As Catacumbas de São Calisto em Roma, situadas à direita da Via Ápia Antiga, são um dos maiores e mais importantes complexos funerários da cidade. Neste artigo, convidamos você a embarcar conosco em uma jornada subterrânea pela história, explorando as incríveis catacumbas e conhecendo os eventos que moldaram este local fascinante ao longo dos séculos.

Origens e desenvolvimento das Catacumbas de São Calisto

Localizada à direita da Via Ápia Antiga, logo após a pequena igreja do “Quo Vadis“, as Catacumbas de São Calisto são um dos maiores e mais importantes complexos funerários de Roma.

Reserve uma excursão de meio dia Catacumbas e Grandes Basílicas através da Get Your Guide

Surgiram em meados do século II e ocupam uma área de 15 hectares, com uma rede de galerias de quase 20 quilômetros de extensão distribuídas em vários níveis, atingindo profundidades superiores a 20 metros.

O diácono São Calisto foi encarregado pelo Papa Zeferino de administrar o cemitério no início do século III, tornando-o o cemitério oficial da Igreja de Roma.

Cerca de meio milhão de cristãos, incluindo dezenas de mártires e dezesseis pontífices, foram sepultados nessas catacumbas.

A igreja de “Quo Vadis” perto das Catacumbas

igreja quo vadis roma

Esta pequena igreja, localizada no cruzamento entre a Via Ápia e a Via Ardeatina, foi construída no século IX e reconstruída em 1637 a pedido do cardeal Francesco Barberini, após uma violenta tempestade que quase a devastou juntamente com a casa paroquial dez anos antes.

A tradição afirma que foi erguida no local onde Jesus teria aparecido a Pedro, que fugia de Roma para escapar da perseguição de Nero. Ao ser questionado pelo apóstolo “Domine, quo vadis?”, Jesus teria respondido: “A Roma, para ser crucificado novamente”.

Pedro, entendendo a repreensão, retornou e enfrentou o martírio

Estrutura e características das Catacumbas de São Calisto

Nas catacumbas, podemos encontrar duas pequenas basílicas com três absides, conhecidas como “Tricore”. A basílica oriental abriga os túmulos do Papa São Zeferino e do jovem mártir da Eucaristia, São Tarcísio. A área subterrânea é composta por várias regiões, sendo a Cripta dos Papas a mais sagrada e importante, apelidada de “o pequeno Vaticano“.

A vida das catacumbas após o Édito de Milão

Com a promulgação do Édito de Milão em 313 pelos imperadores Constantino e Licínio, a perseguição aos cristãos cessou e as catacumbas continuaram a ser utilizadas como cemitérios até o século V.

Entre os séculos IV e VIII, as Catacumbas de São Calisto tornaram-se verdadeiros santuários dos mártires, atraindo inúmeros peregrinos.

O abandono e a redescoberta das catacumbas

Após saques e invasões bárbaras entre os séculos VIII e IX, os papas transferiram as relíquias dos mártires e santos para igrejas da cidade, levando ao abandono gradual das catacumbas. A

exploração e o estudo científico das catacumbas começaram séculos depois, com Antonio Bosio e, posteriormente, Giovanni Battista de Rossi.

As Catacumbas de São Calisto hoje

Atualmente, a propriedade do complexo pertence à A.P.S.A. (Amministrazione del Patrimonio della Sede Apostolica), enquanto o governo, a guarda e a conservação estão sob os cuidados da P.C.A.S. (Pontificia Commissione di Archeologia Sacra), e a Congregação dos Salesianos de Dom Bosco é responsável pela recepção dos peregrinos e visitas guiadas às áreas abertas ao público.

catacumbas roma san callisto

Organize sua visita às catacumbas de São Calisto

catacumbas san calixto descida

Se você está planejando visitar as catacumbas de São Calisto aqui encontra todas as informações importantes para organizar a sua visita.

Em primeiro lugar saiba que a visita das catacumbas não é indicada para pessoas que sofrem de claustrofobia ou se sentem incomodadas em túneis estreitos embaixo da terra.

No local são organizadas visitas guiadas a cada 30 minutos, com uma duração de aproximadamente 40 minutos.

É possível visitar o local com crianças (já visitei o local com minhas filhas que na época tinham 5 e 7 anos).

Vai para Roma e ainda não reservou hospedagem? Confira nossas dicas de hotéis em Roma

Quando é possível visitar as catacumbas de São Calisto em Roma

As catacumbas de São Calisto abrem diariamente exceto às quartas-feiras, no dia 1º de janeiro e 25 de dezembro.

O horário de abertura é das 09:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00.

A entrada é possível exclusivamente em grupos de pelo menos 2 pessoas acompanhadas por um funcionário local que conhece bem o percurso.

É recomendável checar a página oficial do Facebook para eventuais alterações de horários de última hora.

Quanto custam os ingressos para as catacumbas de São Calisto

Reserve uma excursão de meio dia Catacumbas e Grandes Basílicas através da Get Your Guide

Abaixo as tarifas dos ingressos comprados na hora na bilheteria. Para reservas online é prevista uma adicional taxa de reserva de 2 euros. Abaixo o link para o site oficial de compra dos ingressos.

CategoriaTarifaReservas Online
Inteiro (maiores de 16 anos)Euro 10,00*Comprar aqui
Reduzido (crianças 7-16 anos, religiosos com certificação)Euro 7,00*Comprar aqui
Gratuito (crianças 0-6 anos)Euro 0,00Comprar aqui
*É prevista uma taxa de reserva de 2 euros para compras antecipadas

entrada catacumbas san callisto roma
Parceiros:

RESERVE SUA ACOMODAÇÃO AGORA

Reserve sua hospedagem na Italia, no Brasil ou em qualquer outro país do mundo com nosso parceiro Booking.com!

Você encontra as melhores ofertas e ainda colabora com o nosso site. Obrigada!

RESERVE TRANSFERS E TOURS ONLINE

Reserve transfers, tours e excursões na Italia e no mundo com a nossa parceira Get Your Guide

Emozioni uniche - Acquario di Genova
Artigo anteriorCastello dell’Imperatore em Prato, um lindo castelo medieval na Toscana
Próximo artigoEtruscos, a fascinante cultura que influenciou a Itália antiga
Barbara Bueno - brasilnaitalia
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março de 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o blog BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, obteve habilitação como assistente turística e foi proprietária de agência de viagem na Italia (até chegar a pandemia...). Hoje se interessa por criptomoedas e voltou a fazer o que mais gosta: buscar novidades, visitar lugares interessantes e escrever! Se você tem uma dúvida sobre a Italia visite a seção Dúvidas sobre a Italia.

COMENTÁRIOS:

Please enter your comment!
Please enter your name here