Hoje foi o dia da abertura oficial do Festival da Criatividade de Florença. Um dia de grandes expectativas porque as últimas edições foram super especiais, com eventos interessantes pipocando em todos os cantos da Fortezza da Basso.

Este ano as coisas são diferentes: o evento não acontece na Fortezza. O Festival é espalhado por toda cidade de Florença e, se por um lado é interessante para promover a cidade, por outro é super complicado participar a vários eventos diferentes, especialmente se cada um é em um canto da cidade.

Além disso, sempre foi um pouco complicado entender o programa então você ia a Fortezza e conferia o que estava acontecendo, depois em um stand descobria que teria alguma coisa bacana dali a meia hora e voltava. Este ano a distância torna tudo um pouco menos simples. Talvez seja somente uma questão inicial de adaptação, vamos ver como serão os próximos dias.

Este ano participei da inauguração no Cinema Odeon, que na verdade foi muito mais do que uma simples inauguração. O evento durou bem 3 horas! Sentada na cadeirinha do cinema, non stop, e vamos que vamos! Pelo menos tiveram momentos interessantes como a apresentação do Polo Tecnologico di Navacchio (perto de Pisa) apresentado como um espaço jovem, inovador, um pedaço de Toscana que não é feito apenas de tradição mas também inovação, disseram.

Interessante também foi um senhorzinho chamado Gillo Dorfles de 100 anos (completados em abril de 2010!) que foi entrevistado por Aldo Colonetti e divertiu um pouco a platéia com as suas opiniões interessantes sobre idéias, cultura, mundo.

Terminada a inauguração eu estava “escalada” para participar de um evento que faz parte do projeto Vive La France!, que este ano é parceiro do Festival da Creatività. Cheguei na piazza Ognissanti e descobri que o encontro tinha sido cancelado graças a greve na França: o escritor Philippe Djian, estrela do encontro, não conseguiu embarcar para Firenze.

Aproveite para curtir o pôr do sol com vista para o rio Arno. Enquanto isso reparava no stand que montaram em plena Piazza Ognissanti: parecia inspirado na Oca do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer. Tinha até as janelinhas redondas atrás, pena que a foto com as janelinhas não ficou boa… 🙂

Hoje o evento mais interessante acontece às 21.30 em frente a Piazza Signoria: rola um show com Michele Plaido, Paola Turci, Ottavio Piccolo, Sonia Bergamasco e Alberto Severi. Prepare um bom casaco porque a noite está geladíssima e boa diversão.

Eu volto ao Festival amanhã às 10.00 no evento “software libero e processi collaborativi”. Se alguém resolver aparecer me procure.

3 COMENTÁRIOS

  1. Acho que esses eventos que acabam se espalhando pela cidade ficam mais democráticos e participativos. Pecado não estar em Firenze…

  2. Ola eu tambem moro na Italia, gostaria que vc seguisse o meu blog, como vou seguir o seu tambem, acabamos de trazer A NATURa BRASIL pra ser conhecida aqui…e gostaria de publicidades, espero de poder contar com voce. bjus

  3. @Allan,
    Espero que vc venha no proximo ano, o Festival eh um dos meus eventos favoritos e, felizmente, eh sempre gratis, seja na Fortezza ou pelas ruas da cidade.
    Quem sabe um dia nos encontramos pessoalmente em algum lugar da Italia? abs Barbara

    @Claudia
    Voce mora em Firenze? Eu vi que tem uma loja aqui no centro que vende os produtos da Natura (e tb foi uma startup do Vivaio di Imprese). Eh essa a sua loja?

Comments are closed.