Quando eu decidi vir para a Italia, há pouco mais de dois anos, não sabia muito bem por que Italia e nem o por que de querer me afastar do meu país, das pessoas queridas, da minha realidade, do meu mundo. Me lembro que cada vez que me perguntavam, eu dava uma resposta nova, diferente. Nem eu mesma sabia o que tinha vindo fazer aqui, visto que tinha tudo no Brasil: trabalho, amigos, uma família bem estruturada e muito querida… Era de imaginar que ninguém entendesse mesmo, se nem eu entendia.

Na semana passada tive o prazer de reencontrar os pais de uma grande amiga de infância. Já é um encontro emocionante por si só estar perto de pessoas que acompanharam tantas coisas da nossa vida. Mais ainda quando uma dessas pessoas é Paulo Gaudêncio, um dos psiquiatras com maior bagagem cultural do Brasil. Entre o nosso encontro filosófico e o DVD “Café Filosófico” que me foi presenteado e tive o prazer de assistir ontem à noite, cheguei a algumas conclusões.

Sim, realmente existiu uma crise que me fez atravessar oceanos. De um lado, foi uma crise pessoal, a mudança de uma etapa da vida, a saída tardia da adolescência. Mas também foi uma crise com o meu país. Uma crise com um Brasil que não respeita seus cidadãos, onde a gente se acostuma com medo, violência, insegurança. Se acostuma a ler nos jornais escandalos depois de escandalos que acabam nem escandalizando mais tanto assim. Se acostuma a pensar que é normal pagar imposto e depois ter que desembolsar verba também para o plano de saúde, ronda noturna na rua, escola privada.
Foi uma crise por ter que viver em uma nação que em época de eleição ameaçam dizendo que pode até virar ditadura, em pleno século XXI! De acreditar que se eu não me der bem na vida, posso morrer literalmente de fome porque a situação econômica do país muda rapidamente e não existe um Estado para me proteger. Enfim, eu estou realmente em crise com o Brasil-Estado.
Ainda bem que Brasil é mais do que isso, e ainda amo as belezas naturais brasileiras, e mais do que tudo, admiro essa gente que faz e acontece, apesar de tanta instabilidade, apesar dos pesares…
COMPARTILHAR
Artigo anteriorDesilusões…
Próximo artigoOnde fica…
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, atualmente colabora com a agência Caprionline. Dúvidas sobre a Italia são respondidas exclusivamente online. Escreva um comentário abaixo ou publique sua pergunta aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here