Você está de viagem marcada para a Italia, já decidiu o roteiro, comprou as passagens e reservou hospedagem, transfers e tours na Itália.  Agora veio a dúvida: precisa mesmo fazer seguro saúde antes de sair do Brasil?

A resposta é: sim, o seguro saúde não é apenas recomendável, é obrigatório. Os cidadãos brasileiros que viajam a Italia por motivo de turismo e pretendem ficar até 90 dias no país não precisam de visto, mas isso não significa que estão isentos de controle na imigração. Ao entrar na Italia podem pedir documentos que comprovem a sua situação financeira, previsão de estadia e um seguro saúde válido durante todo o período que você permanecer na Italia.

Como fazer seguro de viagem para a Itália

a) Através do seu cartão de crédito

Se você tiver um cartão de credito internacional, procure saber se eles te oferecem esse serviço gratuitamente, ou a um custo menor.

b) Através do acordo entre Brasil-Itália

Brasil e Itália possuem um acordo no quesito saúde, por isso se voce for contribuinte do INSS voce poderá fazer o CDAM (leia abaixo), um seguro de saúde gratuito através do Ministério da Saúde. O Brasil possui esse convênio com a Italia. Funciona de verdade e você é atendido nos hospitais públicos da Itália com se fosse um italiano. O único ponto negativo é que é um pouco burocrático…

c) Através de seguradoras online

Existem diversas empresas que vendem seguros de saúde e seguros de viagem online: você insere o período da viagem, escolhe o tipo de cobertura desejada e já sabe o preço e pode pagar online. Para quem mora no Brasil e viaja para a Itália pesquise na Real Seguros. Para quem mora na Itália e vai para o Brasil eu recomendo a Columbus (inclusive já fiz seguro com eles, precisei ir ao médico no Brasil e depois me reembolsaram todas as despesas).

Como economizar na hora de fazer o seguro saúde

Conheça o CDAM, Certificado de Direito a Assistência Médica

Se você não quer gastar dinheiro com seguro saúde, mas quer viajar tranquilo a melhor alternativa é o CDAM, o Certificado de Direito a Assistência Médica oferecido pelo Ministério da Saúde do Brasil para quem visita os seguintes países: Cabo Verde, Chile, Grécia, Itália e Portugal.

Para ter direito ao benefício você deve se enquadrar em uma das categorias:

  • empregado com carteira de trabalho assinada e seus dependentes
  • trabalhador autônomo, que recolhe o INSS
  • empregador e seus dependentes
  • aposentados e seus dependentes

Prepare os documentos (confira aqui a documentação necessária) e leve tudo em um dos endereços desta lista.

Depois que você estiver com o CDAM e chegar na Itália é necessário um segundo procedimento, segundo informação do Consulado de Milão: você terá que levar o seu formulário IB-2 ou CDAM  até a ASL (Azienda Sanitaria Locale) do local onde você vai ficar hospedado para a aposição de carimbos no documento original brasileiro, registro em computador, expedição de formulários especiais para receitas médicas, pedidos de exames clínicos, internamentos etc. de brasileiros com permanência temporária na Itália.

Posso imaginar a confusão desta segunda etapa: os brasileiros tentando localizar o endereço da ASL da jurisdição competente já que na Itália não existe um elenco único, com o endereço e telefone de acordo com a cidade…

A vantagem é que você não gasta nada, tem direito a atendimento nos hospitais públicos italianos (que são ótimos, pelo menos na Toscana) como se você fosse um italiano.

Eu já testei esse método quando meu avô veio passar férias comigo e na época não sabíamos dessa segunda passagem pela ASL. Felizmente não era nada de grave, mas ele foi atendido no pronto socorro do hospital e apenas mostramos o CDAM. Não tivemos que pagar nada. Mas desde a minha experiência até hoje as coisas mudaram um pouco na Itália, então faça tudo certinho e você estará tranquilo!

A desvantagem desse método é que você perde um pouco de tempo para ir até o local, eventualmente esperar na fila, entregar os documentos (e se você esquecer algum documento tem que voltar um outro dia e fazer tudo de novo).

Se você preferir fazer um seguro de viagem privado (porque não é contribuinte INSS ou porque não quer sair de casa ou porque quer serviços extras além de despesas hospitalares), você pode entrar em contato diretamente a sua agência de viagem / intercâmbio para fazer seguro de viagem online.

Mapa da Itália

Os números de Emergência na Italia

Em caso de emergência, telefone para:

Ambulância – 118
Polícia – 113
Bombeiros – 115
Geral – 112

41 COMENTÁRIOS

  1. A alternativa do CDAM é apenas para uma cidade na Europa.
    Assim, se visitar diversos países, mesmo que tenham o acordo, precisa eleger uma determinada cidade. Foi por este motivo que em minha última viagem optei por um seguro particular, que cobre a viagem em qualquer lugar da Europa.
    Além disso, a burocracia e demora do atendimento é irritante para o tal Certificado. Meu tempo vale mais.
    Quanto ao seguro particular não precisei utilizar, portanto não saberia dizer se é eficiente.

