Recebi uma outra pergunta de um leitor perguntando quais faculdades de Direito eu posso recomendar aqui na Italia. Bem, minha resposta é: nenhuma! Não vejo motivo para aprender direito na Italia se depois você vai voltar a morar no Brasil. As leis da Italia são diferentes do Brasil. Você está escolhendo um curso daqueles que eu chamo de “regionais”, que tem sua força no país onde você aprende. Acho que só vale a pena estudar direito na Italia se você pensar em morar na Italia para o resto da sua vida!



Na minha opinião, são muito poucas as faculdades que valem a pena cursar aqui. Eu recomendaria apenas faculdades como Arquitetura, Moda, Design porque o berço da arquitetura, da moda e do design são italianos. Lógico, o direito também é, se a gente pensa que tudo teve início com o direito romano. Só que as leis se referem a um país em específico. E a moda é uma coisa internacional.

Por que você não vem primeiro para fazer um curso de italiano e tirar um tempo para “pensar” na vida e depois decide o que fazer? Pode ter certeza que você não estará “perdendo” tempo, só ganhando experiência.

40 COMENTÁRIOS

  1. Minha esposa e eu acompanhamos o blog, pois planejamos mudar para a Itália por questões profissionais. Estamos pensando em Milano(e arredores) ou Florença(idem).
    Qual a opinião do blog sobre estas cidades (clima, tamanho, facilidades, etc..)? Grato

    Jose Julio

  2. Sabe eu li o seu post (Leitora pede ajuda em Firenze) gostei muito dele ,e penso que vc fez a coisa certa ,1 por que vc nao conhece ,2 porque penso que tem brasileiro com esse bicho de querer as coisas ja no prato!!!tudo acomodado .
    Realmente è verdade tudo que vc escreveu ,aqui a Pisa por exemplo tem muitos braileiros que vive so com braileiros ,falam so portugues e comem arroz com feijao( rsrs feijao è bom nè)è proprio umna comunidade de braileiros .
    Mas pior è alguns braileiros para o meu gosto ,a mentalidade nao muda , eles nao vejam hora que chega sabado pra beber uma cervejinha!!!…
    beijos

  3. Boa essa , vou falar com um amigo meu que est´s estudando itáliano pra vir na Itália estudar direito… E mais , mandarei o link do seu site pra ele. Abraços

  4. OLa, gostaria de obter infos, sobre escolas p´´ublicas, como consseguir permissão de estudos, trabalho, e essas coisas!
    estou indo para ai agora no fim do mÊs!
    estou lendo tudo q posso em italiano pela net, treinando!
    vamos ver =]
    PS: como esta ai para quem vai na intensão de imigrar, e viver por ai?!
    trabalhar, estudar, casar… rs..
    Ps2:estou no colegial, segundo ano!

    Ps3(rs…): meu nome é Felipe, meu mail é: aerolipe@hotmail.com

    obrigado

  5. ola, faco faculdade de direito, e gostaria de saber se vcs conhecem algum curso complementar que eu possa fazer na italia? mais especificamente em florence!?
    obrigada
    viviane

  6. eu queria sabe como posso fazer uma facul na italia?
    q tipo de documento p levar?
    oq tenho q fz no brasil?
    eu queria ir p florença pq meu primo esta la…
    mi manda um email
    rafa_korps@hotmail.com

  7. Gostaria de dizer que quanto a estudar Direito na Itália não seria uma pessima idéia para casos de Doutorado, Mestrado ou até mesmo pós, pois no campo do Direito há diversas áreas que podemos utilizarmos desse conhecimento estrangeiro e um exemplo mais simples seria o Direito Internacional, disciplina dada na faculdade ou Direito Desportivo tb já que envolve transações dentre clubes de vários países então não seria o Direito enquadrado em um curso diriamos “REGIONAL” pois é ampla sua área de atuação tanto no Brasil quanto no Estrangeiro.

    mas muito bom seu blog.

