Se antigamente turismo sexual parecia coisa de senhores de uma certa idade em busca de companhia, as coisas estão mudando. Jovens de 25 e 30 anos, na flor da idade, são agora os caçadores de aventuras sexuais que incluem o abuso de menores, com ou sem “troca comercial”. A Italia é um dos países que mais exporta esse tipo de turista e o Brasil um dos que mais recebem. O dado foi divulgado durante o terceiro congresso mundial que está acontecendo no Rio de Janeiro entre 25 e 28 de novembro (World Congress III Against Sexual Exploitation of Children and Adolescents).

“Nenhum país está imune, não existem espectadores inocentes a frente dessa tragédia global do nosso tempo” – alerta a diretora geral da Unicef Ann Veneman. O mundo se dividiria entre os que doam as vítimas e os que exportam os predadores. Explorados como Thailandia, Brasil, Kenia, Venezuela, Santo Domingo, Guatemala, Camboja, entre outros africanos e latinos. Exploradores Estados Unidos, Alemanha, França, Austrália e Itália (em quinto lugar).

O Congresso foi inaugurado com discurso do presidente Lula, que insistiu em sediar a terceira edição do evento e é destaque do site do La Repubblica. Esse evento, será capaz de mudar alguma coisa?

10 COMENTÁRIOS

  1. Speriamo serva a qualcosa , pensa che non volevo visitare il Brasile proprio per non incontrare miei conterranei facendo turismo sessuale , per fortuna invece ho conosciuto parecchi italiani che invece amano il tuo paese e fanno anche cose utili …

  2. @Celecelestino
    Onestamente mi sembrano parole, parole, parole… Il turismo sessuale esiste in Brasile perché ci sono le ragazzine che non hanno da mangiare. Se il governo brasiliano aiutasse il popolo ad avere il minimo necessario per sopravvivere, si potrebbe pure risparmiare il tempo sprecato in questo evento…

  3. Por muito tempo ouvi gozacoes de amigos milaneses dizendo que no Brazil soh tem traveco porque todos os travecos em Milao sao brazileiros. Mas eh claro que sim, se estao todos em Milao eh porque os milaneses sao seus melhores clientes… Os italianos chegam no Rio e soh querem ir a Copacabana e a Help, lugares horriveis onde soh tem prostituicao, e depois reclamam.

  4. Triste saber disso…

    Em junho estive em Recife e, num belo dia de sol, vi atras de mim dois alemaes com tres mocinhas que deveriam ter entre 15 e 20 anos, até menos. Uma das minhas colegas da faculdade me disse uma vez que tem vergonha dos italianos que vao ao Brasil e outros paises para turismo sexual. E eu respondi a ela que eu tinha vergonha do governo que permitia este turismo e, o pior, nao dava educaçao e salario humano para essas pessoas.

  5. Exatamente: turismo sexual existe porque falta educaçao e emprego.

  6. Pois é, sempre digo que no Brasil falta educaçao. Emprego também, mas se tivesse educaçao haveria mais colocaçao profissional.
    A proposito di turismo, ontem estava lendo um capitulo do livro que estou estudando que fala de turismo pos-moderno. E falava de turismo responsavel, de um grupo de turistas italianos que foi para o Senegal. La eles tiveram contato com as familias senegalesas, com as ONGs locais e tiveram a oportunidade de conhecer as tradiçoes locais e, acima de tudo, de orientar os habitantes a recusarem o turismo sexual. E além do mais, a ida deles acabou por movimentar a economia local.

  7. Pois é pessoal…
    É tudo verdade aquilo voces dizem. O dia em que nosso país conseguir resolver os problemas sociais como educação e saúde, conseguirá também acabar com esta dura realidade.
    Algum tempo atrás, estive visitando alguns lugares do Nordeste do Brasil para organizar um congresso médico. Em uma de minhas visitas, visitei um resort lindíssimo, que trazia a bandeira de uma grande cadeia de hoteis na Europa. Era fora de época e o hotel estava vazio. Achei muito estranho e por isso começei a perguntar aos moradores da comunidade local, o que eles sabiam sobre aquele hotel. Resposta: Este Resort abre nos meses de Junho à Setembro, quando os voos chartes chegam da Italia, lotados de turistas italianos (na maioria operários) que vem fazer turismo sexual no Brasil.
    Eu amo a Italia de paixão. Vou a Italia várias vezes por ano a trabalho e aquilo que vejo, ouço e presencio no dia-a-dia me faz pensar porque os italianos vem ao Brasil gastar seu dinheiro, se as italianas são lindas e fáceis também? Talves porque para conquistar uma mulher italiana é preciso ter dinheiro… levar em bons restaurantes, dar jóias, viajar, etc… Muitas delas se prostituem dentro da propria casa quando dizem aos seus maridos: Eu quero isso… ou não durmo com voce! Isso não é prostituição?

  8. Estou lendo um livro de um ragazzo italiano que foi passar férias no Brasil, nos arredores de natal e existe realmente uma descrição grande sobre prostituição "e como as coisas funcionam por lá", que admito é um pouco chocante. A parte interessante é que o próprio jovem se diz meio chocado diante do que vê. Assim que acabar o livro, quem sabe escreva a respeito…

    Já a comparação entre vida de marido e mulher e prostituição me parece um pouco infeliz. Me pergunto quantas esposas dizem aos seus maridos "eu quero isso ou não durmo com você". Eu nunca vi nada do gênero e acredito que na vida de casal existam muitos outros sentimentos relacionados e não apenas o sexo.

    Podem até existir mulheres que casam por dinheiro, mas acredito que sejam um minoria e façam parte de um nicho muito especial.

    Sobre as mulheres italianas, tenho a sensação que o jogo de conquista dure muito mais tempo do que no Brasil… e as relações quando se formam também são mais estáveis do que no Brasil. Mas esta é só uma minha impressão…

    De qualquer modo, eh sempre bom poder trocar ideias e discutir por aqui. Adoro!
    Abraços a todos,
    Babi

  9. isso é verdade

    Sobre as mulheres italianas, tenho a sensação que o jogo de conquista dure muito mais tempo do que no Brasil… e as relações quando se formam também são mais estáveis do que no Brasil. Mas esta é só uma minha impressão…
    (2)

    pra quem não quer nada sério. as italianas fazem cu doce.

Comments are closed.