na lista

COMENTÁRIOS:

Please enter your comment!
Please enter your name here