Procurar emprego não é tarefa simples, seja no Brasil ou na Italia. Os experts costumam dizer que “procurar emprego já é um trabalho”, ou seja: quanto mais horas e dedicação você destinar a tarefa, resultados melhores você deve colher.

Uma das dicas que gostaria de dar aqui é: leia sempre os anúncios de empregos de jornais, revistas, site na internet. Você vai aprender a reconhecer aqueles que se repetem eternamente e desses é melhor desconfiar!

Geralmente se uma empresa procura sempre um mesmo perfil de candidato, de duas uma: ou ninguém pára no cargo porque a empresa não é boa ou eles ganham dinheiro com a boa fé dos candidatos.

Roubadas típicas

Existem vários tipos de “fria”. Cito duas que me vieram em mente:

1. Anúncio avisa sobre abertura de nova empresa que procura candidatos para várias funções e não explica direito quais são essas funções.
Oras, se uma empresa é séria diz: “procuro secretária” ou “procuro pessoa encarregada de limpeza” ou “procuro manager”, etc. Uma empresa não séria solta anúncios genéricos, recebe seu currículum, provavelmente te contactará e você pensará: “por que não?”. Bem, na melhor das hipóteses você deverá preencher alguma ficha e assinar alguma coisa que é um contrato secreto de prestação de serviços no qual você se empenha a pagar um valor de tantos euros. Na pior será um maníaco sexual que marca uma entrevista em um lugar no fim do mundo, de preferência pouco movimentado. Atenção!

2. Anúncio que diz: “estudante, pessoas em busca de trabalho, donas de casa precisando de um trabalho extra(…)
Olha só, o anúncio se foca nas pessoas mais “desesperadas” e menos experientes! Provavelmente depois oferecerá uma proposta de trabalho no campo da moda. Bem, em geral o engano se encontra na proposta: eles te darão um trabalho, mas para isso você tem que ficar sócio, comprar um serviço deles, alguma coisa. Você desembolsa a verba e fica a ver navios…

Bem, eu me considero uma pessoa muito otimista, mas na hora de procurar emprego todo cuidado é pouco, especialmente em momentos de crise econômica. Meu conselho fundamental, que já disse e repito é:

NÃO PAGUE PARA ENCONTRAR EMPREGO. NA ITALIA AS AGÊNCIAS DE EMPREGO SÃO PAGAS PELAS EMPRESAS OU PELO GOVERNO E NÃO POR QUEM PROCURA EMPREGO! SE UMA “AGÊNCIA” PEDIR PARA VOCÊ PAGAR ALGUMA COISA, ESTÁ TE ENGANANDO!

O que fazer se você assinou um contrato em que aceitava pagar uma determinada soma para ter direito a um trabalho? Informe-se o mais rápido possível com uma associação do consumidor. Geralmente trata-se de um contrato de serviço (nesse caso um serviço-truffa) e as associações do consumidor dão assistência inclusive com advogados renomados que dedicam algumas horas de serviço gratuito para ajudar pessoas (existe em geral uma taxa de associação de cerca 10-20 euros) .

As associações do consumidor são mais indicadas do que os sindicatos porque em geral as empresas-truffa te fazem assinar um contrato de prestação de serviço e não de trabalho. Fique de olho!

Bem, para aqueles que procuram emprego (e vejo que são tantos que me escrevem com dúvidas sobre o tema), fica aí a dica. Leiam também outro post que explica como fazer para encontrar emprego na Italia.

E você, tem alguma roubada ou dica para dividir com a gente?

16 COMENTÁRIOS

  1. Otimas dicas. Agora é minha vez de procurar um trabalho!
    Abraços

  2. Aconteceu um fato curioso comigo (e acho que também com muita gente) no ano passado. Estava eu voltando da aula uma tarde quando vi na estaçao de trem de Brescia um anuncio de trabalho para uma nova agencia de viagens que ia abrir la dentro. Tinha até os cartazes da nova agencia. Mandei meu curriculum para o e-mail indicado e nunca recebi resposta. Depois de um mes, o lugar destinado a agencia de viagens virou uma loja de sapatos e acessorios!

    Eu fiquei com medo disso e agora so mandarei curriculum para empresas conhecidas, de preferencia para o e-mail que esta no site.

    Outra coisa que achei meio suspeita sao os trabalhos para fazer em casa. Estava procurando esses dias alguns de traduçao e achei umas tres ofertas. Escrevi para as pessoas que postaram o anuncio e elas me responderam que eram empregos de marketing, uma era promoçao de um shopping e a outra nao lembro. Fiquei meio com o pé atras, nao sei se é confiavel.

