Início Langhe Alba A beleza do passado: visita ao museu em Alba, em Langhe (Piemonte...

A beleza do passado: visita ao museu em Alba, em Langhe (Piemonte / Italia)

0

O Brasil é um país jovem, foi descoberto pelos portugueses apenas em 1500. Antes dos portugueses tinham os índios, mas a história do Brasil começa a ser contada a partir do “descobrimento” de Pedro Álvares Cabral.

Muitas vezes, mesmo que inconscientemente, pensamos ao homem do passado como um ser primitivo, que vivia de modo simples, sem nenhum tipo de luxo. Não sou uma especialista em antropologia, mas através das viagens a gente descobre que aqui na Italia a beleza era uma das questões importantes para o homem do passado.

Objetos do Museo Civico F. Eusebio na cidade de Alba

Durante a blog trip para a região de Langhe e Roero, no estado do Piemonte aqui na Italia tive o prazer de visitar o Museo Civico Federico Eusebio da cidade de Alba. E foi lá que me apaixonei pela delicadeza de um brinco de ouro encontrado na tumba 36 da necropoli longobarda de S. Albano Stura (Ceriolo). Imaginem que o brinco foi feito na primeira metade do século VII, ou seja, quase 1500 anos atrás! Não é uma loucura pensar nisso?Ao lado deste brinco estão expostos colares, brincos de prata, anéis e outros mimos que uma mulher moderna hoje em dia não abre mão.

A delicadeza de um brinco de ouro do século VII no museu em Alba

Quem acha que entretenimento é uma coisa recente se engana completamente! Também fiquei encantada com outros objetos encontrados no museu como por exemplo um tabuleiro chamado “Ludus Latrunculorum” (jogo dos mercenários ou ladrões). Trata-se de um jogo de reflexão e estratégia usado pelos antigos romanos, cujas peças tem nomes que lembram o ambiente militar da época, e os jogadores se sentem em um verdadeiro campo de batalhas. Não tive tempo de estudar o movimento das peças, mas lembra um tradicional tabuleiro de damas ou xadrez dos dias de hoje.

Tabuleiro “Ludus Latrunculorum”

No museu existem vários objetos históricos encontrados na região também conhecida como “Alba Pompéia”. Localizada do lado direito do rio Tanaro, a área teve papel fundamental graças ao porto que permitia as relações comerciais entre o norte da Italia e a costa da Liguria.

Um mapa que mostra a influência da antiga Alba Pompéia

Em Alba foi encontrada também uma cidade subterrânea que será aberta a visitas do público a partir desta primavera. Um verdadeiro prato cheio para quem gosta de história e é curioso.

Confira outros artigos sobre Langhe e Roero e organize o itinerário da sua próxima viagem:

- Barolo: a cidade do vinho fica em Langhe, no Piemonte

Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas; em janeiro de 2007 criou o BRASIL NA ITALIA. Em 2010 foi a responsável pelo blog oficial da Região Toscana escrito em inglês (http://www.turismo.intoscana.it/allthingstuscany/aroundtuscany) e atualmente trabalha com comunicação digital e tradicional. Dúvidas sobre a Italia são respondidas exclusivamente online. Escreva um comentário abaixo ou publique sua pergunta aqui.

0 COMENTÁRIOS

Responder