    Abraços,

    Caio Campos.

  8. Olá
    Achei super bacana a iniciativa de montar esse blog, mas tenho que discordar desse comentário em relação aos cursos de especialização em Direito na Itália. Ao contrário do sugerido, os cursos de especialização na área de Direito(pós, master e doutorado) são considerados como sendo os melhores do mundo, inclusive para estrangeiros, sobretudo no que toca ao Direito Processual Civil e Direito do Trabalho.
    Ao contrário do que possa parecer para um leigo na área, vale muito a pena estudar Direito na Italia sim!!!
    Aliás, os mais renomados doutrinadores de Direito do nosso país estiveram pela Itália antes de escrever aqueles belos tratados que utilizamos em nosso dia-a-dia nos escritórios…
    Com essa pequena ressalva, achei as dicas do blog fantásticas! Parabéns pela iniciativa
    May

  9. @ May
    Um ponto de vista de alguém da área é certamente um valor agregado para este post e para o blog. Até a próxima.

  10. POR FAVOR GOSTARIAM QUE ME RESPONDESSE:

    EU TENHO O CURSO COMPLETO DE DIREITO REALIZADO AQUI NO BRASIL, SE EU FOR PARA A ITÁLIA, TERIA COMO APROVEITÁ-LO AO MENOS PARA ENTRAR EM ALGUMA EMPRESA? OU NÃO VALE DE NADA ESTE CURSO AÍ NA ITÁLIA?

  11. @Anonimo
    Se a sua praia eh o direito, recomendo acompanhar o blog ttp://studioillegale.splinder.it

    Reconhecer os titulos de estudo na Italia nao eh muito simples. Prepare-se para um processo que pode demorar mais de um ano.
    Com a seu titulo de universidade reconhecido voce precisara depois se inscrever em uma especie de Ordem dos Advogados, com algumas provas.

    Talvez uma outra opçao fosse conseguir um emprego no Brasil e ser transferido para a Italia, mas ai eh melhor descobrir alguem que passou pela experiencia e pedir uns conselhos. Nao sou essa pessoa. 😛

    Boa sorte!

  12. Olá.. eu curso Design na Ufma e pretendo fazer meu mestrado em Milão, na Itália, e minha esposa é bacharel em Direito, nós pretendemos também morar, na Italia, ou outro pais da Europa, mas como ficaria a situação dela??
    ela tinha q fazer o curso novamente na Itália? ou pode fazer mestrado, doutorado, PhD, e dar aula lá, advogar, trabalhar em alguma empresa??
    vcs podem me ajudar?????

    mtu obrigado

  13. Talvez ela consiga fazer um mestrado, informe-se diretamente com a escola que oferece o curso.

    Na Italia as coisas sao um pouco estranhas: se uma pessoa faz um master privado de 10mil euros, basta apresentar os documentos legalizados pelo consulado. Se eh para reconhecer o diploma, deve refazer metade da faculdade…

  14. VISITEM O BLOG:DESTRUIDORESDELARES.BLOGSPOT.COM

    NÃO DEIXEM QUE GOVERNANTES TOTALMENTE MAL INTENCIONADOS CULPEM VOCÊS.
    HISTÓRIA VERÍDICA DE RICARDO PEREIRA DA COSTA

  15. Faculdade tem q ser aqui!
    O q tem de Italiano mafioso no nosso Brasil não é brincadeira em Natal Rio Grande do Norte e Bahia é só o q tem Italianos Mafiosos.
    Então fazer direito no Brasil defender Italianos no Brasil!!!!!

