O valor de uma pérola vai além do status que ela proporciona e do seu alto preço estimado. E está intimamente ligada a elegância; romantismo e refinamento. Isso explica seu apreço por toda a humanidade, em diferentes civilizações. E digo mais: Para mim, o seu verdadeiro fascínio está em simplesmente encontrá-la em meio ao imenso mar! E justamente por isso resolvi dar este apelido ao local que apresento agora: Ogliastro Cilento. Um pacato refúgio que descobri explorando a costeira italiana, rumo ao Norte.

Uma moto estilo Zundapp KS750 que vi pela cidade, já indicava que coisas raras podiam ser encontradas.

As pérolas surgem a partir de um corpo estranho (como um grão de areia, por exemplo) que se instala no interior de certas espécies de ostras, causando uma reação nestas, as fazendo produzir uma substância que forma a jóia. Um processo demorado e responsável pela beleza da mesma, por mais que isso só seja sabido depois de muita busca e curiosidade em saber suas origens, após descobri-las quando achava que já tinha visto de tudo.

Seja de grão em grão ou por entre galhos, para se ter uma diferente visão, a pérola se mostra bela!

Na região também chamada de Punta Licosa, a pequena cidade está bem acomodada numa faixa de terra privilegiada, de água límpida e morna, ideal para receber tartarugas marinhas, que sempre surgem na região, depositando seus ovos em temperaturas tão favoráveis para que seus filhotes venham ao mundo tranquilamente, desde a desova até o momento de quebrarem suas cascas e ganharem o mar, enquanto as adultas retornam às águas despreocupadas com o que poderá acontecer a suas crias.

Ogliastro é um típico lugar meio bucólico e inspirador, de panorama e clima agradáveis, cercado de tudo que a natureza pode oferecer de melhor. Desde a brisa do mar até as tonalidades suaves das cores que nos despertam a atenção em qualquer estação. Um estreito e aprazível pedaço de terra, aparentemente esquecido pela modernidade, mas que será sempre lembrado por quem conhecer, independente da idade.

 

A vista de uma janela. Uma obra de arte feita sem ajuda de pincel.

Somente aqueles que já tiveram a chance de ter uma pérola nas mãos sabem o quanto é difícil largá-la e até mesmo tirar os olhos dela. Uma coisa tão pequena que exerce um poder de atração imenso! Porém, quem ainda não teve essa oportunidade, não precisa se preocupar. Ogliastro estará sempre lá, esperando. E com uma vantagem: Você não precisará vasculhar todo o mar para encontrar e poderá curtí-la de corpo inteiro! Basta seguir pela Costa do Cilento, região Sul da Itália, sentido ao Norte que, cedo ou tarde, você vai achar e se encantar.

Seja na chegada do Sol, ou na sua partida, a bela mãe natureza lhe fará companhia.

 

————
Fernando Ferrari (fffernandoferrari@gmail.com) é brasileiro de nascimento, francês de cidadania e italiano de coração! Publicitário, escritor amador, mora em São Paulo, já esteve na Itália duas vezes e mantém o blog www.cabecatroncoetextos.blogspot.com
Um dia pretende trabalhar e viver mais tempo por lá, mas enquanto não surge uma oportunidade, escreve para diminuir a saudade.