Tenho dois grandes prazeres na vida: comer bem e estar rodeada pelas pessoas certas, gente alto astral, de bem com a vida, aquelas que vivem de acordo com o que acreditam. Muitas vezes uma viagem se torna inesquecível justamente porque temos a oportunidade de conhecer pessoas bacanas, com o astral certo. Foi mais ou menos isso que aconteceu comigo na última vez que visitei a Ilha de Elba, na Toscana.

Era domingo, amanheceu garoando, céu cinza. Fizemos o check-out no hotel e decidimos fazer um passeio de carro pelas estradinhas de Elba apesar do tempo feio. O nosso traghetto (balsa) de retorno estava marcado só para o final da tarde e já que estávamos lá mesmo, por que não aproveitar o resto da manhã e tarde passeando?

Estávamos nos arredores de Capoliveri, e fomos conhecer uma praia chamada Calanova. Lá descobrimos esse simpático restaurante:

Ainda não estávamos com fome e decidimos continuar o passeio a pé pelos arredores. Nesse meio tempo, parou de chover, um sol tímido disputava lugar no céu em meio às nuvens e pensamos: “seria incrível sentar em uma mesinha no terraço de frente para o mar, né? Vamos ao Ristorante Calanova!”

Pedimos uma garrafa de Scalabrone, um delicioso vinho rosato de Antinori, acompanhada de uma garrafa de água de uma fonte que se chama Napoleone (vocês sabiam que Napoleão ficou exilado em Elba, né?). Para comer, segui a sugestão do dia: um delicioso hamburger de atum (fresco) com batatas fritas. Foi decididamente o melhor hambúrger de atum que eu já comi na vida!

O marido optou por uma pasta que também estava deliciosa; mas depois que experimentou o meu hamburger, mandou fazer um para ele também!

Enquanto estávamos comendo, sentados no terraço de frente para o mar, começou a maior chuva. Os donos do restaurante foram rapidíssimos e colocaram uma tenda para nos proteger da chuva. No entanto, a intensidade da água era tão forte, que acabamos tendo que mudar de mesa e ir para a sala interna.

Foi um momento divertido, tinha um grupo animado em uma mesa ao lado, e o serviço do restaurante foi realmente rápido e impecável apesar do clima descontraído. A gente nunca imagina que em um restaurante de frente para o mar vai encontrar gente que sabe trabalhar tão bem, né? Por isso escrevo esse artigo com prazer, o lugar é nota 10!

Assim que o último cliente entrou.. advinha? Parou de chover e saiu o sol novamente! O cenário era realmente espetacular:

Passamos então para a sobremesa… hum!

Depois que terminamos de comer, continuamos no local pelo menos mais uma meia-hora. Um senhor, que estava sentado na mesa da frente (esse da foto), chamou a gente para conversar. Ele se chamava Guido, como viemos a saber depois (ainda bem que conservei o bilhetinho) e foi um prazer escutar suas histórias interessantíssimas. A turma foi aumentando, os proprietários do restaurante finalmente se sentaram com a gente (não me lembro do nome deles!).

Uma experiência deliciosa, um restaurante que quero repetir quando estiver em Elba. Encontrar um lugar com uma comida tão boa e um atendimento profissional e de qualidade não é fácil, né? Especialmente em uma praia escondidinha como essa. Descobrimos que nem sempre estão abertos na hora do almoço, por via das dúvidas é melhor reservar. Tel: (+39) 056.5968958

4 COMENTÁRIOS

  1. Oi Barbara!
    Estive essa semana na Elba e antes de partir passei aqui no seu site, peguei essa dica e fiquei com ela na cabeça…no ultimo dia que estàvamos là tbm choveu e aproveitamos pra rodar pela ilha, ai lembrei dessa dica e demos uma passadinha por esse restaurante..nao chegamos a entrar pois querìamos algo mais economico mas pudemos perceber que o ambiente realmente era divino!
    Depois colocarei fotos no blog do nosso passeio na Isola!
    Parabéns pelo seu site, està cada vez mais informativo e ùtil!
    Bjs!
    Daphne

  2. Oi Daphne,

    Estou curiosa para saber os detalhes da sua viagem para Elba e quais praias maravilhosas conheceu.

    O restaurante Cala Nova é uma delícia, mas realmente não é nada econômico. Devia ter escrito isso no post. Não lembro exatamente quanto gastamos, mas foi algo em torno aos 70 euros/pessoa. Não é barato, mas tem muitos outros lugares nessa faixa de preço que estão longe de ter qualidade.

    Aliás, outro dia encontrei uma das pessoas que estavam lá no restaurante aqui num supermercado de Florença.

    E a água do mar, já estava quentinha? Em junho tava geladíssima, mas acabei entrando mesmo assim. 🙂

    beijos,

    Babi

  3. Oi…senti saudades qdo vi essas fotos. Estive ali em 2001 por 3 meses, trabalhando duramente. Eu limpava todo esse restaurante. Os antigos propritários( Franco Tosi e Diana) também possuíam um restaurante, com o mesmo nome em Verona….onde eu morava. Gostei mto dali. O clima perfeito e a praia belíssima eram uma mistura perfeita. O engraçado, na época pra mim, é que a praia era frequentada por pouquissimos italianos…só tedescos….rsrsrs…abcsss

  4. Oi Renata, tudo bem?
    Que pena que não te conheci quando você trabalhava lá.
    O lugar é bem gostoso, não deve ser nada mal estar ali, especialmente durante o verão.
    Ah, os alemães adoram Elba. Quem sabe mais brasileiros vão acabar descobrindo essa ilha cheia de belezas?
    Abs para você,
    Barbara

Comments are closed.