1) A dificuldade em encontrar um trabalho que realize. Sim, existe emprego na Italia e acho difícil que alguém morra de fome. Mas não é simples conseguir os melhores empregos. E vou contar um segredo: você pode ser ótimo e brilhante, mas por aqui funciona o Quem Indica. Se não te recomendarem, talvez você nunca tenha chance de chegar lá. Entre um candidato brilhante sem recomendação e um regular com recomendação será contratado aquele recomendado. E isso em toda Italia, sem distinção entre norte e sul, muito embora no sul talvez seja ainda pior. Por isso: trate de conhecer as pessoas certas!

2) O custo absurdo para morar. Comprar uma casa nos dias de hoje é quase coisa de maluco. Veja só, outro dia fui ver um micro-apartamento de 30 metros quadrados. Era bonitinho, mas o prédio foi construido na década de 60, o que significa que precisa de um pouco de reforma. Um quarto, uma cozinha e um banheiro. Chuta o preço… 180 mil euros. Sim, CENTO E OITENTA MIL EUROS. Ou você vira um jogador de poker profissional, ou começa a estudar o campeonato de futebol e acerta todas as scommessas, ou você pede para mamãe. Com um emprego normal absolutamente não vale a pena porque você vai virar um escravo do mutuo (financiamento).

3) O atual primeiro ministro. Prefiro nem pronunciar o nome. Não consigo entender com votaram no partido dele. Realmente. O tal é um empresário que conseguiu se tornar um dos homens mais ricos e poderosos da Italia porque entrou para a política e mudou todas as leis ao seu favor. Aliás, está governando há 2 meses e já tem um pacotinho aí para que não possa ser condenado pelos processos contra ele na justiça enquanto for do alto escalão do governo. E o dito tem planos “secretos” de continuar no comando por muito tempo…

4) Uma certa ignorância ecológica. Você desce uma trilha para chegar em uma praia maravilhosa e vê um monte de lixo que as pessoas deixam lá. E quantos italianos eu já vi que jogam de tudo pela janela do carro. Sim, existem as frequentes lavagens da rua, mas vamos ser honestos, até a próxima “pulizia” o lixo fica lá, ao Deus dará. E a reciclagem então. Existem as lixeiras especiais “plástico, vidro e alumínio”, “papel”, “orgânico” e “comum”, mas muita gente simplesmente não se dá ao trabalho de separar provavelmente porque não foram educados nesse sentido.

5) Uma imigração recente um pouco descontrolada. Acho que é natural que o ser humano seja um pouco nômade e vá sempre em busca de algo novo em uma outra região do planeta. Mas acredito que imigrar significa se integrar. No Brasil, árabes, judeus, católicos e budistas convivem em harmonia. Aqui não é bem assim. Nem sempre as relações são tão pacíficas com muçulmanos, chineses, ciganos e outros povos que vêm morar no Belpaese e se recusam a reconhecer as leis e costumes italianos.

6) As praias a pagamento. Imagine você chegando na cidade de praia todo contente e indo procurar o tal do calçadão, imaginando em caminhar pelas ruas apreciando a vista do mar. Vai, nem precisa ser exatamente como em Copacabana, Ipanema ou Leblon. Bastaria uma calçadinha… Só que você não vai conseguir ver o mar da rua porque eles constroém tapumes e casas de madeira que se chamam “spiaggia attrezzata”. Na prática significa que tampam a sua visão do mar, você tem que passar por uma entradinha lateral para conseguir chegar até a areia e terá que pagar para sentar em uma cadeirinha ou espreguiçadeira e poder ficar jacarezando no sol. Sua única alternativa é ir para as praias gratuitas, normalmente uma faixa de areia estreita lotada de pessoas. Ok, se você for espertinho e tiver um carro ou uma bicicleta pode tentar chegar em áreas mais selvagens e menos conhecidas, que também geralmente são mais distantes das cidades grandes e acabam tornando o bate-volta cansativo. Ah, você quer ficar em um hotel? Pois um daqueles bem mequetrefes vai custar 80 euros a noite durante o verão. Enfim, verão na Itália é caríssimo.

