Uma das coisas fantásticas de um cruzeiro é que você pode conhecer várias cidades sem ter a chateação de carregar mala para cima e para baixo, de fazer check in e check out em diversos hotéis. Você não terá muitas horas para conhecer cada destino, mas  dá para aproveitar bastante.

O fato é que em geral queremos ver o máximo possível em cada parada e acabamos nos cansando realmente tanto! Você volta para o navio completamente exausto depois de um dia de exploração em uma nova cidade. É por isso que os dias de navegação são tão importantes: com eles você realmente descansa.

É claro que ninguém te obriga a fazer uma maratona a cada descida do navio, aliás, você nem precisa descer se não quiser. Existe sempre a opção de continuar seguindo as atividades e programação do navio. Mas se você é jovem, curioso e vai para uma cidade nova, vai acabar descendo e se cansando.

Nós realmente descansávamos nos dias de navegação. Talvez se fossem vários dias seguidos teríamos ficado um pouco entediados, mas eu não cheguei a experimentar essa sensação. Aliás, acho que eu seria a pessoa perfeita para fazer o cruzeiro de Volta ao Mundo, 100 dias dentro do navio. Um dia espero poder viver essa experiência…

O que tem para fazer dentro do navio

A maioria das fotos a seguir foram tiradas no dia de embarque porque eu simplesmente desisti de carregar a máquina fotográfica nos dias sucessivos. A idéia era descansar e não ter que pensar em nada e nem em ficar tomando conta de máquina (ainda mais eu, que já perdi várias!).

Externo do navio Costa Serena

Essa era a foto no último andar do navio. Dá uma idéia das possibilidades do navio: hidromassagem a céu aberto, espreguiçadeiras, piscina com tobogã… Lógico que no inverno o tobogã fica interditado, mas em um dia mais quente no Mediterrâneo você pode tranquilamente passar algumas horas relaxando no sol (vestido e de repente usando uma toalha como cobertor). Eu adoro!

Uma das piscinas do navio

Para quem gosta de água, durante o inverno as piscinas são cobertas e você pode também curtir uma hidromassagem. A única coisa é que a hidromassagem coletiva é disputadíssima, especialmente no primeiro dia de navegação.  Na frente da piscina tinha um dos restaurantes que ficam sempre abertos onde você pode pedir hamburger com batata-frita, pizza e outras guloseimas! Hum!

As esteiras do navio

Se o sentimento de culpa bater você pode ir para a ginástica e fazer uma esteira com vista para o oceano. Na academia você encontra também alguns aparelhos para malhar e pode aproveitar para reservar uma massagem ou curtir o spa Samsara. Essa é uma área cheia de mimos extras a pagamento.

A academia do navio

Quem não quiser gastar com extras basta seguir as dicas do jornalzinho Today que você recebe diarimente no seu quarto. Tem sempre alguma ginástica na programação: para a coluna, jogo de futebol, aula de dança, stretching, torneio de ping-pong, acquagym…

Existem também muitas opções menos atléticas. Na foto abaixo, por exemplo, estávamos participando de uma lição para aprender a dobrar guardanapos em modo artístico. Logo depois tinha aula de dança brasileira, demonstração culinária, torneios vários.

Uma das salas com atividade no navio

A quantidade de salas do navio é uma coisa incrível: só para descobrir todas você leva um dia. A decoração do navio também é diferente: super lúdica, um pouco kitsch, mas certamente interessante. É como se você entrasse em um novo mundo, em uma Disneyworld em alto mar para todas as idades.

Pausa relax

Eu simplesmente almoçar / lanchar / fazer merenda com vista mar. É tão relaxante.

Vista do restaurante da piscina

Mas certamente a nossa atividade preferida era o teatro. A cada dia tinha um espetáculo diferente e super animado. Nós escolhemos o segundo turno do jantar. Então a programação era mais ou menos a seguinte: de tarde fazíamos uma pausa merenda, depois íamos nos arrumar, às 19.15 íamos ao teatro para assistir um espetáculo e depois íamos jantar no turno das 21.15.

Você não precisa seguir turnos se não quiser jantar no restaurante principal, mas acho uma experiência interessante porque eles te colocam todos os dias em uma mesma mesa com outras pessoas e assim você tem a oportunidade de fazer novas amizades, trocar dicas sobre a programação, eventualmente organizar uma viagem de grupo na próxima parada.  Nós experimentamos uma viagem com o grupo da nossa mesa no primeiro dia. Foi bacana, mas depois chegamos a conclusão que queríamos ver coisas diferentes e o tempo era pouco.  Não repetimos as viagens em grupo, mas os jantares foram sempre divertidos.

O teatro

No navio também tem uma biblioteca com guias de viagem e livros em diversas línguas. Muito útil se você não tiver levado o seu Kindle (na época o Kindle ainda não era popular e eu mal sabia da sua existência).

Após o jantar às vezes íamos ao cassino, outras participávamos das festas dançantes ou simplesmente íamos dormir cedo quando tinha parada no dia seguinte. Um dia tentamos a discoteca, mas encontramos muitos adolescentes e para dizer a verdade discoteca não é mais a minha praia faz tempo.

O que não pode faltar na sua viagem de navio é a pizza da meia-noite. A questão é: como conseguir comer à meia-noite depois que você acabou de terminar o jantar das 21.15? Bem, não é muito fácil, mas está aí um ótimo desafio! O que ficou faltando? Um amanhecer espetacular no navio. No dia que resolvemos curtir o amanhecer em alto mar o dia nasceu um pouco nublado. Vai ficar para a próxima. A gente não pode fazer tudo de uma vez, né? Tem que deixar alguma coisa para a próxima vez….

Leia os outros capítulos sobre esse cruzeiro de natal:

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here