  2. Olà.
    O seguro de viagem, obviamente, servirà para os casos de saude, mas antes de tudo é um documento exigido para entrar na Zona Schengen.
    Ao entrar na zona Schengen podem nem pedir nada, como podem pedir tudo, até a carteirinha do clube de biriba da tua vovò.
    Na duvida, faça!

    Alexandre
    http://pugliabrasil.blogspot.com/

  3. Olá, gente se liguem mesmo nessa dica que é muito importante! Falo por experiência própria, porque no mês de julho eu estava na Itália e quebrei a mão, fui atendida numa boa no pronto-socorro com meu passaporte, mas um mês depois, inclusive nas consultas e para tirar o gesso, eles não queriam mais me atender porque eu não tinha seguro nem nenhum documento do INSS e tive de pagar consultas e tirar o gesso em casa depois de o médico dizer que estava tudo bem! Da próxima vez farei o seguro tudo direitinho…
    Beijooosss!!!

  4. Caros amigos

    Com único intuito de divulgar os grandes escritores
    e grandes livros Potiguares , agora existe um espaço para valorizar as nossas obras literárias.

    Peço a voces gentilmente , que divulguem esse trabalho sem fim lucrativo, que quer apenas valorizar as obras e os autores da nossa terra. Todos os homenageados vivos, estão sendo comunicados e estão muito felizes .

    Muitos dos grandes livros e autores do RN precisam ser reeditados e relançados urgentemente, é preciso chamar atenção dos governos estadual e municipal para essa causa .

    Essa luta é de todos os Potiguares

    101 livros do RN (que você precisa ler).

    http://101livrosdorn.blogspot.com/

    Grato

  5. Bom dia..

    Gente vou viajar em setembro dia 03/09/2012 e caso eu queira esse seguro do INSS deve procurar o órgão quando para dar logo entrada, porque isso pode demorar né..
    bjs

  6. O Seguro da Mondial que a TAM oferece ao comprar a passagem, cobre essa questão que vocês estão comentando acima?
    Abs, Elianete

  7. Viajo agora em março/2012, e está dica foi fundamental, pricipalemente por ser eu e minha esposa da 3a idade. Valeu !! Obrigado.

  8. Ola!
    adorei os comentarios ,fomos para Roma em setembro.
    vai ser nossa primeira viajem , pela Europa.Obrigado.

  9. Olá, Barbara, adorei seu site.
    Eu e meu marido viajaremos para a Italia no dia 6 de junho, e conseguimos o seguro totalmente gratis pela Visa, pois compramos as passagens aéreas com o cartão Visa Platinum. Pra quem comprar com o Visa, vale a pena conferir as ofertas que eles tem no site. Espero ajudar alguém, pois consegui esta informação tb em um blog. Já é um gasto a menos. Bjs.

  10. Olá,
    É, eu sei que é obrigatório o tal do seguro-saúde, mas tenho colegas que moram na Itália que ficam insistindo em dizer que é opcional o tal do CDAM…
    E aí, como é que fica? A imigração vai incomodar só por este detalhe, ou eles realmente estão preocupados em saber quantos Euros vc está trazendo para a Itália e se tem passagem de retorno agendanda?
    Abraços
    Mauricio

  11. Mauricio,
    A questao eh que o CDAM é para o seu bem.
    Se vc precisar de atendimento medico na Italia por qualquer razao, vc esta amparado como se tivesse um seguro saude particular.
    Acho dificil que nao te atendam na Italia mesmo sem o CDAM, mas se eh uma coisa tao simples de fazer, para que insistir em nao fazer?

  12. Oi Barbara, estou a Italia em agosto, não quero fazer reservas de hotel, sou obrigada?

  13. Rose,
    Você não é obrigada a nada. O que você deve saber é que agosto é um mês particular na Italia: os italianos saem de férias em massa. Isso significa que nas cidades turísticas para os italianos, os hotéis estarão lotados e na última hora os preços são mais caros (pq se você não tem opção, ou paga mais caro ou dorme na rua). Boa sorte!

  14. Oi Barbara! Me tira uma dùvida, caso voce saiba ,e para o italiano que vai a passeio para o Brasil, como fazer o seguro saude?Porque meu marido è italiano e ha 3 anos atras quando fomos ao Brasil ele pegou uma carta com o proprio medico de familia e, la no Brasil pegou uma virose muito forte ,quando foi ao hospital fazer exames e consultas(hospital privado) nao souberam nos explicar mas disseram que aquilo nao era valido e,nem reconhecido no atendimento publico. Por sorte conheço medicos e conseguimos tudo gratuitamente.
    Obrigada, bjinhos!
    Daphne

  15. Olá, Bom dia! Fiquei com uma dúvida quanto ao seguro saúde que talvez possa me ajudar. Eu e meu marido estaremos indo para Itália em fevereiro 2013, pensamos em pegar o plano de acordo do INSS como seguro, porém nosso vôo de ida fará uma parada de mais de 10 horas em Paris, assim pretendemos passar o dia na cidade passeando. Dará algum problema na imigração por causa do seguro? Tem algum problema se fizermos apenas o seguro para Itália? sabe de algum seguro para frança que atenda somente este dia?