7)A água. Eu bebo de 2 a 3 litros diariamente, no verão pode chegar a 4 litros. Em uma semana são 21 litros, ou 2 packs e meio com 6 garrafas de 1,5l. Deu para sentir o peso que tenho que carregar semanalmente do supermercado até o carro, do carro até em casa? Antigamente era pior porque eu dependia de ônibus. E de chegar até o ponto… Sem falar na quantidade de plástico que vai parar no lixo toda semana e da despesa em si, cerca Euro 1,50 por pack. A água da torneira é potável, mas tem um gosto esquisito talvez causado pelo excesso de calcário. O fato é que às vezes penso em coisas incríveis que acontecem no Brasil, como ter um filtro em casa e beber o líquido precioso sem gosto de nada, incolor e inodoro, como deveria ser.
Na última vez que estive em um restaurante no Brasil, eles vendiam água Panna italiana… Pensei: “o Brasil provavelmente é um dos países com a melhor água de todo o mundo, quem é o cafona que prefere a italiana?”

8) O chuveirinho ridículo sem pressão para tomar banho e a banheira (invés de um belo box), que fazem a gente ter a sensação que se desequilibrar lá dentro, cai de cabeça no chão e acabou.

9) As multas de trânsito. Já falei muito sobre isso por aqui, por isso vamos ao próximo capítulo.

10) A lentidão de entrega para quem assina revistas. Assinante recebe seu exemplar em casa um dia antes da próxima edição chegar nas bancas. É ridículo! Como se você comprasse um produto velho, como uma fruta que já está apodrecendo. Coisa das editoras italianas…

10 COMENTÁRIOS

  1. Quanto a àgua usamos aquela garrafa BRITA que tem um filtro. Claro, nao ai ficar como a àgua no brasil, mas melhora bem o gosto e tira os metais pesados, calcàrio, cloro, etc. Depois, vc pode comprar somente o filtro (que vem num pacote com 3 e custa mais ou menos 20 euros, cada filtro dura mais ou menos 1 mes).

    Otimo artigo! Abs!

  2. Ah, e esse negòcio da praia é o maior absurdo… no verao passado andamos kilometros para achar uma praia decente e nada (mesmo dispostos a pagar)… nem sequer tinha lugar nos estacionamentos, no fim acabamos em Ostia mesmo nas famosas faixas de praia publicas…

  3. Ei Dani! Dai, ma ostia, scusatemi, fa cagare!
    Olha, eu to em roma e em todos os finais de semana vou pra algum lugar difernete. E em todas as praias tem sempre um pedacinho publico. Sugestoes: Anzio e Sabaudia. Sperlonga eh demais tambem.
    Rogerio.

  4. Oi, Rogério! Aquela praia é horrìvel mesmo, tanto que ficamos 1 hora no màximo e fomos embora… eu nem entrei na àgua. Anzio e Sabaudia nao sei se eu fui… Sperlonga eu fui, mas além estar lotada (nem consegui ver o mar direito), a gente queria comer e o restaurante (ou sei là o que era aquilo, aliàs se chama Strega) nao quis atender porque era cedo ainda (era mais ou menos 12h30!). Resumindo, fomos embora… O que eu nao me conformo é ter que pagar caro pra ficar num lugar que nao é agradàvel. Comunque, obrigada pelas dicas! 🙂

