Considerado uma das mais importantes instituições acadêmicas da Itália, o Horto Botânico (Orto Botanico) de Palermo é uma opção diferente para incluir na sua programação cultural na cidade.

Minha visita ao Horto Botânico de Palermo

Eu tive o prazer de visitá-lo internamente pela primeira vez em abril de 2013, em um dia maravilhoso de sol e céu azul. Mas abaixo vocês podem ver uma foto que tirei em julho de 2021.

A entrada do Jardim Botânico de Palermo
A entrada do Horto Botânico de Palermo

O Horto Botânico de Palermo existe há mais de duzentos anos e permitiu o estudo e a difusão, na Sicília, na Europa e em toda a área do Mediterrâneo, de diversas espécies vegetais, muitas de origem tropical e subtropical.

Logo que entrei notei um corredor de árvores cheias de espinhos, sem folhas (era ainda início da primavera) e com um tronco gordinho, como se a árvore tivesse uma barriguinha. Pensei: “olha que diferente, da onde serão essas árvores?” E eis que ao ler a plaquinha com as informações… eram árvores brasileiras, da região de Minas Gerais!

O corredor de árvores diferentes: da onde são?
O corredor de árvores diferentes: advinha da onde são?
O detalhe dos espinhos no tronco das árvores
O detalhe dos espinhos no tronco das árvores

Visitar um Jardim Botânico é uma boa ocasião para reparar nas plantas, árvores e flores e se maravilhar com a natureza. Por exemplo, a questão das mexericas.

Na Itália, as mexericas em geral são pequenininhas, cabem tranquilamente na palma da mão. No Horto Botânico de Palermo existem diversos tipos de plantas de mexericas e foi bastante interessante descobrir que na Ásia existem mexericas enooormes, praticamente enchiam as minhas duas mãos.

Fiquei morrendo de vontade de experimentá-la, mas fiquei só na vontade mesmo… porque a recomendação é só de olhar e não levar nada para casa. Essa é uma das regras do regulamento do Horto Botânico de Palermo.

Outro tipo de árvore que achei bastante interessante era uma tal de Dracaena draco das Ilhas Canárias, essa que você vê na foto abaixo. Com esses troncos enormes e gordinhos e poucas folhas verdes compridinhas.

Dracaena draco das Ilhas Canárias no Horto Botânico de Palermo
Dracaena draco das Ilhas Canárias no Horto Botânico de Palermo

O horto botânico de Palermo em números

Hoje o Horto Botânico ocupa uma superfície de cerca 10 hectares, com coleções de plantas vivas em terra e em vasos por um total de 12 mil espécies, além de plantas secas que são conservadas no Herbarium Mediterraneum com amostras históricas de diversos países e regiões do mundo.

O tronco do grande Ficus Macrophylla de 1845, símbolo do horto botânico de Palermo
O tronco do grande Ficus Macrophylla de 1845, símbolo do horto

jardim_botanico_palermo04

Jardim Botânico de Palermo

O Museu do Horto Botânico de Palermo

Além da ver as diferentes espécies de plantas, existe uma pequena área onde encontra-se um museu com informações interessantes sobre a história do Horto Botânico de Palermo, inclusive com livros antigos como por exemplo uma edição de 1696 escrito por Francesco Cupani com o título de “Hortus Catholicus”.

Museu do Horto Botânico de Palermo
jardim_botanico_palermo12
jardim_botanico_palermo13

Lá por exemplo você vai descobrir que em 1946 tinham previsto de abrir uma rua bem em meio ao horto botânico de Palermo, que o destruiria de maneira grave. Começou então uma batalha com protestos escritos e verbais organizada pelo prof Bruno contra o Ufficio Tecnico do Comune di Palermo e somente em 1957 foi escrita uma carta de resposta ao prof. Bruno garantindo a integridade do horto.

Este é para mim um exemplo para reflexão: já pensou se anos de trabalho, estudo, ao longo de gerações tivesse sido destruído? Será que muitas vezes, em nome da “modernização”, acabamos destruindo uma parte da nossa história? Existe algum caso semelhante na sua cidade?

A fauna no Horto Botânico de Palermo

Durante o meu passeio também tive a oportunidade de ver diversos tipos de borboletas, como essa abaixo, que posou para ser fotografada por mim.

jardim_botanico_palermo14

E também encontrei um papagaio! Aliás vários. Quer dizer, se parecem com papagaios, agiam como papagaios, imagino que sejam papagaios! Consegui tirar uma fotinho de um deles, que ficou olhando para mim.

jardim_botanico_palermo08

 Como chegar ao Horto Botânico de Palermo

O Horto Botânico fica ao lado da Villa Giulia, um dos jardins públicos mais bonitos de Palermo.

A entrada fica na Via Lincoln, 2 

O horto botânico fica a 600 metros da estação ferroviária central de Palermo, em direção do mar, na via Lincoln. Quem vem do aeroporto pode chegar tranquilamente seja de trem como com o ônibus que vem e vai para o aeroporto.

É possível chegar ao Horto Botânico com a linha A do ônibus turístico Palermo hop-on hop-off.


Ver o mapa em tamanho maior

Ingressos Horto Botânico Palermo

Os ingressos para o Horto Botânico podem ser comprados na hora na bilheteria ou online.

Ingresso: 7 euros (ingressos vendidos online pela CoopCulture)

Quando abre o Horto Botânico de Palermo

1º de NOVEMBRO – 28 de FEVEREIRO
Das 09:00 às 17:00

Todo mês de MARÇO E OUTUBRO
Das 09:00 às 18:00

Todo mês de ABRIL E SETEMBRO
Das 09:00 às 19:00

1º de MAIO – 31 de AGOSTO
Das 09:00 às 20:00

Fecha apenas no dia 25/12 e 01/01.

Tel. (+39) 091.23891236 ou (+39) 091.23891249

E-mail: botanica@unipa.it

Mais informações: http://www.ortobotanico.unipa.it/

Está programando uma viagem a Palermo? Então esse artigo é para você: 7 ótimos hotéis em Palermo.

Parceiros:

RESERVE SUA ACOMODAÇÃO AGORA

Reserve sua hospedagem na Italia, no Brasil ou em qualquer outro país do mundo com nosso parceiro Booking.com!

Você encontra as melhores ofertas e ainda colabora com o nosso site. Obrigada!

RESERVE TRANSFERS E TOURS ONLINE

Reserve transfers, tours e excursões na Italia e no mundo com a nossa parceira Get Your Guide

Artigo anteriorComo foi o show da Radio Italia Live em Milão ontem
Próximo artigoA noite dos museus na Itália – 18/05/2013
Barbara Bueno - brasilnaitalia
Barbara Bueno é uma jornalista brasileira que mora em Florença desde março de 2005. Foi para a Toscana em busca das suas origens italianas. Em janeiro de 2007 criou o blog BRASIL NA ITALIA. Já trabalhou como content manager para a Regione Toscana, obteve habilitação como assistente turística e foi proprietária de agência de viagem na Italia (até chegar a pandemia...). Hoje se interessa por criptomoedas e voltou a fazer o que mais gosta: buscar novidades, visitar lugares interessantes e escrever! Se você tem uma dúvida sobre a Italia visite a seção Dúvidas sobre a Italia.

6 COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS:

Please enter your comment!
Please enter your name here