Existem momentos em que somente um bom banho de mar ajuda a esquecer do mundo e relaxar um pouco. Em Florença os termômetros marcavam mais de 30 graus, mas com o ar abafado da cidade a sensação era de estar cozinhando aos poucos. Desde o início da primavera eu estava sonhando em ir para a praia, mas no corre-corre quotidiano tive que ir adiando, adiando…

Embora eu prefira as praias paradisíacas (já dei diversos exemplos aqui no site como: Scala dei Turchi, Favignana, Mondello, Ilha de Elba… ) dessa vez as exigências eram diferentes.

As melhores praias nos arredores de Florença

Eu estava em busca de um lugar que fosse no máximo a 2 horas de distância de Florença, onde eu pudesse chegar facilmente de carro sem depender de avião, balsas e afins. Além disso procurava um destino com uma boa infra-estrutura (nada de lugar isolado e no meio do nada) e principalmente: onde pudesse encontrar um hotel bacana por um preço baixo (lembro meus leitores que estou na minha fase conforto). Para onde ir?

As praias mais bonitas da Toscana ficam nas ilhas – Elba, Giglio, Capraia – e na região do Argentario. Mas no Argentario não encontrei nenhuma super oferta e no caso das ilhas ainda tem que pegar um barco ou uma balsa – o que estava totalmente fora de questão neste momento.

Os fiorentinos também costumam frequentar Viareggio, Forte dei Marmi e as praias da região da Versília, mas aqui novamente: preços mais altos e o mar por lá não é o máximo.

A Riviera Adriatica: mar e diversão para todas as idades

Pesquisa com Booking.com daqui, pesquisa opinião de amigos e turistas dali… no fim das contas cheguei a conclusão que a melhor alternativa seria Rimini, que não fica na Toscana e sim no estado da Emilia Romagna, mais precisamente na região conhecida como Riviera Adriatica.

Verão em Rimini

Rimini é uma cidade que foi construída praticamente em função do turismo. Pelas ruas você vê apenas hotéis, lojinhas para turistas, feirinhas, bares, discotecas e durante o verão pipocam eventos nos finais de semana. É um lugar perfeito para todas as idades.

A praia de Rimini vista de um pedalinho

Os jovens vão em busca do divertimento, aqui a vida noturna é agitadíssima. Sábado passado, por exemplo, aconteceu a Molo Street Parade, um evento com 50 DJs que tocavam em barcos de pescadores no porto da cidade. Segundo os jornais, mais de 100.000 pessoas participaram da festa. Eu dei uma passadinha rápida só para conferir o que estava rolando, mas era o meu primeiro dia da viagem e eu ainda estava exausta e sonhava apenas e desmaiar na cama e acordar cedo para ir a praia no dia seguinte. Hoje, por exemplo, tem a famosa Notte Rosa, que é conhecida como o reveillon do verão.  Para quem busca agito, é um evento imperdível! (Aliás, Rimini  é o destino certo para quem procura festas e diversão no verão italiano, dificilmente você encontra esse mesmo espírito em outros lugares da Italia).

Molo Street Parade em Rimini – um evento com 50 DJs que agitou o porto da cidade

Pais e avós levam as crianças para a praia. Rimini oferece toda uma infra-estrutura graças aos balneários onde você encontra espreguiçadeiras, guarda-sol, salva-vidas, banheiro, bar/restaurante e jogos vários para passar o tempo (serviços a pagamento). Além disso há uma infinidade de atrações na cidade como a Italia em Miniatura, MirabilandiaAquafan (que na verdade fica em Riccione, mas é logo ali), entre outros parques temáticos.

Quem não quer gastar muito pode simplesmente estender a toalha em um trecho de “spiaggia libera” (praia grátis): logo após o balneário 150 existe espaço mais do que suficiente para curtir a brisa do mar e pegar uma corzinha.

Um delicioso “gelato” artesanal

Outra coisa que você não pode deixar de fazer e que é acessível até para os viajantes mais low cost é uma deliciosa pausa em uma “gelateria” para experimentar um sorvete de massa artesanal (por favor, nada de Algida, a versão italiana da Kibon, ok? esses sorvetes industriais você encontra em qualquer lugar do mundo). Eu experimentei praticamente metade das sorveterias da cidade, inclusive a Grom, uma das minhas sorveterias favoritas na Italia e que possui uma filial no centro histórico de Rimini. Não só os sorvetes são deliciosos como as granitas também. Experimente!

Pedalinho em Rimini

Uma outra dica interessante é alugar um pedalinho na praia e sair com o seu super “barco” pelo mar de Rimini gastando apenas 12 euros por hora. Assim você pode ir lá no fundão e mergulhar longe da multidão, onde a água é mais transparente.

Quem cansou de areia e mar pode fazer um passeio pela rua principal da cidade: mesmo nas horas mais tórridas do dia existe sempre um pouco de sombra das árvores. E quando o sol se põe as pessoas saem para ver as feirinhas e lojinhas. Ou quem sabe fazer um passeio na vizinha Riccione, mas isso é assunto para um próximo artigo…

14 COMENTÁRIOS

  1. Oi Babi…

    Há algumas semanas atrás eu estava me sentindo exatamente como vc… cozinhando aqui em Trento! Pra piorar, os trentinos odeiam ar-condicionado… os poucos restaurantes da cidade que possuem A/C, desligam a partir de umas 20hs!!!

    Enfim, eu estava querendo paz e tranquilidade numa praia, então Rimini era a última das minhas opções! Mas um colega meu me sugeriu o Parco del Conero, em Marche… tem 2 cidadezinhas com várias praias, Numana e Sirolo, além de uma praia mais bombada ao sul de Numana. Fiquei em Numana nord e foi o paraíso!!!

    Bjos,
    Leo.

