Para viajar no tempo não precisamos de uma máquina que nos leve até o passado. Existem lugares que contam histórias. Através da arquitetura, da decoração, de móveis e objetos bem conservados podemos descobrir como viviam as pessoas privilegiadas de outros tempos. Será que elas viviam melhor do que uma pessoa de classe média vive hoje? Veja aqui as nossas conclusões depois da nossa visita ao Palazzo Mirto de Palermo.

Índice do artigo:
– Nossa visita ao Palazzo Mirto
– Palazzo Mirto, uma casa museu em Palermo
– A história do Palazzo Mirto
– Endereço Palazzo Mirto
– Horário Palazzo Mirto
– Ingressos Palazzo Mirto

Nossa visita ao Palazzo Mirto

Era o primeiro domingo de agosto de 2022 quando visitamos o Palazzo Mirto.

Estava passando as férias de verão com a família em Palermo e decidimos aproveitar o dia de abertura gratuita dos museus públicos da cidade para conhecer o Palazzo Mirto que é um dos mais antigos palácios de Palermo.

Aurora e Gaia na escadaria do Palazzo Mirto em Palermo (agosto/2022)
Aurora e Gaia na escadaria do Palazzo Mirto em Palermo (agosto/2022)

Adoro levar minhas filhas para ver como viviam as pessoas no passado.

Quando eram pequenas visitaram por exemplo a Casa d’Erci, o museu dos camponeses nos arredores da cidade de Florença.

Aliás em Florença já visitamos a casa de vários nobres e personalidades ilustres do passado como o Palazzo Medici Riccardi ou mesmo o Palazzo Vecchio onde fomos recebidos pela duquesa Eleonora di Toledo em “pessoa”.

Mas não é só na Toscana que tem coisa legal para ver. A Sicília também está cheia de atrações culturais imperdíveis. Muitas vezes a gente dá só atenção para as praias fantásticas na Sicília e acaba deixando os programinhas culturais de lado.

Mas vamos voltar ao Palazzo Mirto. Quando começamos a subir a imponente escadaria do edifício, com direito a tapete vermelho, estátuas e esculturas a minha filha Gaia comentou: “já pensou morar aqui?”.

Foi então que encontramos um simpático funcionário do Palazzo Mirto que respondeu a ela: “é melhor viver hoje com mamãe e papai. Naquela época vocês estariam quase para serem dadas em casamento a algum homem bem mais velho que vocês e a única maneira de escapar era viver em clausura rezando.”

Quando ele falou isso lembrei da história da Santa Rosalia, considerada hoje a padroeira de Palermo. A propósito, outra dica para quem visita Palermo: vale visitar o seu santuário no Monte Pellegrino.

Palazzo Mirto, uma casa museu em Palermo

É graças a Maria Concetta Lanza Filangeri, a última herdeira de uma das mais antigas famílias aristocráticas da Sicília, que hoje podemos visitar o Palazzo Mirto e admirar seus tesouros.

Em 1982, Maria Concetta doou o seu imponente palácio para a Regione Siciliana, com todos os seus objetos de arte e tesouros incluídos. O objetivo era que pudessem ser admirados pelos visitantes de Palermo.

Palazzo Mirto sala trono
O Palazzo Mirto de Palermo e seus tesouros: pianos, tapeçarias, lustres imponentes, obras de arte

Mais ou menos como Anna Maria Luisa de’ Medici fez alguns séculos antes, mais precisamente em 1737, doando sua herança ao estado da Toscana (escrevi sobre isso aqui).

A história do Palazzo Mirto

O Palazzo Mirto pertenceu a mais importante família normanda da Sicília.

A estrutura mais antiga do edifício é do século XIII, mas o palácio passou por uma série de reformas e hoje vemos principalmente o estilo desejado pelo príncipe Bernando Filangeri de 1793, com duas fachadas na via Lungarini e na via Merlo e um grande portal de entrada, com dois vasos ornamentais e um imponente brasão em pedra da família.

No andar térreo é possível visitar as cozinhas onde eram preparados os banquetes. O Monsu’ (do francês, monsieur) era o chef da famílias aristocráticas e era muito bem recompensado e disputado pelas famílias nobres da ilha. O trabalho consistia em preparar cardápios sofisticados para impressionar os visitantes e hóspedes.

palazzo mirto cozinha
A antiga cozinha do “Monsu'” onde eram preparados os banquetes do palácio

Os banquetes preparados no andar térreo eram servidos no primeiro andar.

Enquanto os hóspedes eram recebidos no primeiro andar, ao final da escadaria, por uma espécie de Maitre (ver foto abaixo com o uniforme azul), os servidores de amarelo carregavam as bandejas por uma estreita escadaria que ia da cozinha direto a sala de banquetes.

