Para me manter minimamente informada sobre o que acontece em São Paulo eu recebo por e-mail o resumo de notícias do SPTV. Achei que seria interessante comentar a notícia de 18/01/08:

Motoqueiros fazem protesto e complicam trânsito da capital
A sexta-feira começou com trânsito ainda mais difícil na capital. Os motoqueiros resolveram fazer um novo protesto e pararam várias avenidas. Eles reclamam do aumento do seguro obrigatório e das novas regras de segurança, como a as determinações para o capacete e a proibição de circular nas vias expressas das marginais, a partir de fevereiro.


Algumas coisas que soam normalíssimas quando se mora em São Paulo, podem parecem estranhíssimas quando estamos em um outro lugar do mundo. Acho que jamais na Italia, qualquer categoria de trabalhador ia reclamar de novas regras de segurança. Quanto mais segurança melhor!
Se houvesse uma categoria tão importante quanto os motoqueiros paulistanos, eles provavelmente estariam protestando para pedir incentivos fiscais para comprar suas motos, redução de taxas a pagar, melhoria do asfalto das ruas e mais segurança. A TV ilustraria isso com um motoqueiro que se acidentou em um buraco e sofreu um acidente com não sei quantos meses de cama, sem poder trabalhar, além do prejuízo da moto. Existiria um sindicato dos motoqueiros que diria que a vida de motoqueiro é um risco e que eles nunca sabem se vão chegar em casa vivos. Mostrariam todos os acidentes nas Marginais e como deveriam talvez fazer uma faixa exclusiva para motos. Enfim, os italianos iam pedir para o Governo dar mais.Os brasileiros pedem para o Governo se intrometer menos.