  2. Oi Leo,
    Obrigada pela dica! Eu ainda quero conhecer a região Marche, era a terra do meu bisavô, mas ainda não surgiu a oportunidade. 🙂

    Se você quiser, escreva um artigo para gente dando dicas sobre o lugar e eu publico no blog (manda para brasilnaitalia@gmail.com)

    Assim da próxima vez eu já tenho todas as informações mastigadinhas (e outros leitores também)!

    Beijos,
    Babi

  3. Barbara, me deu água na boca ao ver o sorvete; aliás quase senti o sabor( frutti di bosco e yogurt) Era o que eu sempre procurava, quando cansada de tanto andar, para repor a energia.
    Quanto as dicas, sempre muito boas.
    Abraços,
    Maria Eunice

  4. Alô, Barbara: Meu bisavô é italiano da Basilicata. E eu sou apaixonado pela Toscana ( paixão virtual, por enquanto). Em 2013 vou passar uns tempos por aí para conhecer Toscana. Penso em alugar uma casa como base e rodar em volta, conhecendo Siena, Pienza, Florença,etc… Você, moradora há anos, que dicas tem para nós? Obrigado e um abraço. Fernando Gesualdi.

  5. @Maria Eunice
    Você acertou os sabores do sorvete (e o mais clarinho era de morango).
    Nada mais refrescante em um dia quente de verão, né?
    abs Babi

    @Fernando
    Seja bem vindo a Toscana! 🙂 Sobre o aluguel da casa… tudo depende da quantidade de tempo que você pretende ficar e de com quantas pessoas pensa em viajar. Se for para ficar pouco tempo (alguns dias, uma semana) vale a pena reservar com um site tipo Wimdu. Se você for ficar alguns meses pode valer a pena entrar em contato com uma agência de viagens ou então reservar através de anúncios em jornais e sites especializados (ex. La Pulce, Casa.it) procurando pela palavra “affitto” que significa aluguel..
    Abs

  6. Voces vem pra ca e nos vamos pro lado de la.
    Eu moro perto de Ravenna e nao gosto nada das praias da regiao. Ja trabalhei na praia de Rimini, que tenho que admitir, é bem melhor do que Marina de Ravenna ou Milano Marittima. Mas so de pensar em enfrentar a confusao e a dificuldade de estacionar, a distancia (uns 50km) para nao ter paz… Perco a vontade.
    Semana passada pegamos a estrada e fomos parar perto de voces, nas 5 Terras. ADORO!!! Sempre da para achar um apartamento com um precinho legal, as cidades sao uns charmes e as praias de Riomaggiore e Monterosso quebram um galhao! Voce se sente mesmo fora da realidade!
    Ja a dica ali de cima, também é boa. Numana é uma praia transparente muito bonita, mas para quem nao se importa com pedrinhas. E ali perto, dizem que Conero também vale muito a pena, nao conheço ainda.
    Sao estilos diferentes… Mas RImini realmente é a capital da balada. Eu que nao ando muito para baladas ultimamente.

  7. Oi Débora,

    Vamos trocar então! 🙂 A gente quer sempre ir para um lugar diferente, né?

    Eu também gosto muito da Liguria, especialmente das 5 terras, estive lá algumas vezes e também cheguei a comentar aqui no site: http://www.brasilnaitalia.net/2011/08/cinque-terre-golfo-spezia.html

    O estilo das Cinque Terras é completamente diferente de Rimini: são muito mais “íntimas”, menorzinhas, com praias pequenas. São muito charmosas, mas durante o alto verão é uma loucura total. Me lembro que estávamos em 4 pessoas e só tinha lugar na areia para duas toalhas em Monterosso. Bem, em alto verão é difícil achar lugares tranquilos na Italia, né?

    Rimini no nosso caso foi bastante confortável porque o hotel tinha estacionamento e ficava a dois passos do mar. Então a gente praticamente não precisou usar o carro. De vez enquando, para ir para Riccione ou para o Molo de Rimini fomos de ônibus, que passavam a cada 10-15 minutos. Então a vantagem é que nesse caso é zero stress para curtir a praia e ainda por cima existe uma atmosfera de agito que é difícil encontrar em outros lugares. Quem é solteiro e está na fase de fazer amizades fica enlouquecido por lá. Quem vai com crianças tem toda uma infra-estrutura para não pensar em nada. Quem tem um budget limitado encontra opções econômicas porque existe muita oferta.

    As minhas praias preferidas ainda estão na Sicília e no ano que vem, quem sabe, quero explorar a Costa Amalfitana e Capri… você já esteve por lá?

    beijos,

    Babi

  8. Estive 18 dias pela Itália. A Toscana e linda e São Geminiano achei lindíssima. Estivemos por lá em julho , muitomcalor, mas a água do mar estava um pouco fria. Sorrento e linda e páramos no Mar Hotel Alimuri com praia particular. Fomos muito bem recebidos e o hotel tinha atrativos todas as noites.
    Abraços
    Aramis

  9. Capri e linda. Não conseguimos entrar na gruta azul pq a mare estava alta. Vc vai de Sorrento com um barco ate Capri e depois vc pega um menor para contornar a ilha e entrar na gruta. Antes vc pergunta para o condutor se a mare esta baixa, pq senão não conseguira entrar na gruta
    Abraços
    Aramis

  10. […] Rimini é uma cidade que fica no litoral do estado da Emília Romanha e é também muito próxima a Florença, por isso é ideal para uma escapadinha rápida nos tórridos dias de verão. Além da proximidade com a Toscana, é uma cidade famosa pela sua agitada vida noturna e pela grande variedade de hotéis, alguns inclusive muito baratos em comparação a outras cidades de praia em alta estação. […]

DEIXE UMA RESPOSTA