    Obrigada

  16. Oi Silvia,
    Imagino que se vc fizer um dia de seguro para Paris e usar o CDAM para a Italia, está completamente em regra.
    Para o CDAM vão pedir um endereço italiano, dê apenas um de um dos hotéis para não criar confusão. Afinal, ninguém te obriga a ficar em uma única cidade, né? E a parceria é entre países e não cidades.
    Sobre a agência de seguro, use uma agência de viagem que você confia. Não saberia indicar hoje uma com o melhor preço.
    Ah, respondi suas perguntas das compras em um outro artigo.
    Abs e boa viagem!

  17. ola barbara eu pretendo viajar para italia a passeio , quero saber de tdo o que vou precisar para essa viajem, pois nunca fiz uma viajem internacional. eu preciso ter alguma quantia em dinheiro? preciso ter o que pra entrar no pais? quais documentos?me ajude me dando algumas dicas para eu nao ter surpresas na viajem.há e o mes de junho na europa faz calor? obrigado bjs

  18. Soubemos de um seguro feito num banco aqui no Brasil para o período da viagem -em torno de R$30,00 ao mês. Esse seguro é chamado de seguro viagem e segundo o funcionário do banco dá conta da nossa necessidade (ficaremos 18 dias na Itália). O que você acha??

  19. As vezes em que viajei com meu marido, fizemos seguro saúde particular. Reparei que no controle de Imigração os funcionários barram mais os jovens que viajam sozinhos ou grupos com muitas mulheres(provavelmente por causa de prostituição) e eles pedem o seguro. Para nós não pediram nenhuma vez.

  20. Estou em Roma, cheguei hoje e estou com conjuntivite, acabo de descobrir.
    não posso comprar remédio sem receita e gostaria de uma dica para buscar atendimento médico, não tenho seguro saúde, será que posso fazer ainda?
    grata
    carmen

  21. Oi Carmen,
    No domingo vai ser dificil fazer o seguro. Se vc quer resolver logo o problema, tente ir ate a Misericordia, por exemplo, onde provavelmente existe algum medico de plantao e custa pouco:
    http://www.misericordiaroma.it/misericordiaroma/Home_Page.html

    Durante os finais de semana os italianos usam a Guardia Medica para casos nao urgentes (por ex. uma conjuntivite, que eh exagerado ir ao pronto socorro em um hospital). Informações aqui: http://www.aslromab.it/cittadini/servizi/guardia_medica/index.php

    Abs

    barbara

  22. Olá, descobri seu site recentemente e tenho me atualizado com várias matérias publicadas. Moro em São Paulo mas tenho toda a minha família na Itália. Tenho a dupla cidadania e minha filha também. Viajo sempre que posso para a Itália, porém tenho uma dúvida quanto a seguro saúde. Felizmente todas as vezes que viajamos não tivemos nenhum problema de saúde. Mas sempre fazemos o seguro para todos (eu, meu marido e minha filha). A dúvida é: sendo cidadãs italianas eu e minha filha estamos dispensadas desse seguro? E meu marido ele deve fazer, mesmo fazendo parte da nossa família? Costumamos também viajar até a Suiça. Nesse caso aplica-se a mesma situação? Agradeço por sua atenção.

  23. Leslei,
    Em geral se você tem toda a documentação certinha é rápido, mas eu iria ver isso o mais rápido possível, até porque estamos em pleno mês de dezembro, poucos dias antes do natal…
    Depois conta pra gente se deu certo,
    Abs
    Barbara

  24. Uma dúvida: seguro-viagem e seguro-saúde são a mesma coisa? Se não, qual eu devo realmente fazer?

  25. Gisele Palmieri,

    Não o seguro de saúde não é a mesma coisa do que seguro de viagem. O seguro de viagem pode incluir seguro de saúde e também outros serviços como indenização por extravio de bagagens, atrasos e cancelamento de viagem, e muitos outros ítens. É importante ler atentamente as condições contratuais, observando seus direitos e obrigações, bem como o limite do capital segurado contratado para cada cobertura.

    Atencisamente,

    Barbara

  26. Oi Babi,
    Esticando a pergunta da Gisele, sobre seguro saúda e seguro viagem.

    Irei fazer o CDAM e, mesmo, lendo seu post e as perguntas, ainda fiquei com dúvida se eu preciso também de um seguro viagem.

    Consegue me ajudar?

    Beijos,
    Glauber

Comments are closed.