Ter um mapa em mãos nem sempre garante que irá encontrar o tesouro que procura. Mas uma coisa é certa, a busca renderá (no mínimo) uma aventura surpreendente, onde o prêmio pode ser ainda melhor! Veja isso:

Em Outubro/2011 acompanhei, em São Paulo, o lançamento do MIB (Momento Itália Brasil) exclusivamente para o Brasil na Itália, registrando em um post. Na ocasião recebi um kit onde tinha o “passaporte” para acompanhar os eventos. Meu “mapa”! Assim, hoje (Fevereiro/2012) fui atrás de mais uma atração citada com data de inauguração prevista para Janeiro/2012: Mural “Homenagem à Itália” – No túnel da Av. Paulista.

Sendo este uma pintura, que seria feita num grande espaço onde grafiteiros usam como galeria a céu aberto (ou nem tanto, pois fica num túnel de uma cidade cinza quase sempre coberta de nuvens da mesma cor) imaginei que ficaria lá muito tempo. Engano meu. Ou me enganaram!? Deixa para lá…Pois vendo o lado bom, me surpreendi ainda mais com o que vi pelo caminho. Tanto que até mudei meus caminhos! Eu explico:

Peguei o mapa (e a máquina fotográfica) e fui da região Leste da cidade em direção a Sul, seguindo o roteiro da viagem cultural, como disse a a organização do MIB, acompanhado bem de perto por um Sol de 34 graus as 09:00h. fazendo o clima ficar infernal. Mas chegando ao destino, o banho de água fria veio. Não existe o mural! Perguntei até para policiais dalí, mas nunca ouviram falar no que (acho que só eu!) procurava.

Será que o calor afetou minha cabeça? Pensei, começando a voltar, frustrado. Aí lembrei que perto dali (descendo avenida), um dia, vi obras de arte italianas numa parede e para não perder viagem….Já que estou no inferno (o calor fazia questão de lembrar isso) por que não abraçar o tinhoso? Foi o pensamento seguinte.

Surpresa! Mas quem não se atenta, passa direto!

A pé mesmo, ladeira abaixo, sem saber bem o local; quanto tempo demoraria para chegar e até mesmo se elas já não teriam sumido, fui! Mas foi ótimo arriscar, pois entre a Av. Rebouças e a Rua Engº Alcides Barbosa, existe uma loja de materiais de construção, que exibe em suas paredes externas, duas magníficas obras originalmente italianas, mas representadas de uma forma criativamente brasileira. A Monalisa de Da Vinci e O nascimento de Vênus de Sandro Botticelli, feitas de pequenas pastilhas de revestimento!

Vênus, em seu nascimento, também está escondida num cruzamento da região Centro-Sul de São Paulo.

Não pintadas após a colocação das lajotas e sim usando (talvez) a técnica de fazer mosaicos, onde cada uma dessas pequenas peças são uma espécie de “pixel”, formando um quebra-cabeças que só faz sentido ao todo, se estiverem todas juntas e vistas a distância. INCRIVELMENTE BEM FEITAS E LINDAS!!!

As duas obras de arte e um Sol que fazia questão até de sair na foto!

Fiquei lá uns dez minutos apreciando, fotografando, me enxugando e pensando que se para descer todo Santo ajuda, subir seria melhor fazer de condução. E essa ideia foi tão boa (e inspiradora) que no caminho de volta, resolvi esticar mais um pouquinho na parte Leste e registrar, novamente, outra obra postada em um parque da cidade. O Davi de Michelangelo.

Davi no Parque Ceret (Tatuapé – SP): Com o calor que está fazendo por aqui, ele é inspirador!

Aquilo já tinha sido suficiente para esquecer o fato de não ter achado o que saí para encontrar. Mas quero mais! Matutei deixando Davi para trás e lembrando de um amigo, dono de uma loja de tintas em  Guarulhos, que disse ter mandado fazer uma pintura na área vip de sua loja, em homenagem a seus avós, imigrantes italianos. Bem, se todos os caminhos levam a Roma, por que não sair do mapa (literalmente) para me aproximar de lá? E assim, fui também para o município vizinho a capital paulista registrar isso!

A praça da cidade de Pienza (Siena - Toscana) eternizada em Guarulhos – cidade da grande São Paulo.

Assim, o que vi neste dia não está escrito e o valor é muito maior do que eu esperava. Mesmo que aquele mural não aconteça, o que encontrei já valeu e muito! Principalmente por saber que, mesmo fora dos eventos previstos no MIB, a Itália sempre esteve (e estará!) presente por aqui.

E também não poderia deixar de dizer que surpresas como essas, se assemelham a uma visita ao museu do Louvre (por exemplo) onde todos vão com o roteiro para chegar até sua obra mais conhecida, sem perceber que ao seu redor estão outros retratos da mesma Gioconda, silenciosamente se esgoelando e se mostrando para quem se interessar. Talvez seja este o segredo do sorriso da Monalisa!

Enigmática, de qualquer maneira.

————
Fernando Ferrari (fffernandoferrari@gmail.com) é brasileiro de nascimento, francês de cidadania e italiano de coração! Publicitário, escritor amador, mora em São Paulo, já esteve na Itália duas vezes e mantém o blog www.cabecatroncoetextos.blogspot.com Um dia pretende trabalhar e viver mais tempo por lá, mas enquanto não surge uma oportunidade, escreve para diminuir a saudade.

3 COMENTÁRIOS

  1. Acabei de ler o artigo em primeira mão e não resisti a comentá-lo. Parabéns pelo excelente trabalho “investigativo”. Às vezes fico um pouco desapontada ao ver que se anunciam tantos projetos Brasil-Italia, provavelmente alguém até ganha com isso, enquanto quem realmente faz e acontece para unir os dois países tem que trabalhar por conta própria, sem nenhum tipo de apoio.
    De qualquer modo, o resultado da sua busca foi fantástico. Que delícia rever Pienza nas ruas de São Paulo! É uma das minhas cidades favoritas da Toscana, lembra?
    E o David! Tinha até o David! E olha que no ano passado estávamos procurando as réplicas do David pelo mundo. Você achou uma a mais, em São Paulo.
    Gostei muito das suas dicas, para ficar ainda melhor só faltou uma mapa do Google indicando os pontos onde você encontrou as obras. Mas aí é já pedir demais, né?
    Gostei muito do artigo e obrigada por ajudar a valorizar o conteúdo do BRASIL NA ITALIA. Até mais, Babi

  2. Oi Babi! Obrigado! É sempre um grande prazer contribuir com o site e poder fazer (hoje) o lado “Itália no Brasil”. Mesmo, como bem disse, parecendo não haver lá muita seriedade e comprometimento nas ações para “aproximar” os dois países, faço a minha parte tentando resgatar fragmentos espalhados por aí. Alguns lugares ainda não conheço, mas me lembro muito bem dos antigos posts (uns até faço questão de guardar) que já mencionou cidades (como Pienza!) e seguir as dicas como fix com David para o site http://www.whereisthedavid.com que vimos aqui! Porém este site também não mencionou quais foram as fotos selecionadas para a exposição real. Mas não faz mal, continuo no caminho, seguindo meu próprio mapa e quem sabe no próximo post incluo o do google também! rs. Também agradeço, estou sempre a disposição e espalhando o BRASIL NA ITALIA por aqui! Arrivederci Babi! – FF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here