Se eu tivesse que definir San Marino em uma única palavra ela seria “romântica”. Lá do alto do centro histórico a gente tem a sensação de participar de um conto de fadas, daqueles com príncipe, castelo e final feliz. Até o nevoeiro nos dias ensolarados de outono tem o seu charme: parece que estamos flutuando no céu, como no castelo de João e o Pé de Feijão.

Vista panorâmica de San Marino em um dia ensolarado de outono

A primeira vez que estive em San Marino foi em outubro de 2005: eu estava viajando sozinha em busca de lugares novos e interessantes. Ao contrário do Fernando, que esteve lá e contou aqui no blog que esperava encontrar o autódromo, eu imaginava que  várias lojas de eletrônicos com ofertíssimas estariam esperando por mim.

Eu tinha ouvido falar que a República de San Marino era uma espécie de zona franca então pensei: “vamos ver se faço umas comprinhas!”. Nada disso: o centro de San Marino é bastante turístico e as lojinhas vendem souvenirs como vinhos, quadrinhos, espadas, armaduras, objetos de arte, bolsas de couro e produtos artesanais. Se você espera encontrar produtos de free-shop (duty free) vai ter que se acontentar com perfumes franceses falsificados por 5 euros. Recentemente um conhecido me contou que comprou lá um iPad pagando muito menos do que na Italia, mas depois explicou a história: isso porque ele era residente em San Marino (e não comprou no centro histórico).

Compras em San Marino: vai uma armadura aí?

Se você está na dúvida se vale pagar 4,50 euros para entrar na Rocca della Guaita (1ª Torre) e na Rocca della Cesta (2ª Torre) a resposta é absolutamente sim! Vale super a pena! De lá você vai poder explorar uma torre de verdade. O passeio é indicado para pessoas com um certo físico porque você vai subir e descer ladeiras e vai encontrar muitas escadas, algumas bastante desafiadoras.

A escadinha para chegar no alto da torre: contra gordinhos

Tanto a Rocca della Guaita como a Rocca della Cesta estão abertas ao público o ano inteiro, com exceção dos dias 25 de dezembro, 1° de janeiro e 2 de novembro na parte da tarde. O horário de visita durante o inverno é das 8.50 às 17.00 e durante o verão das 8.00 às 20.00 (tel. +39  054.9991295 )

O acesso a terceira torre é gratuito, você pode ir até lá, mas não pode entrar como acontece com as duas primeiras. De qualquer modo o percurso é super romântico. Aliás, durante essa minha primeira viagem sozinha, enquanto caminhava até a terceira torre pensei: “quero voltar aqui com o meu amor”. E assim foi: 6 anos depois lá estava eu acompanhada da pessoa certa. Como é bom quando nossos sonhos se realizam, né?

San Marino

Talvez os nosso olhos vejam o que a gente quer ver: mas eu vi sinais de amor por toda parte em San Marino!

O amor está por toda parte

Hoje comparando as fotos de 2011 com as de 2005 reparei que nas duas vezes fotografei essas duas árvores que parecem se abraçar.

No caminho para a terceira torre tinha uma árvore, ou melhor, duas

Quantos dicas ficar em San Marino

San Marino é uma cidade que dá para explorar em um dia, mas se você está fazendo uma viagem a dois vale a pena passar um final de semana em um hotel dentro do centro histórico. Para os esportivos, leve um par de tênis e explore as trilhas dos arredores. Abaixo mais algumas fotos que tirei no final de semana passado.

San Marino
San Marino

Se quiser ler um outro ponto de vista sobre San Marino, clique aqui. Se você já esteve em San Marino conte pra gente a sua opinião sobre a cidade!

7 COMENTÁRIOS

  1. Barbara (desculpe o trocadilho mas,) sua matéria ficou bárbara!!! Fotos incríveis, textos que prendem e legendas ainda melhores. Obrigado pela citação e novamente de transportar a este local incrível! Parabéns! Bjo FF

  2. Barbara
    Sempre compro meus óculos Ray Ban em San Marino (no centro histórico mesmo)! Pago na faixa de 85 euros (procurando bastante). Acho que até hoje ainda não encontrei preços melhores! Fica a dica!

  3. Ah, dessa vez eu não dei muita bola pros óculos de sol porque acabei de comprar os meus em agosto. Mas se soubesse que custava barato assim tinha dado uma pesquisada!

    Ih, vou ter que voltar lá de novo! 😀

  4. […] Admito que a presença de Riccione nesta lista me surpreendeu. Nada contra a cidade, um destino para quem quer vida noturna agitada durante o verão, ponto de encontro dos jovens, da badalação. Você encontra uma infinidade de hotéis na cidade e é um lugar acessível para todos os bolsos. Mas daí a estar na Top 10 eu acho um pouco exagerado. De qualquer modo, a dica é passear no final do dia na glamurosa Viale Ceccarini. E quem sabe usar a cidade como ponto de apoio para visitar outros lugares interessantes como San Marino. […]

  5. Gostei das matérias. Vc pode me responder onde comprar i ped mais em conta na Itália. Outra pergunta.estamos indo para Itália em dois casais. Vamos direto Milão.vamos alugar carro.depois vamos até Veneza, descemos até San marino, Rimini, Ancona, depois Roma. Após três dias vamos a Firenze.mais 2dias, depois subimos a Gênova.sairemos.Mônaco.Nice.após 3 dias de trem bala Paris. Tens alguma dica de alguma cidade imperdível..grato. Thomaz

  6. OI Thomaz,
    O preço do iPad não varia muito aqui na Itália, a menos que você encontre alguma promoção muito especial. Em várias cidades você encontra lojas da Apple, por exemplo em Florença fica no Gigli: http://www.igigli.it/

    No site oficial da Apple você encontra os endereços de todas as lojas da Apple na Itália: http://www.apple.com/it/retail/

    Sobre outras cidades bacanas, quantos dias você vai viajar?
    Pergunto porque vi que você já escolheu várias cidades bacanas, mas pode ser que você passe a maior tempo da sua viagem no carro. O que sim, pode ser interessante para ter uma panorâmica da Itália. Mas entre dormir e se deslocar pode ser que sobre pouco tempo para descobrir e viver as cidades.

    Outra coisa: se vocês estão em 4, cheque se no carro cabem as malas dos 4, deve ser um carro com um bom porta malas, especialmente se vocês estão levando malas grandes / 1 mala por pessoa.

    Boa viagem!

    Abs

    Barbara

Comments are closed.