Essa é a regra número um para quem decidiu fazer as malas e vir passar uns tempos na Italia. Quem está acostumado a ter o conforto e suporte da família no Brasil, no início vai estranhar a vida de solitário na Italia. Pelo menos se você, como eu, decidiu que a partir de agora dependerá de você mesmo, do seu dinheiro, do seu trabalho.

Você provavelmente vai estranhar no início não ter carro, depender de transporte público, ter que pagar aluguel, comida, não ter aquele amigão aqui perto para te dar uma força. Encare como uma simples coisa passageira. E saiba que em muitos casos sofremos sozinhos. Nós que nos impomos certos limites.

Não abra mão das coisas que são importantes para você

– LOCOMOÇÃO
O transporte público não é tão mal assim se você souber interpretar a tabela de horários e evitar perder tempo esperando ônibus quando a plaquinha mesmo indica que não passará nenhum ônibus naquele horário. Entre na internet e imprima a tabela de horários, pelo menos daquelas linhas que te servem sempre. Você descobrirá que em muitos casos o ônibus é muito mais tranquilo do que ficar dirigindo no trânsito. Você não sabe, mas sim, o trânsito também existe na Italia. Sem falar no drama que é encontrar um lugar para estacionar o carro. Posso dizer pelo menos baseada em cidades que conheço bem, como Firenze e Milão. Mas se mesmo assim, depender de ônibus não é a sua praia…
… Você pode comprar uma bicicleta, um motorino ou mesmo um carro usado.Você pode dividir com algum amigo. Se você se informar bem, verá que existem opções acessíveis. Existe um seguro e revisões obrigatórias a pagar no caso do motorino e do carro, mas nada impossível. Não seja preguiçoso, vá atrás e relaxe.

– PEQUENOS PRAZERES
Talvez seja uma coisa minha, mas depois de passar anos e anos frequentando happy hours sem fim, não tem coisa que atualmente me entedie mais. Sem falar no dinheiro jogado fora. Depois da fase inicial de gastar meu tempo livre girando mil vezes pelo centro da cidade, ou indo ao supermercado, ou ao Ikea, descobri que tenho ainda mais opções.
Quando tenho tempo livre vou fazer uma sauna. Ou hidromassagem. Ou uma aula de Pilates. Vou descobrir como melhorar minha postura ou como me defender em uma aula de defesa pessoal. E ainda no verão posso relaxar mais ainda tomando sol a beira da piscina! Sim, amigos, aqui as academias de ginástica são verdadeiros clubes. Você vai para curtir e se divertir. E sem gastar tanto assim. Por cerca 580 euros ao ano (equivalente a €50/mês) posso fazer tudo isso em uma academia que nem é das mais baratas de Firenze, muito pelo contrário.
O que quero te dizer é: imagine qual a coisa mais bacana que você gostaria de estar fazendo, informe-se e você descobrirá que está longe de ser algo complicado e inacessível. Não se bloqueie e seja feliz!

– POR FAVOR, NADA DE LAMENTELAS QUE DEPOIS QUE CHEGOU NA ITALIA NÃO VÊ MAIS FILMES
Se não assiste mais nada é porque não quer. Ou por que decidiu se bloquear sozinho. Em cada esquina você encontra uma lojinha de Noleggio DVD. Em geral funciona assim: você faz uma tessera (cartão) por cerca de € 10 e depois pode alugar filmes em máquinas disponíveis 24 horas por dia a preços a partir de € 1,00 (depende se você fica com o DVD 6, 12, 24 horas ou mais de um dia…)
Outra coisa: existe Blockbuster na Italia. Neste momento as promoções estão horríveis, mas no fim do ano passado tinham boas ofertas. Por exemplo: você alugava um DVD por cerca de € 2,50 e podia devolver só dois dias depois. Faça uma sessão pipoca na sua casa e divirta-se.

LEMBRE-SE: O SEGREDO É NÃO ABAIXAR A CABEÇA. NÃO SE FAÇA DE COITADINHO, DE ABANDONADO. MEXA-SE. SE INFORME SEMPRE. NÃO TENHA PREGUIÇA. FAÇA AMIGOS, INCLUSIVE ITALIANOS. E SEJA FELIZ. VIVA A ITALIA E NÃO AS LEMBRANÇAS DO PASSADO.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorReconhece o "paraíso"?
Próximo artigoDreams
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, atualmente colabora com a agência Caprionline. Dúvidas sobre a Italia são respondidas exclusivamente online. Escreva um comentário abaixo ou publique sua pergunta aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here