  16. Caso não queira fazer a faculdade, faz como o cara acima um tal de RUY RODRIGUES ele não teve competência para fazer faculdade mas vive circulando na Bahia, Aracajú e Brasília usando a carteira da OAB-BA do seu falecido pai. Por isso você na vida tem uma outra opção ser um estelionatário como RUY & Cia. E pode ter certeza que você vai arranjar um monte de mulher vagabunda e bandida para te acompanhar nessa trajetoria de bandidagem. Na Itália chamam esse tipo de mafioso mas no Brasil chamamos de bandido, safado, cafajeste, pilantra, golpista, marginal, crapula, estelionatário, 171, crimonoso, etc

  17. Concordo plenamente com os colegas que fizeram referência aos cursos de mestrado/doutorado/especialização na Itália. O Direito brasileiro tem larga base no Direito Romano e muitas teses doutrinárias (leia-se mormente vindas de linhas de pesquisa)advêm da Itália. Diversos Magistrados, Promotores, Ministros do STJ e STF, etc têm formação (mestrado, doutorado, etc) na Itália.

  18. olá, termino o curso de direito agora em dezembro e em janeiro mudo para a Itália, podem me dá uma idéia de como devo proceder para estudar quando adquirir cidadania italiana?obrigada!

  19. Gostaria e saber se vale a pen fazer um pós graduação em direito na italia

  20. Olá! Estou pensando em mudar para a itália para fazer o curso de direito lá, e logo depois ficar lá permanentemente já que as leis são diferentes do nosso país!!!Mas gostaria de saber o quesito de Remuneração, advogados lá são bem remunerados??[

    Se pudessem respondam no meu e-mail
    davi200994@hotmail.com

  21. Ir pra Itália pra se graduar em direito e depois voltar ao Brasil é bobeira, entretanto ir pra lá a fim de cursar doutorado em direito é diferente, porque no doutorado se trabalha princípios e dogmas que motivam as leis em todos os países, bem como, o pesquisador pode elaborar seu trabalho estabelecendo comparação entre as ordens jurídicas brasileira e italiana.
    Então fazer doutorado em direito na Itália é uma boa sim.

  22. Olá !
    Estou formando em Direito no Brasil, mas pretendo morar na Itália, quero saber se tem como eu ser advogada na Itália, se tenho que fazer um curso, ou cursar a faculdade novamente, gostaria de saber sobre esse processo.Muito obrigada! ahh e sim pretendo fazer um mestrado e/ou doutorado, mas antes quero saber se tem como eu advogar, qual é o caminho que tenho que percorrer caso resolva advogar na Itália. Obrigada! Eliene

  23. Achei interessante encontrar este site pois respondeu a maioria de meus questionamentos em relação a morar na Itália.
    Minhas dúvidas são:

    Reconhecido meu diploma e eu querendo fazer a metade da faculdade na Itália para, se possível, advogar por lá, quantos anos ainda deveria cursar?

    Consigo arranjar um emprego (mesmo que não dentro do direito) que me possibilite morar e me manter na Itália? Não faço idéia de como seja o mercado profissional por lá.

    Agradeceria imensamente de sanar essas dúvidas!

    Obrigada!

    danybunier@hotmail.com

  24. ola dany ….ti respondo rsrsrrss vem mas vem preparado como si vc foçe pra uma guerra rsrsrs a luta vai ser grande vio rsrsrs o custo de vida e di mas no final nao cosegui fazer quaze nada e ainda passando umilhaçao com essa gente ….

    lugar melhor melhor ke o brasil nao existe abraços

  25. Ola, pretendo ir para a Italia em Janeiro/2012, sou graduada em economia e MBA em Economia e Politica Internacional, gostaria de saber se com o MBA é possivel ir direto para o doutorado na Italia? Andei lendo mas nao entendi muito sobre Laurea Especialistica/ Magistrale etc…
    Obrigada
    Lane

  26. Bom, o blog é muito legal.

    Porém, quanto a idéia de estudar direito na Itália, talvez pudesse ter sido mais bem explorado. Entendo a opinião do autor e, antes de cursar direito, pensava assim também. Oras, se as leis variam conforme o país, pra que estudar as leis de outro país?