    Mudando de assunto, estou trasnferindo meu blog do MSN para ca. Se quiser ou puder olhar, ja esta ativa a pagina (é esta do blogger mesmo, La Nostra Italia, como do MSN).

  3. Perfeitas dicas e muito boas e bem lembrado! Ajudar quem está nessa fase é uma boa! um beijo,chica

  4. ola, super legais as dicas!
    Eu moro em Bergamo e estou procurando emprego! Por enquando nao consegui nada! eles nem andam dando retorno.
    Gostaria de mudar pra Firenze e queria saber se encontrar emprego ai esta tao dificil quanto aqui!

  5. Para quem procura emprego no Veneto a maior vitrine é a revista “La Pulce”. Tem muitos anúncios para toda a regiao, nao sei se existe no resto da Itália.

    Nao, nao consegui nenhum emprego pela revista. Em 1 ano de Itália só consegui dar aulas particulares de ingles para uns adolescentes que o pároco da minha igreja arranjou para me ajudar… E um estágio nao-remunerado de marketing na Mionetto, em Valdobiaddene.

  6. Olá sou cabeleireira,gostaria de ir trabalhar na Italia para conhecer seus contumes e e tendencias.
    Bom eu e minha familia gostariamos muito de ir para trabalhar eu,meu marrido e meus dois filhos.
    tenho 27 anos ,meu marrido tem 35 anos .

  7. Bom dia!
    Meu nome é Daniel Monnerat, sou jornalista da agência de notícias France-Presse.
    Gostaria de saber se alguém conhece uma pessoa que esteja retornando ao Brasil em busca de maiores perspectivas de trabalho, seja devido à crise ou por encontrar boas possibilidades de crescer profissionalmente por aqui.
    Se alguém puder e quiser me ajudar, entre em contato comigo pelo e-mail daniel.monnerat@afp.com.
    Grato pela atenção.
    Abraços.

  8. Sou descendente (bisneto) de Italiano;
    Sou Artista Plástico, Escultor, também instrutor de oficinas de Cultura: desenho/pintura/escultura.-Faço Uma pergunta: é difícil conseguir emprego na área das artes na Itália?
    Alceo Luiz De Costa
    Departamento de Cultura-SMEC
    Santa Cruz Do Sul-RS
    http://www.artmajeur.com/alceodc

  9. oi terminei o ensino médio e gostaria de ir para algum país onde possa trabalhar e q ganhei uma quantidade boa de dinheiro pensei na italia mas nao sei quais documento precisa e como arrumar lugar para morar e tbem nao sei se isso pode ser uma boa.
    abraços

  10. @Anonimo
    Talvez seja mais facil começar a trabalhar no pais onde voce fala a lingua. Por que nao o Brasil? Se resolver experimentar a Italia, prepare-se lendo todo o conteudo do blog. Se voce acha que isso ja eh dificil, nao esta preparado para vir para a Italia…

  11. sou brazileiro do rio de janeiro procuro vaga de motorista ou de motoqueiro categoria da carteira-AD ja tenho experiencia em ônibus e caminhão.email,ca.raujonascimento@yahoo.com.br

  12. Olá!Galerinha, tudo bom?

    Sou Nane, moro no Rio de Janeiro e namoro com um italiano que vive na região de Friuli Venezia Giulia. Sou formada em Moda e Figurino e agora decidi viver lá, embora que ele quer viver no Brasil. Mas estou preocupada em relação ao trabalho nessa região. Não quero ser dona de casa(lavar,passar, cuidar da casa,de filhos…), quero trabalhar na area em que me formei, ser independente, mostrar meu valor…
    É tão complicado!!!!
    Alguem pode me ajudar!!!!

  13. ola! sou eliz,estou me mudando para bergamo e gostaria muito de encotrar um trabalho na area
    que ja trabalho aqui no brasil,sou cabelereira,manicure e depiladora,se algume puder me ajudar agradeço!elizoliveira18@hotmail.com.

  14. Acho que tem muitas chances de conseguir trabalhar sim, pois cabelereira é uma profissão que é sempre procurada lá. Se tiver humildade pra onde não te conhecem aceitar cargo de aprendiz também é uma ótima tática pra fazer amizades e mostrar o seu trabalho. Boa Sorte! Eu estou no mesmo barco!!!!! Bjs. Polyana polyana201133@hotmail.com

Comments are closed.