Dia 29 de junho é feriado em Roma: data de homenagear os padroeiros da cidade os Santos Apóstolos Pedro e Paulo. E nesta data especial acontece um evento que relembra uma antiga tradição que teve início em Roma: a Infiorata, quadros realizados com flores no chão da Via della Conciliazione com a Basílica de São Pedro como cenário.

Infiorata Histórica de Roma

Uma arte efêmera: a beleza dos seus quadros desaparece depois de um dia, deixando nos olhares dos espectadores a sorte de ter uma lembrança inesquecível e irrepetível.

Eu em 2016 admirando a beleza da Infiorata no final do dia 29/6

A primeira Infiorata Histórica de Roma foi realizada em ocasião da festa dos padroeiros de Roma no distante ano de 1625 organizada pelo responsável pelas flores do Vaticano, Benedetto Drei e seu filho Pietro. Era o período do Papa Urbano VII.
Depois da morte de Drei, o evento continuou com o grande Gian Lorenzo Bernini e foi nessa época que a “arte floreal de Roma ficou conhecida”, depois para os Castelos Romanos, Genzano e Genazzano. A tradição da infiorata começou a propagar-se a partir de Roma, mas exatamente em Roma desapareceu já a partir do final do século XVII.

Hoje a tradição volta no lugar onde teve origem, restituindo à cidade a maternidade de um patrimônio cultural e arte que vale a pena preservar. Esta sétima edição acontece graças ao trabalho da Pro Loco de Roma.

Onde e quando – Informações Práticas

A Infiorata de Roma acontece na Praça Pio XII e Via della Conciliazione, em frente a Basílica de S. Pedro.

Os preparativos para a VII Edição da Infiorata Histórica de Roma começam já na tarde do dia 28 de junho, com os voluntários que vão fazer os quadros com flores criando um tapete colorido que poderá ser admirado no dia 29 de junho com a Basílica de S. Pedro como pano de fundo.

Na quinta-feira, 29 de junho, às 09:30 da manhã acontece a solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo na Basílica Vaticana (confira no calendário oficial do Vaticano) e ao meio dia acontece o Angelus com o Papa.