  5. Sobre o trabalho (até mesmo estagio!) é mesmo uma palhaçada! Quando fazia o master em Milao, alguns dos meus colegas foram indicados para fazer estagios nas melhores empresas pelos proprios professores. Tem um que esta no ENI até hoje. E uma outra que queria porque queria fazer estagio em uma agencia de comunicaçao e foi mandada pela coordenadora, segundo sua vontade (e é amiguinha intima da coordenadora).
    Custo de moradia nem vale a pena mencionar, voce ja disse tudo! O bom é que aqui a agua pagamos por ano e o gas a cada bimestre.
    Atual premier? Hahahaha! Nem cito o nome do dito cujo para nao nos dar problemas. O pior é que tantos italianos reclamavam dele e olha no que deu.
    Sobre a imigraçao, estava pensando sobre isso estes dias. No Brasil os arabes convivem tao bem com os japoneses que se dao com os italianos e assim por diante. Claro que no inicio nao era assim, os italianos nao eram tao bem vistos assim (pelo menos Alcantara Machado descrevia assim nos seus contos). Aqui nao funciona assim… os imigrantes nao querem se integrar a nova sociedade e os italianos, despeitados por isso, acabam sendo hostis. Uma vez li ou no Corriere ou na Repubblica que os arabes queriam que tirassem os crucifixos dos hospitais de Milao. Alguns até propunham em deixar a imagem de Nossa Senhora, era mais aceitavel. O pior é que alguns diretores dos hospitais obedeceram os pedidos. Sou contra, nao faria a vontade deles. Eles sabiam que o aqui a religiao oficial é o catolicismo e quando vamos para la respeitamos a cultura e religiao deles.
    Uma vez pagamos 10 euros para ficarmos menos de meia hora em uma praia da provincia de Ragusa, Sicilia. Em Fano, provincia de Pesaro Urbino, vi uma area la exclusiva para quem queria cadeirinhas. Sem contar algumas praias nao balneares, como em Genova e Napoli.
    Sobre a agua, aqui onde moro a agua nao é ruim, mas é calcarea demais. So de ver os depositos que se formam no fundo da forminha de gelo… tem que comprar mesmo agua mineral. E a que eu tomo (Levissima) é boa e barata…
    Na minha casa tem chuveiro e banheira, por sorte. Ja experimentei tomar banho na banheira usando o chuveirinho, em casa e na casa dos outros. Ou tem muita pressao e acaba molhando o banheiro todo ou sai um fiozinho de agua que mal da para tirar o sabao das maos, imagina do corpo todo ou do cabelo.
    Multas de transito… ja arrisquei em levar multa de 2000 euros por dirigir com minha carteira brasileira.
    Demora tanto assim para que te entreguem as revistas? Entao nem vale a pena assinar… se vc tiver que ler revistas ja velhas.

  6. Oi Bárbara,

    Interessante sua lista e acho importante as pessoas saberem a realidade pois a Italia é muito idealizada como uma meca de felicidade! Acho que estou falando de mim mesma aqui :))))))
    Anyway, muita gente pensa em se mudar para a Itália, gente de todas as nacionalidades. Vejo muita gente que consegue ser bem sucedido aí! Na verdade o que é absolutamente necessário para tal? Muita grana? Uma rede de amigos influentes? 🙂
    Fica a sugestão de você atualizar essa lista ASAP!
    Estou só esperando! Respeito muito sua opinião!
    🙂
    Beijos
    Rosaly

  7. Oi Bárbara.Como vai o inverno italiano?

    Postei sobre as coisas preferidas e gostaria de também dar umas dicas e idéis aqui.

    1-Concordo.Na minha area como nutriocionista achei alguma coisa e embora bem mais qualificada, muitas vezes perdi a vaga para alguém conhecido do empregador.QI total e a qualificaçao conta pouco,muito pouco.Isso quando nao escutei se no Brasil tinha universidade ;(

    2-Vc acertou em cheio.Muito caro pra morar.
    3-Esse é o rei da Italia. Italianos dizem que o detestam mas ele esta no poder a quase 20 anos.Berlusconi é vulgar, machista,metido a garanhao,manipulador.Muitos acham ele idiota. Penso que ele seja muito inteligente pois consegue manipular todos e é idolo entre os italianos,sendo considerado exemplo para os homens. Qual homem italiano,na sua maioria,nao quer sair com menininhas, prostitutas e ter todo esse poder?Pior que isso foi escutar de umas colegas de trabalho brasileiras que ele é simpatico,bonito e charmoso.Ou entao das italianas dizendo que ele é brincalhao quando é vulgar.Cada um tem o politico que merece,Berlusconi é retrato do povo, enquanto Tiririca seja talvez o retrato de SP.

    4-Concordo mas isso é falta de educacao do povo.Pra ter conforto os italianos fazem de tudo.Nao é a toa que moda e design ai sao fortes.E se pra isso precisar sujar algo, sem problemas.Acompanho os casos de Napoli e a Sicilia.

