Ei ei, você já ouviu falar em Barolo? Barolo é o nome de um vinho italiano famoso no mundo inteiro. Pois bem, é também o nome de uma cidadezinha que fica em um território chamado Langhe, no estado de Piemonte aqui na Italia. E foi para lá que eu fui no último final de semana a convite do Ente Turismo Alba Bra Langhe Roero (lembra que eu avisei aqui?).

Posso dizer que voltei apaixonada pelo lugar? A organização do evento foi impecável e eles simplesmente conseguiram tocar o meu coração (e meu estômago!). Foi um verdadeiro final de semana de extravagâncias: experimentei os deliciosos pratos típicos e degustei tanto vinho até não poder mais. Se você também adora se jogar nos sabores, vale a pena incluir a cidade no seu próximo itinerário de viagem.

Pausa para tirar foto entre os vinhedos em Langhe (Piemonte)

O que você não pode deixar de ver em Barolo

Museo del Vino (Museu do Vinho)

Um dos lugares que mais me marcou durante esta viagem foi o Museu do Vinho de Barolo. Eu imaginava que fosse um daqueles lugares um pouco chatos, só para entendedores de vinho, mas nada disso! É um museu bem diferente, bonito, com atrações interessantes até para crianças. Olha só como eu me diverti:

Museu do vinho: um jeito diferente de contar a história do vinho (foto:diquá&dilà)

Além disso o museu fica em um lugar incrível: no Castello Comunale Faletti di Barolo. Esse castelo tem várias lendas, uma das quais diz respeito as festas que aconteciam lá dentro… diziam as más línguas que lá aconteciam festas regadas a muito vinho e prazer (alguém brincou dizendo que era o castelo do “bunga bunga”!). E essa vida libertina corria solta até que um dia… o teto do castelo desabou por punição divina!

Não se preocupe porque você não vai encontrar nada de porno no castelo, pode levar seu filho tranquilamente. Foi somente uma das histórias que o nosso guia contou.

Uma outra coisa interessante é que você pode acompanhar as diversas fases do vinho e vai sair de lá um pouco mais informado. Eu por exemplo descobri que o vinho é beeem mais antigo do que eu imaginava…

Mas vamos mudar de assunto, não quero tirar a emoção da sua experiência contando todos os detalhes!

Museo dei Cavatappi (Museu dos Abridores de Garrafa de Vinho)

Eu nunca imaginei que existisse um museu sobre os abridores de garrafa de vinho, mas existe e fica em Barolo!

Eu já estava exausta quando chegamos lá, mas o marido ficou lá se divertindo com todas as histórias que nosso guia contava, reparava em cada detalhe dos diferentes modelos, uma loucura!

Aliás, existe uma palavra em português que resuma “abridores de garrafa de vinho”? Não consigo me lembrar!

 

 

Passeio no centrinho e compras de produtos típicos

Já pensou em comer um macarrão cuja pasta foi feita com vinho Barolo? E os biscoitos então… Encontramos uma lojinha no centro de Barolo e o pessoal fez a festa!

Lojinha de produtos típicos

 

Hospedagem em Barolo

Nós dormimos duas noites no agriturismo Cá San Ponzio, em meio aos vinhedos de Barolo. Os quartos eram grandes (não só o meu, mas o das outras bloggers também!), estilo casa da vovó italiana, muito aconchegante. Na entrada do agriturismo tinha uma sala com lareira, embaixo tinha uma cantina com uma seleção de vinhos e um cartaz que dizia: “La Vita è troppo breve per bere vini cattivi…” (a vida é muito curta para tomar vinho ruim).

No café da manhã tinha uma seleção de queijos locais como “Raschera”, “Robiola” (com tartufo nero), “Bra duro” e “Toma” e também “cugnà”, uma espécie de mostarda de uva para você misturar com os queijos ou comer com um dos deliciosos bolos fresquinhos, como se fosse feito pela vovó.

Geléias fresquinhas no café da manhã: não deixe de provar a Cugnà

 

O melhor período para visitar Barolo

Não só a cidade de Barolo como todo o território de Langhe e Roero ficam cheias de turistas nos meses de setembro e outubro – início do outono – época da colheita da uva e quando acontecem festivais do tartufo (um outro ponto forte da região). Nesses meses os vinhedos ganham cores maravilhosas: as folhas das vinhas possuem diversas tonalidades que vão do amarelo passando pelo laranja até o vermelho, ou seja, um espetáculo.

Maio e junho também são ótimos meses porque os vinhedos já estão com muitas folhas, o panorama fica ainda mais incrível. Além disso ainda não está tão calor e você pode curtir os vinhos tintos.

E nos outros meses? Bem, eu diria que toda época é boa para viajar. Os outros meses são baixa estação e você poderá economizar bastante em hospedagem e restaurantes. Além disso, o período de inverno e início de primavera (novembro-abril) é excelente para tomar vinho tinto, especialmente aqueles importantes como o Barolo!

Se você precisar de ajuda para organizar a sua viagem, pode tirar dúvidas na página facebook oficial de Langhe e Roero.

Se você procura um hotel ou agriturismo em Barolo clique aqui.

Fotos da Blog Trip para Langhe e Roero #italydifferent

Fique ligado aqui no blog porque em breve continuaremos a falar sobre nossa viagem para o território de Langhe e Roero… Essa era só a introdução! 🙂

11 COMENTÁRIOS

  1. Que passeio fantastico! Deve ter sido mesmo inesquecivel a viagem na terra dos sabores, da historia e da cultura. Meu marido também iria gostar do museu do saca-rolhas (é este o nome em portugues para “cavatappi”), ele que é fanatico por vinhos.
    Depois de ter lido seu relato e visto as lindas fotos daquele lugar mais lindo ainda fiquei pensando seriamente em fazer uma visitinha por la e saborear aquele vinho delicioso e os “quitutes” do Piemonte.
    Beijos

  2. Deve ter sido um passeio fantástico. Além das paisagens, a degustação dos produtos regionais. Fico a imaginar o sabor dos vinhos.
    Você faz um relato muito expressivo e convidativo. E as fotos também despertam o desejo de uma visita.
    Abraços

  3. @Ju,
    Obrigada por me iluminar… saca-rolhas! Não lembrava mais que essa palavra existia! Ah, eu adorei o Piemonte. Gostaria de voltar no outono lá para comer o famoso tartufo.. Hum! 🙂
    beijocas,
    Babi

    @Maria Eunice
    Uma delícia experimentar os sabores locais. Só de pensar já dá fome… 🙂

  4. Realmente a regiao do Piemonte è muito linda e rica de paisagens e lugares interessantissimos, como castelos, vinicolas e museus e por isso eu e meu marido resolvemos fazer este tipo de excursao, levando os brasileiros a conhecer e fazer parte de todo esse cenario, participando e conhecendo um pouco da cultura italiana. O meu e-mail de contato é: passeiosnaitalia@gmail.com

  5. Estive em Turim no ano passado, porém não deu tempo de conhecer a região do Barolo.
    Queremos voltar neste ano ainda (dezembro). Gostaria de conhecer seus vários tipos de passeios e quantidades de dias.
    Jurandir – São Paulo

Comments are closed.