O que é música boa para você? Mesmo sabendo que cada um tem um gosto, e que este não se discute, me arrisco a responder de forma ampla esta questão: Música boa é aquela que toca! Que toca você, sem depender muito de letra ou ritmo, te levando pelo caminho agradável da identificação. E mesmo sabendo que no Brasil, no caso específico da música clássica, ainda falta muito a se trilhar neste sentido, parti para assistir um Concerto no Colégio Dante Alighieri, na última terça-feira 13 de Março. O primeiro da minha vida!

Entrada do Dante Alighieri - SP. Nessa noite, todos os caminhos me levaram a Roma...ntismo!

Na abertura, Attillio De Gasperis, diretor do IICSP fez questão de agradecer o Colégio pela contribuição em cultivar, manter e continuar transmitindo a cultura italiana em São Paulo. Algo que todos os presentes, incluindo o Cônsul Geral da Itália em São Paulo, Mauro Marsilli; o representante da Universidade de Bologna e demais convidados presentes puderem ver, concretamente, gravadas nas paredes do prédio, através de pinturas feitas pelo artista plástico paulista Canato que proporciona uma viagem a Itália, sem sair do lugar.

Um dos afrescos internos do prédio. Conhece alguém no desenho?

Resultado da parceria afinada entre o Instituto Italiano di Cultura em São Paulo (IICSP) e o Colégio Dante Alighieri, dentro do calendário de eventos do MIB e das comemorações do Centenário do Colégio, as duas instituições proporcionaram uma apresentação, para violino e piano, onde foi possível ter certeza que este gênero musical nunca irá acabar, por ser justamente dele que se derivaram os outros. Uma apresentação de nome bem apropriado: Romantismo.

Ao chegar, eles já estavam por lá esperando por elas.

Um dueto entre a violinista Selvaggia Senatore, italiana de Salerno, diplomada no Conservatório Giuseppe Martucci di Salerno e Conservatório Regio de Musica San pietro em Macella – Napoli, como segundo nível de  especialidade em violino solo; e a pianista Dana Radu, romena, radicada no Brasil, solista formada na Universidade de Música de Bucareste e atualmente pianista da Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Uma afinada dupla que coleciona apresentações no Brasil e exterior.

Agora eram elas, eles (violino e piano) e nós!

Logo após os primeiros acordes, o silêncio foi preenchido por acordes suaves e agradáveis, vindos de instrumentos acústicos (mas que falam alto!) capazes de encher o ambiente com uma delicada camada de sutileza, qual foi difícil não se render e não apreciar os desenhos que parecem se formar no ar, nos transportando pelos trilhos da imaginação sonora em direção ao passado, muitas vezes passando por vagas lembranças de sons familiares, ouvidos por exemplo em algum filme ou mesmo desenhos animados.

Brilho na noite e cuidado para nem o som suave do diafragma da máquina ofuscar a apresentação.

Ao final dos atos, um coquetel oferecido por Piacere Molise trouxe para este lado do oceano, um pouco da culinária do Sul da bota, com sabores da região de Molise fazendo com que até aqueles que nunca tiveram muito contato com a cultura da Península, se rendessem a riqueza cultural, pegos por outros sentidos.

Selvaggia Senatore (Italiana) e Dana Radu (Romena) no Brasil: Globalização clássica.

Alguns estranhariam a ausência de palmas nos intervalos entre as obras tocadas (ainda estou pesquisando se chamam movimentos ou intervalos!) como a maioria de nós está acostumado a ver e saber a hora de aplaudir, em gêneros mais populares. Mas, independente do nome, até mesmo essas grandes pausas de compassos parecem música! E talvez ajude explicar o por que, ao final, todos aplaudem em pé. Deixando acumular admiração e satisfação em ouvir um som tão limpo, guardando tudo para o Gran Finale e poder, finalmente, dizer: Foi tocante. Bravo!

Obs.: Para os interessados em saber o programa executado pela dupla, veja aqui.

————
Fernando Ferrari (fffernandoferrari@gmail.com) é brasileiro de nascimento, francês de cidadania e italiano de coração! Publicitário, escritor amador, mora em São Paulo, já esteve na Itália duas vezes e mantém o blog www.cabecatroncoetextos.blogspot.com Um dia pretende trabalhar e viver mais tempo por lá, mas enquanto não surge uma oportunidade, escreve para diminuir a saudade.

5 COMENTÁRIOS

  1. Oi Fernando,
    A noite parece ter sido interessante. Gostei da sua descrição poética.
    Da próxima vez vou avisar meu avô, eu sempre ia com ele assistir concertos de música clássica, que ele adora.
    Quando você vier a Florença deve assistir também uma apresentação do Maggio Musicale Fiorentino, aliás eles inauguraram há pouco um novo teatro, que eu espero conhecer em breve.
    Até mais,
    bjos,
    Babi

  2. Oi Babi, que bom que gostou! E também fico contente em saber que despertou lembranças boas! Posso avisar quando tiver outro para todos nos programarmos. Será uma grande satisfação assistir um concerto aí e já estou fazendo a lista, para ver se faço o universo conspirar no tranco! rs Bjo e se for antes, compartilhe (como sempre bem feito) conosco! FF

  3. Caro Fernando, te agradeço pela publicação e divulgação do meu painel no Dante.
    Na Próxima vez que for ao colégio me avise será um prazer recebê-lo.

    Forte abraço

    Canato

  4. Olá Canato eu é que agradeço por ter visto seu excelente trabalho e se houver uma nova visita lá, certamente lhe aviso pois também será um prazer para mim! Um abraço e parabéns! FF

Comments are closed.