    5-Muito complexo o assunto sobre imigraçao.Leia um livro em italiano"quando gli albanesi eravamo noi".As pessoas sempre imigraram.Nao tem como parar. A Italia sofre por ser racista e preconceituosa e ao mesmo tempo estar na divisa da Europa com a Africa.Além disso, a imigraçao crescente tem vinculo com a Mafia que quer ganhar dinheiro de qualquer modo.E depois, tudo é questao de que o aumento da concentraçao de pessoas estrangeiras e crescente natalidade estrangeira sendo superior a italiana,mexe com quem nao esta habituado a isso e nao aprendeu nada com a II Guerra.Os partidos xenofobos nao estao no poder por nada,viu?Se estao la,é pq alguem votou e o povo pensa assim.Ja vi muito brasileiro falar mal de africanos e chineses, mesmo estando ilegal e alguns so falam isso pq tem passaporte europeu.Talvez façam isso pra fazer parte do grupo dos italianos,nao sei.Some que todo mundo se concentra nas mesmas cidades, aonde esta a maior concentraçao de riqueza e trabalho.

    6-Vc tem absoluta razao.Se deixasse os italianos em alguma praia selvagem do Brasil,iriam acabar com tudo de lindo e natural.
    7-Andei acompanhando algumas noticias pois me interessa e vi a relacao entre arsenico e cancer na agua italiana.Fora o comentario de um jornal que ouvi que os mafiosos depositam o lixo quimico perto de fontes de agua e um disse que pouco importava pois ele bebe agua mineral da garrafa.
    8-Nunca me incomodei com isso.Lembrei de um amigo paulista que era muito deslumbrado pela Italia e ele dizia que o céu era mais bonito que o Brasil,as frutas maiores,as arvores mais bonitas, as flores e ele citou que ninguem faz chuveiros como a Italia pela pressao perfeita da agua. Como citei no post do top melhores,isso é coisa nossa,de brasilerios com baixa auto-estima e com complexo de inferioridade.Perguntei se ela ja tinha parado pra ver as frutas no Brasil, o céu e essas coisinhas ridiculas. Ele disse nao.

    9-As multas existem pq as cidades sao megavelhas e o pais nao soube se modernizar e preservar algo.Quiseram preservar tudo,sem destruir nada e dois corpos nao ocupam o mesmo lugar no espaçao.E eles pararam no tempo.O numero de carros cresce sempre pois italiano gosta do carro, conforto.Em Milao aonde morei, usar transporte publico depois de uma hora era coisa de extracomunitario,pobre.Italiano adora aparecer,demonstrar,faz parte deles pois sao muito vaidosos.Isso é reflexo da cultura deles.
    10-Sempre comprei revistas na banca.

    continua…
    Carla

  8. Parte 2

    Meus top coisas horriveis:
    1-O racismo e xenofobia que existem
    2-Estacionamentos
    3-Estupros.Milao,aonde morei é altissima essa taxa.
    4-Violencia contra a mulher.Muitas vezes com integrantes da propria familia.
    5-Ter que ficar se explicando toda hora que brasileira nao é prostituta ou vagabunda. Isso cansa.Fui a uma churrascaria e ao ver as bailarinas dançando com os caras babando como se nunca tivessem visto muher,entendo o porque.Ou ver a brasileira retratada na TV como a bunda,dançarina,idiota.Odeio esse tipo de mulher brasileira,sinto vergonha nessas horas.Voce tem algum topico sobre isso?
    6-Moradia
    7-Comida.Comida otima e gostosa. Mas a nutriçao é 0 e ganhar uns kilinhos a mais é facil.Muita comida pra engordar mesmo.
    8-Povo italiano. Achei eles ignorantes,vulgares,racistas e futeis.Se acham demais pra quem passou necessidade na II Guerra.
    9-Berlusconi.Ele é resultado do povo como falei antes e o reflexo de como os homens italianos gostariam de ser. Mulher que gosta dele, e juro nao perceber o porque, so deve ter um motivo:ele é rico.
    10-TV italiana e musica italiana. A tv italiana consegue ser pior que a brasileira. E a musica italiana é melosa, parece um sertanejo.
    11-Correio italiano.
    12-Acho a lingua italiana quadrada.Muito dura e os italianos gritam demais quando falam, fazem muita bagunça e sao pouco educados.

    Devo escrever pra voce sobre os meus top dez melhores coisas.Desculpe se escrevi muito.

    Bjs

    Carla

Comments are closed.