Você também se apaixonou pelo filme La Ricerca della Felicità, com Will Smith? Aquele que em português se chamava Em Busca da Felicidade e em inglês The Pursuit of Happyness. Pode ser que você não soubesse, mas o diretor do filme é italianíssimo: se chama Gabriele Muccino, é romano, nascido em 1967.

Muccino é um dos mais famosos diretores italianos do nosso tempo e se você se interessa pela cultura italiana tenho certeza que se interessará também pelo seu novo projeto: o filme Baciami ancora. Já gosto do filme antes mesmo de assistí-lo porque a trilha sonora é de Jovanotti, um dos meus cantores favoritos (confira a letra e video aqui)!

Na verdade Baciami ancora é a continuação de um filme de dez anos atrás que foi um sucessão na Italia e no mundo: se chamava L’ultimo bacio. A idéia do diretor foi fazer uma interpretação da Italia de hoje, uma espécie de “como estariam os personagens de 10 anos atrás na realidade atual: quem tinha sorte e era al top na época hoje seria um derrotado?”

Decidi que primeiro quero assistir L’ultimo bacio (que admito não ter assistido ainda) para depois poder curtir ainda mais o lançamento no cinema. Quantas vezes não paramos para comparar as nossas vidas com nossos colegas de escola, de universidade… faço mais pela diversão em pensar nas tantas possibilidades da vida do que por uma competição até porque se duas pessoas tem sonhos diferentes a comparação é sempre um pouco sem sentido.

Muccino em Hollywood

Não resisti a dividir com vocês este trechinho da entrevista de Muccino a revista italiana GQ. A história é a seguinte: Muccino saiu da Italia e imigrou nos EUA para fazer seus filmes. E aqui existe sempre a perspectiva do imigrante que é interessantíssima. Muccino diz que se sentia muito forte graças exatamente a sua posição de imigrante:

“Claro, Will (Smith) me queria para o filme, mas a verdadeira segurança naquele período vinha do fato que eu sabia que sempre existiria um vôo Los Angeles-Roma, que eu teria sempre um lugar para onde voltar a fazer filmes no dia seguinte. Uma clareza fundamental para a minha carreira e que joguei inclusive durante uma reunião com todos os poderosos da Columbia. É divertido jogar poker com dinheiro dos outros: se um diretor americano perde, sabe que perde tudo, eu não. Coloquei as fichas na mesa mais de uma vez: se vocês não gostam, eu volto par a Italia.”

A entrevista tem um outro momento interessante, quando o jornalista pergunta como era o nível de inglês durante aquele encontro com a Columbia. E ele responde:

“Meu inglês era o de turista. Ou seja, perigosíssimo porque estava sempre 100 metros atrás. Às vezes entendia mal, às vezes não entendia nada, outras fingia entender e dava grandes sorrisos confirmando. Mas a beleza dos Estados Unidos é que eles nasceram com a diversidade e por isso não te julgam pelo teu nível de inglês mas pelo teu talento.”

Bem, devo dizer que na Italia não é bem assim pelo menos de maneira geral. Existem as pessoas brilhantes em ambientes criativos onde o que importa é o talento, mas de qualquer modo a língua é sempre um fardo…

Quem quiser conferir o trailer do novo filme de Muccino, basta assistir o vídeo abaixo. Boa diversão!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here