A notícia foi divulgada em todos os jornais italianos e trata-se da mais nova polêmica do momento: o senado acaba de aprovar uma lei européia que elimina a obrigação de um conteúdo mínimo de 12% de suco de laraja nas laranjadas. Os agricultores estão furiosos e dizem que é um dano para a saúde e para os negócios.

A primeira impressão é que se trata de mais uma reclamação de quem não tem o que fazer. Mas parando para refletir, podemos imaginar o prejuízo para os agricultores que vivem da produção de laranja, e passarão por uma redução consistente de venda em uma época dita de crise. Ainda por cima, a prejuízo do consumidor, que perde em qualidade do produto.

Para quem quiser saber mais, confira algumas das manifestações: artigo no jornal La Nazione e discussão em outro blog

6 COMENTÁRIOS

  1. Que absurdo! Bom, ultimamente eu tomo suco natural, mas nao é sempre que conseguimos fazer suco natural de laranja, ainda mais quando viajamos.

    E por que esta diminuiçao? Ja tinha pouca laranja mesmo nos sucos artificiais, agora querem reduzir mais?

  2. Pra que isso? Titar a laranja da laranjada? É facil! não mais comprar e tomar! Assim, talvez recuem dessa bobagem…um beijo,chica

  3. Bom, já fazem suco de uva sem uva, de maçã sem maçã, e por aí vai…
    O que mais se vê é “aroma artificail de…”.
    Só espero que algum dia não acabem com a laranja e as frutas me geral, porque do jeiro que a coisa vai, no futuro só vamos comer comida insdutrializada e “laranjada sem laranja!
    Bjs

  4. Que gente doida!
    Ao invés de lutar por graos menos trangenicos, verduras menos agrotoxicas e carnes com menos hormonios, ficam regulando mixaria!!
    Eu hein!

    Se voce me permite, B., também vou publicar uma notinha sobre o mesmo tema no meu Mundo, ok?
    Beijo.

  5. Pelo jeito político é igual em qualquer parte do mundo. Veja só o que eles são capazes de fazer para que os jornais tenham assunto a publicar que não retrate somente a crise.

    Primeiro elminao a obrigação da laranja na laranjada (realmente muito estranho). Depois retornam a obrigação e provavelmente vão dizer que fizeram isso em proteção aos agricultores.

    É… pelo jeito, se cobrir vira circo, se cercar vira hospício.

  6. Tudo muito estranho… estranaho que eles se preocuem com isso num momento desse, estranho na Italia, aonde existe o mov ‘slow food’ e se fala tanto de comer alimentos saudáveis… Parece falta de assunto para os jornais mesmo né?

Comments are closed.