Os italianos estão cansados de saber que os jogadores de futebol brasileiros estão entre os melhores do mundo. A novidade, que foi destaque do jornal La Repubblica de ontem, é que as brasileiras também! Uma, em particular, que se chama Marta Vieira da Silva, 22 nos, nasceu em Dois Riachos, uma cidadezinha de 12000 habitantes a 200 km de Maceió, no estado de Alagoas.

Marta foi destaque porque acaba de conquistar – pela terceira vez consecutiva -o Fifa World Player e saiu na foto do jornal com o troféu na mão. E a mocinha vai longe: ela quer lançar o futebol feminino nos Estados Unidos e acaba de assinar um contrato onde ganhará um milhão e meio de dólares para ser a estrela da nova Women’s Professional Soccer League que iniciará na primavera com 7 times de Massachussets, Illinois, California, New Jersey e Maryland.

Não vou traduzir toda a matéria, mas não resisti a frase final onde Marta diz:

“O meu grande sonho é vencer um título mundial com a minha seleção. Não existeuma grande atenção para o futebol feminino, mesmo no Brasil, ou pelo menos não quanto eu gostaria. Quando era criança diziam que este não era um esporte para mulher. Hoje já escuto muito menos…”

Eu não digo que as mulheres brasileiras podem tudo? Um contrato de mais de milhão de dólares e um projeto estimulante para realizar não são para qualquer pessoa. As mulheres cada vez mais mostram que certos temas devem deixar de ser tabu. E você, conhecia a Marta?

5 COMENTÁRIOS

  1. É tão bom quando estamos fora de nosso país e lemos ou vemos algo sendo louvado e elogiado pelo mundo inteiro, isso só nos enche de orgulho. E viva as mulheres brasileiras!
    Bjs.
    Janeisa

  2. Legal conhecer mais um blog que fala de turismo..
    Ainda mais específico de um local que sou fã conhecer que é a Itália..
    Quando puder, dá uma passada lá no meu também..
    Abraços,
    Thiago

  3. @brasil do bem
    Mulherada fazendo e acontecendo, em todas as áreas. 🙂

    @Thiago
    Tô indo lá conhecer o seu blog!

  4. Isso ai, por isso que os italianos amam as brasileiras! Mas nao pelo estereotipo (brasileira dançarina de samba e mulata), e sim porque nos somos especiais.

    Infelizmente o futebol feminino nao tem destaque no Brasil. Isso porque elas jogam com muito mais raça que os homens (eles pensam em euros nas contas bancarias, contratos milionarios). Vimos isso nas ultimas Olimpiadas, em Pequim…

    Enquanto isso, estao “leiloando” o Kaka.

  5. Tá rolando uma piadinha por aí: “o Berlusca libera 120 milhões de euros para kaka e nada pra mangia'” Bem, com a tradução ficou péssimo, mas quando me contaram em italiano caí na gargalhada…

Comments are closed.