Embora os trajes dos serviçais fossem elegantes, foi difícil não pensar em quanto deviam suar vestidos com todas essas roupas. Nossa visita aconteceu em um tórrido domingo de agosto e o palácio não tinha ar condicionado. Ficamos imaginando as gotas de suor escorrendo pelo rosto dos serviçais em cima das bandejas durante uma refeição no verão.

Também pudemos admirar uma grande coleção de porcelanas pintadas à mão, uma diferente da outra. Lindíssimos e sofisticados. Imagine se o serviçal quebrasse alguns por um acidente, o que será que acontecia?

Palazzo Mirto porcelanas

Não muito distante da sala dos banquetes, uma das alas que mais despertam curiosidade e atenção dos visitantes: a passagem secreta. Na salinha de “Diana”, atrás da estátua de Apollo, existia uma passagem secreta. Dizem que aqui se escondiam servidores do príncipe para escutar as conversas de visitantes. Quando dizem “as paredes tem ouvidos…”

Palazzo Mirto Passagem Secreta
A passagem secreta do Palazzo Mirto

No edifício também é possível visitar várias outras salas charmosas como uma sala de chá oriental, a sala do trono com vários lustres de cristal, espelhos e tapeçarias.

O segundo andar é menos imponente, mas também interessante. Lá está um dormitório com pavimento de majólica (e ao lado da cama um pinico).

Palazzo Mirto quarto

Descendo em direção à saída, no andar térreo, paramos para admirar uma ala dedicada aos cavalos e outra com uma garagem de automóveis antigos.

palazzo mirto garagem

Qualidade de vida

Por quanto fossem imponentes os objetos daquela época, por quanto fosse confortável ter uma equipe de serviçais à disposição e viver em um enorme palácio… hoje uma pessoa de classe média brasileira ou italiana tem muito mais conforto, não é mesmo?

Se pensamos nos dias de hoje… que luxo é ter um banheiro ao lado do quarto, com água encanada (fria e quente!) e sistema de esgoto. Uma coisa que qualquer criança hoje em dia acredita ser “normal”, mas que não era no passado.

Hoje para matar a sede basta abrir a geladeira e pegar uma garrafa de água geladinha. Naquela época não existiam geladeiras, pelo menos não como usamos agora.

palazzo mirto barbara
Eu (Barbara Bueno) em uma das salas do Palazzo Mirto com seus lustres imponentes, relógios e objetos de arte

E você, qual objeto do passado gostaria de ter na sua casa nos dias de hoje e qual você tem hoje na sua casa que não existia no passado?

Endereço Palazzo Mirto

Museo di Palazzo Mirto – Palermo, Via Merlo 2

Horário Palazzo Mirto

O Palazzo Mirto abre ao público:
– De terça a sábados das 09:00 às 19:00
– Domingos das 09:00 às 13:00
Fecha às segundas-feiras.

Para mais informações entrar em contato por telefone +39 091.7783343 ou visite a página Facebook do Palazzo Mirto.

Ingressos Palazzo Mirto

Os ingressos para o Palazzo Mirto podem ser comprados diretamente na entrada do edifício.

Valores:
– Adultos: Euro 6,00
– Menores de 18 anos grátis

Dica: depois de visitar o Palazzo Mirto você pode aproveitar para conhecer a Villa Garibaldi que é lá perto!

Parceiros:

RESERVE SUA ACOMODAÇÃO AGORA

Reserve sua hospedagem na Italia, no Brasil ou em qualquer outro país do mundo com nosso parceiro Booking.com!

Você encontra as melhores ofertas e ainda colabora com o nosso site. Obrigada!

RESERVE TRANSFERS E TOURS ONLINE

Reserve transfers, tours e excursões na Italia e no mundo com a nossa parceira Get Your Guide

Artigo anteriorVocê conhece o truque da moeda no congelador?
Próximo artigoViajar de jatinho particular na Italia vira polêmica
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março de 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o blog BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, obteve habilitação como assistente turística e foi proprietária de agência de viagem na Italia (até chegar a pandemia...). Hoje se interessa por criptomoedas e voltou a fazer o que mais gosta: buscar novidades, visitar lugares interessantes e escrever! Se você tem uma dúvida sobre a Italia visite a seção Dúvidas sobre a Italia.

1 COMENTÁRIO

  1. O que impressiona é o enorme espaço dos aposentos e a altura do teto com seus magníficos lustres de cristais.

COMENTÁRIOS:

Please enter your comment!
Please enter your name here