Ao contrário do Brasil, onde os apartamentos e casas são vendidos com pelo menos uma vaga na garagem, em Firenze estacionar o carro dentro de um ambiente protegido, ou seja, uma garagem, é um verdadeiro luxo. Isso porque os prédios no centro, em geral, são antigos e nao incluíam essa modernidade na sua planta.

Mesmo as novas construções em áreas menos centrais costumam vir com pouco espaço para carros (talvez porque seja difícil construir no subsolo, talvez porque a lei nao permita, talvez para manter o mercado aquecido, chi lo sà?).

Eu já sabia que comprar uma vaga na garagem custava mais de 40 mil Euros, mas fiquei absolutamente chocada ao ler no jornal hoje que um box de 15-20m2 entre Duomo e Santa Croce custa entre 100 e 130 mil euros!!! E se preferir alugar? Prepare-se para desembolsar algo entre 500 e 600 euros ao mes!Por box entenda-se um espaço fechado, com um portão individual (que só o proprietario pode abrir) onde se estaciona o carro.

Na área de Peretola (aeroporto de Firenze) os valores sao mais acessiveis: 25 mil euros. Media de 28 mil em Ponte a Greve e Galluzzo. Isolotto, Novoli, Gavinana, Campo di Marte, Bellariva e Coverciano: 50 mil.

Firenze é uma cidade para usar transporte publico. Por isso sou a favor da construçao da Tramvia. Nao bastassem os semáforos pegadinha que fazem multas se você passar com o amarelo, os radares programados para uma velocidade ridícula em grandes avenidas (40-50km/h), a limitação de não poder entrar no centro com o carro, ainda existe a luta para conseguir estacionar o possante, mesmo que seja embaixo da janela de casa.

Carro por aqui serve para comprar água no supermercado, viagenzinhas eventuais para lugares gostosos de passear com o carro ou para se locomover em grupo (3 ou mais pessoas). Aqui a idéia de ter mais de um carro por família me parece algo realmente non sense.

2 COMENTÁRIOS

  1. Concordo que Firenze é uma cidade para se usar transporte publico, por tudo citado, e mais ainda por que as ruas sao muito estreitas e nao comportam o numero de carros da cidade.

    O problema ai é, o transporte publico aqui é péssimo, pago meu abbonamento a contra gosto porque sou honesto, mas nao vale metade do que cobram pois o serviço é dos piores que ja vi no mundo, e incluo ai a cidade onde morava no Brasil que tem o mesmo tamanho de Firenze, onde eu andava em onibus com ar condicionado sentado sem problemas, aqui eu ando parecendo uma lata de sardinha no 35, 30, 32, 31, 6, 17.
    Sempre.
    E ainda nao sei pq colocam horarios nos pontos de onibus se nunca respeitam, constantes atrasos ou o que acho pior, um descaso, passam antes… voce chegando no ponto e vendo o onibus indo embora…

    ahah desculpe, mas vc mexeu no meu ponto de odio mortal daqui, transporte publico.

  2. pra variar esqueci de assinar 😛
    Rodrigo Fante 😀
    tenho um blog novo
    rodrigofante.com/blog

    Abraços e seu blog esta cada vez melhor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here