Eu já escrevi sobre Assis – Uma outra Terra Santa. Mas achei por bem não deixar passar a oportunidade de registrar o trabalho de um artista que conferi por lá e que faz mais que obras, pede paz! A sua maneira, com arte. Seu nome é Fred “Nall” Hollis, americano que cruzou meu caminho, quase por acaso, e me marcou para sempre. Vale a pena refletir:

Sua pomba da paz é transfigurada, pata e bico. Alusão a nossa ilusão sobre tema.

 

Nos painéis, sua visão: O vício é algo que remete à luxúria e adição.

 

Sobre o racismo, revela os réus. Diferente da realidade, cheia de véus.

 

A decadência, apodrecimento de fora para dentro, aparecendo.

 

Puberdade, traço de pureza em um olhar triste e sem beleza.

A arte não é para ser entendida, basta ser sentida. Não pode ser explicada, deve ser interpretada. Também não pode ser tão serena, pois muito respeito nesta área, não ajuda em nada. Deve ser diferente, nos fazer pensar diferente, ser mais um impulso para irmos em frente. E neste caso foi muito bem colocada e como quis. Um pedido de paz em Assis.

 

————
Fernando Ferrari (fffernandoferrari@gmail.com) é brasileiro de nascimento, francês de cidadania e italiano de coração! Publicitário, escritor amador, mora em São Paulo, já esteve na Itália duas vezes e mantém o blog www.cabecatroncoetextos.blogspot.com
Um dia pretende trabalhar e viver mais tempo por lá, mas enquanto não surge uma oportunidade, escreve para diminuir a saudade.

2 COMENTÁRIOS

  1. Achei interessante a foto sobre o racismo. Algumas vezes assistimos na televisão italiana cenas de políticos que disparam frases racistas sem a mínima vergonha na cara. Acho que a época dos véus está passando. Agora tudo é permitido (se você estiver do lado do poder, é claro!).

  2. Olá Barbara, pois é infelizmente é aquele velho ditado “Todo lugar é igaul” mesmo além do oceano!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here