    Mas quando falamos em estudar pós graduações, especialmente strictu sensu, mestrado e doutorado, não estudamos propriamente as leis. Estudamos as doutrinas, as idéias e tudo (doutrinas essas que inspiram leis e servem, e muito, para solucionar casos concretos). Então, considero ser interessante estudar fora do país sim. No caso especial da Itália, é o berço do Direito Processual e do Direito Empresarial (embora este ultimamente seja invadido pelas tendências americanas).

    Recomendo em especial a faculdade de Bologna para quem quiser estudar Direito Processual. É a melhor do mundo. Quanto ao direito empresarial, gostaria até de sugestões… Um abraço…

  27. Olá Sergio,
    Obrigada pela mensagem.
    Admito que mudei de opinião de 2008 para cá. Concordo com você. É quase o caso de reescrever o artigo, mas fico meio na dúvida se o reescrevo ou se escrevo um novo post.
    O que você acha?
    Aliás, você estudou aqui na Italia? Tem alguma experiência interessante para dividir com a gente?
    abs
    Barbara

  28. Estou pensando em fazer um curso de doutorado em direito na itália e gostaria de saber se há bolsas disponíveis e como faço para concorrer a estas, em janeiro estou indo a Florença aprimorar o meu italiano e penso em ver algumas universidades. Alguma dica

  29. Um esclarecimento. Não existe curso de mestrado na Itália. O que eles chamam de “Master” lá não corresponde ao nosso mestrado. Trata-se de um curso de um ano apenas que visa ao preparo para o mercado de trabalho e, portanto, é marcado por um forte viés “regional”, já que o curso se adapta às necessidades de mercado da região. Já o curso que eles chamam de “laurea magistrale” também não é um mestrado, pois corresponde ao segundo ciclo de formação de uma graduação trienal (modelo 3=2), na qual o estudante recebe dois diplomas, um ao terminar o primeiro ciclo (trienal), outro ao terminar o 2º (bienal). Este corresponde a um aprofundamento daquele, mas não é uma pós-gradução “strictu sensu”. O brasileiro, com uma graduação de 5 anos, já pode fazer um curso de doutorado direto, sem precisar fazer um mestrado.

  30. no longo da minha vida aprendi que estar sentado pensando, isso sim torna as coisas dificeis, conheço a italia e como todo o pais existem pontos positivos e negativos. As vantagens de estudar em um pais europeu é muito grande, o brasil tem um acordo que é o tratado de porto seguro, esse tratado da aos brasileiros em portugal a igualdade de direitos, so em portugal.
    se obtiverem uma bolsa de estudos ou se tiverem condiçoes de estudar na europa, uma de estar aprendendo a lingua cultura desse pais, tem a vantagem que depois de laureado exercer a profissao em portugal beneficiando-se desse tratado de porto seguro.Isso caso nao se adaptarem no pais onde concluiram os estudos. se por algum motivo quizer retornar ao brasil existe o exame da OAB. muitos diram ha é dificil? sim é muito dificil para quem é estremamente pessimista, nao para quem teve a coragem de viajar estudar fora, que aprendeu outra cultura idioma. etc.
    direito é a area que gosto e estudarei na holanda, porqué existem beneficios a universidade é em inglés, e uma de estudar no pais que é a sede do direito internacional,olhem a vantagem enquanto se estuda, se aprende a falar e a escrever fluentemente o inglés e o holandes. depois de formado amore mio o conhecimento nem comento.PAra os interessados em estudar na holanda existe no brasil a Nufic, que é parte do ministerio da educaçao holandes no brasil e em outros paises em desenvolvimento.procurem a embaixada da holanda e enformem-se dos cursos. lembrem-se vale a pena esperar a resposta e confiem na vossa capacidade, uma véz aceito you welcome in holland. se alguém precisa de encorajamento ou alguma informaçao que estiver em meu alcance por favor escreva-me, nao sou pai de santo kkkkkkk, mas tenho um coraçao com vontade de ajudar obrigado. E tenham fè na vossa capacidade e acreditem em vosses mesmos e deixem quem fala que é dificil, pois para eles sempre serà pois nunca tentaram.

  31. OLá…estou indo para a Itália, estou reconhecendo meu diploma universitário e minha profissão de advogada junto ao Consulado Italia…tive uma idéia…me inscrever em POrtugal como advogada, e depois transferir para a Itália sem ter que fazer o exame de Ordem…o que vcs acham?? seria posível??

  32. Anita,
    Parece uma boa idéia.
    Eu nunca testei, mas se você fizer isso, depois conta pra gente como foi.
    Um abraço,
    Barbara

  33. Oi gente 🙂 adorei esse site pena que as informações que eu queria não estão nesse blog 🙁 Eu so brasileiro mais moro na italia desde que ero pequeno e só formado em Direito na Itália ( laurea magistrale in giurisprudenza) mais esto pensado da muito tempo de ir a morar no Rio . A única dificuldade é que não sei se a mia formatura tem validade no brasil, posso fazer uma homologação? Posso ter direito a cursar doutorado em brasil ?
    Grazie in anticipo .

  34. Oi Thiago, em qual universidade você estudou? Quero muito cursar algumas disciplinas do meu curso de direito na Itália, aceito recomendações de escolas. Me agrada estudar em Milão, me ocorre a Católia de Milão. O que acha Thiago, o que pensam sobre isso pessoal do blog?
    Além disso quero solicitar uma bolsa. Sou cidadã itálo-brasileira. Por onde começo? Peço aqui, no consulado? Na Itália, na universidade, na região ou no ministério? Se puderem me ajudar. Não sei por onde começar.

    Obrigada,
    Abs,
    Ângela

  35. Olá, boa tarde Barbara; gostaria de saber se existe a cadeira de direito desportivo nas universidades Italianas, e quais são ás UNIVERSIDADES QUE OFERECEM ESTÁ CADEIRA. abs

  36. Boa tarde a todos, vejo que a grande maioria das pessoas que tem interesse em sair do País são ou estão para se graduar.
    Porém tenho notado que algumas pessoas não tem o domínio de sua língua mãe, pessoas que estão no curso de direito e não sabem pronunciar o verbo, e quer ser juiz de direito. Desta forma fica difícil sair do Brasil para passar vergonha lá fora, sugiro que aqueles que não estiverem preparados para este tipo de mudança tão radical fiquem em seu país, será a melhor e maior decisão tomada.
    informo que este comentário não é para todos. Boa sorte a todos.

  37. Olá Gilson,
    Você é advogado? Em qual país mora? Que experiência pode compartilhar conosco?
    Sabe, tem italiano que escreve em português e pode fazer erros de gramática, tem brasileiros que moram há anos na Italia e podem escrever errado também. E tem brasileiros que infelizmente não tiveram acesso a educação de qualidade no Brasil porque no Brasil o ensino público deixa a desejar.
    O meu blog serve para estimular a discussão, troca de opiniões e conhecimento.
    Agregar valor. Não serve para desvalorizar pessoas.
    Adoraríamos saber que informação você pode dar para o grupo para enriquecer a nossa conversa.
    Saudações da Toscana,
    Barbara

  38. Olá Barbara!
    Acompanho seu blog e gosto muito.
    Aproveitando sua gentileza em compartilhar informações…
    venho te perguntar se saberia algo sobre o curso de arquitetura na Itália?
    Tenho algumas duvidas sobre o Laurea 3 anni e o Laurea magistrale 5/6 anni no que diz respeito ao curso de arquitetura, não entendendo se depois de 3 anos já se tem algum “titulo de formação” ou se para obter algo é só depois de 5 anos como no Brasil.
    Ficaria muitíssimo grata por qq informação.

    Tudo de bom para vc!

Comments are closed.